▩ Chapter XXXIV.

20.9K 1.3K 1.1K

Last night I lay in bed so blue, Cause' I realized the truth. They can't love me like you (̤ᗜ•̤)*

-

O ômega pegou o passe apressado e se retirou da sala, contornando o corredor e sorrindo assim que viu Harry escorado no armário, com as costas apoiadas no metal, a pose de cafajestes, as mãos no bolso da calça, um dos joelhos curvados para trás e apoiado nos armários. Louis não hesitou em burlar a aula de química que estava tendo, porque o cacheado o mandou uma mensagem, e em especial, naquele dia o alfa estava quente, com a camisa meio aberta, onde sua tatuagem de borboleta podia ser quase vista, e os love birds exibindo-se. Fora a camisa de flanela xadrez azul royal e preta, então no meio dos cachos um lenço com uma estampa estranha, porém ele estava tão sensual, Louis não pensou duas vezes e quando recebeu a mensagem levantou-se rapidamente e pediu um passe para o professor, deixando a sala.

O ômega se aproximou rapidamente e o alfa sorria apaixonado, admirando todo o corpo do menor, vindo até ele com o balanço sensual, os olhos azuis de Louis voltados para si, intensos e lindos, e os lábios postos num sorriso meigo, Harry sentia o próprio estômago revirar com a excitação dentro de si. Quando o menor se aproximou, ele fungou o cheiro mais desesperado, ele já havia ficado mais de uma hora e meia longe do aroma que o enfeitiçava. Os cílios longos e negros do menor voltados para si, o corpo do alfa tornava-se em ebulição, pela forma na qual o ômega o enlouquecida. Quando se aproximou, Louis não tardou ao por as mãos pequeninas nos ombros do alfa e encarar a sua volta, vendo o corredor deserto, somente haviam os dois ali, e o cacheado admirava a feição do menor, o nariz arrebitado, olhos azuis claros e luminosos, bochechas coradas e a boca rósea de lábios finos, tão lindo que não parecia real, Harry não se cansaria de sentir-se sortudo por ser o alfa de Louis e ele ser seu ômega.

"Eu odeio aulas de física porque eu..." O alfa foi interrompido por Louis, que pôs as mãozinhas nas laterais da camisa de flanela que o maior usava e o puxou, os corpos mais colados, Louis mordeu e puxou entre os dentes o lábio inferior do maior e subiu suas mãos pequeninas até os fios soltos dos cachos na nuca do alfa, surpreendendo o maior, enquanto o cacheado pôs a mão, como sempre, sobre a bunda do menor, apertando discretamente mas com força.

"Cala a boca!" Louis disse autoritário e o alfa não havia visto o ômega usar tal tom e palavras muitas vezes, mas com certeza Harry delirava com a forma na qual o ômega estava fogoso e mandão, excitava o cacheado. O ômega se pôs o máximo contra o corpo de Harry, com a mão direita miúda ele segurou o queixo do alfa, estreitando os olhos azuis e os cílios longos piscando sensualmente em direção ao maior. Com a outra mão o menor escorreu-a pelo tronco do maior e parou sobre a pequena protuberância nos jeans de Harry, apertando o volume do pau semi-ereto do maior e ganhando como resposta um gemido gutural e um tanto necessitado do cacheado. Quando o menor sentiu Harry pulsar contra as calças e sob sua mão, Louis gemeu de uma forma manhosa e involuntária, e o alfa sorriu de canto apertando seus olhos e estirando a cabeça para trás, é claro que suas mãos continuaram sobre a bunda grandiosa e gostosa de Louis, a apertando e batendo de leve vez ou outra.

"Oh, você não me dá descanso gatinho." O cacheado gemeu divertido e o menor negou com um sorrisinho de canto que era meigo mas também malicioso, não dava para compreender muito bem mas tal sorriso deixava Harry em chamas, ele sentia todo o corpo arde em calor e a pele quente, eufórico e agitado, Louis o deixava insano, acabava com ele, porém o alfa amava isso, a forma como Louis era o único que o tinha e teria 100% e poderia fazer o que quisesse consigo, o alfa não era o dominante da relação e sim o ômega, mas isso todos já sabiam.

"Você está tão gostoso." O menor disse ignorando o que o alfa havia falado, e o cacheado se surpreendeu com o que o menor lhe disse, mordendo seu lábio e sorrindo juntamente, com covinhas e de uma forma sexy. Louis agarrou-o pela nuca e puxou o rosto do alfa, beijando-o euforicamente, os lábios apertados de uma forma quase bruta e um beijo com saliva, estalos e selvageria, havia tanto amor e tanta vontade, o alfa apertou de forma possessiva e maldosa a bunda do e Louis gemeu contra seus lábios, então o ômega infiltrou sua língua na boca do maior e comandou o beijo, mais rápido e mais prazeroso. Não era um beijo que deveria ser trocado no corredor de um colégio, porém os dois não poderiam se importar menos. O menor mordiscou os lábios do maior, sentindo o gosto meio doce e gélido da saliva do maior, como creme dental, e Harry passou a esfregar a mão na bunda do menor. O ômega se pôs mais contra o alfa descolando suas bocas e pisando na ponta dos pés para colocar a boca contra a orelha do alfa e então sugar e morder o lóbulo, para gemer contra a orelha logo depois, e o cacheado o prendeu pela cintura contra seu peito forte, mordendo o ombro do menor por cima do suéter, sentindo sua calça apertada e quase úmida, e ele até podia sentir Louis endurecido contra sua bacia.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!