▩ Chapter XXXIV.

Começar do início

"Você quer tanto o meu pau, não quer gatinho?" O alfa perguntou rouco e sem delicadeza deu um tapa na bunda farta do menor, ecoando um barulho em todo o corredor deserto. Louis mordeu sobre a pele de seu pescoço, então o alfa se estremeceu, esfregando a palma de sua mão entre a bunda e costas curvas do seu ômega, tinham poucos momentos de total atrevimento e safadeza como tal, e mesmo que poucos, os dois amavam. O cacheado virou o menor, pondo então o ômega contra o material gélido, pondo-se entre suas pernas, agarrando com as mãos grandiosas a cintura do ômega e o beijando no pescoço, sem carinho ou cuidado, ainda sim havia amor e tudo o que o alfa sentia pelo menor. Passando a mordiscar e distruir diversos chupões que ficariam evidente para todos o que os dois fizeram, já que agora o colégio sabia que os dois estavam namorando e tanto Louis tinha um alfa quando Harry tinha um ômega. O maior intercalava em chupar e então apaziguar o hematoma o afagando com a língua, então mordia o pescoço em outro ponto. O ômega não aguentou, gemendo um pouco mais alto e agarrando os ombros do alfa e pondo o quadril mais contra o do maior.

"Harreh, por favor amor..." Louis gemeu e ronronou feito um gatinho assanhado e o alfa rosnou excitado. Ele escorreu a mão direita para a coxa do menor, com os dedos longos beliscando o jeans e a carne da região, e a outra mão o alfa a colocou entre os fios de cabelo lisos e sedosos, os puxando sem brutalidade, o ômega estirou a cabeça para trás para que o alfa pudesse ter mais facilidade ao marcá-lo no pescoço, e foi o que o alfa fez, chupando mais ponto no local e até afastando o suéter para chupa-lo sobre as clavículas fundas e ossudas, de forma bonita no entanto. "V-você disse que quando fodessemos gostoso você ia acabar comigo." O ômega relembrou e o alfa afastou os lábios inchados e rubros do pescoço do menor, o olhando e com os olhos expelindo desejo e amor, Louis acariciou seu rosto e sorriu buscando o ar para seus pulmões sôfregos, os dois tinham uma marca vermelha envolta dos lábios e as bochechas coradas. "E até agora eu estou intacto." Louis provocou o alfa, Harry mordeu o próprio lábio de baixo e puxou o menor com força para si e sorriu de canto, rosnando para seu ômega e fazendo o menor sentir toda a espinha arrepiar e os ossos gelarem, só que de ansiedade e não medo. E Louis realmente achava aquilo, mesmo que os dois estivessem constantemente fazendo amor, eles não era brutos ou tinham um toque selvagem ou extremamente quente e preciso, era rápido mas suave, então o ômega queria experimentar de todo o calor e atrevimento que Harry exibia ao falar sobre aquilo antigamente, sento o máximo honesto, Louis não queria fazer amor, ele queria foder com Harry, ser o máximo caloroso e bruto, mesmo assim sendo prazeroso e resplandecente.

"Você quer meu pau dentro de você né gatinho?" O alfa questionou com a voz rouca e excitante, o ômega assentiu e o maior sorriu pela forma como os olhos azuis não perdiam o toque meigo até em momentos como aquele. "Eu farei isso amor, vou enfiar meu pau em você e te foder gostoso. Não agora, até porque nosso sinal toca em 5 minutos." O alfa disse e deu um tapa na bunda do ômega, sorrindo de canto e rindo ao ver Louis exibir um bico nos lábios mais róseos, olhos azuis insatisfeitos e seus cílios longos piscando repetidas vezes, o alfa roubou-lhe um beijo quente e trouxe o ômega ainda mais próximo, quase que fundia-os num só. O ômega sorriu entre o beijo e mordiscou a língua do alfa ao que Harry adentrou-a sua boca, não foi tempo o suficiente para se beijarem até o sinal tocar e as pessoas começaram a sair de suas salas, os dois se afastaram e seguiram para o refeitório, ignorando e tentando disfarçar as ereções presa entre suas calças.

Durante o intervalo, eles estavam juntos na mesa, todos, Liam, Zayn e Niall com os outros dois. E os três estavam todo o tempo trocando olhares, porque Harry e Louis estavam praticamente engolindo-se pela boca, eles sequer tinham tocado no almoço, pareciam insaciáveis. Louis estava quase sentado em cima do maior e Harry mantinha controle para não pôr a mão na bunda do ômega. Liam pôs a mão sobre os olhos e fingiu choro, e os outros dois comiam quietos, não existia vestígio de conversa na mesa, tudo que escutavam eram os ruídos de saliva e de lábios friccionados, ou então alguns gemidos baixos e arfadas. Era realmente vergonhoso e constrangedor. Zayn não era tão discreto, então tentou puxar o irlandês para fazerem o mesmo que os outro dois, porém Niall negou batendo na testa do moreno, deixando-o bravo e de cara fechada, odiando ainda mais a situação da mesa. Louis indiscretamente escorreu a mão pela barriga do alfa e a pôs sobre os jeans de Harry. Aquela era a atitude mais ousada e desrespeitosa que o ômega já havia feito em toda sua vida. Então antes que ele pudesse tocar com mais intimidade o volume do alfa, o beta interviu.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!