Youre Just Mine, forever...

16.7K 1.3K 512
                                    

P.O.V CAMILA

Fechei os meus olhos e me apoiei na bancada, respirando com calma. Dinah percebendo o meu estado, começou a me abanar levemente e eu me concentrei para voltar ao normal.

- Vocês estão bem? - Ouvi a voz do Sr. Snow atrás de mim e me assustei.

Abri os meus olhos e olhei atentamente para os meus braços, para me certificar de que estava tudo normal. Respirei fundo e senti que o meu corpo já estava em uma temperatura segura. Dinah abriu a boca para responder o professor, mas eu fui mais rápida...

- Estamos sim senhor, não aconteceu nada demais, apenas a Dinah e os seus péssimos dotes para química – falei, me virando e sorrindo tranquilamente para ele.

Ele nos fitou desconfiado, mas logo assentiu e deu as costas para nós. Depois desse pequeno acidente, nós arrumamos a bagunça que fizemos e saímos para o intervalo. Nos sentamos a mesa de sempre, com Austin e nossos amigos que falavam animadamente sobre algum jogo que iria ter. Dinah estava estranhamente quieta. A garota estava sempre tagarelando por aí e vê-la assim tão calada e pensativa me assustava. Eu tentei me inteirar no assunto, mas o que aconteceu no laboratório de química estava martelando na minha cabeça. Eu queria acreditar que tudo não passou de um acidente, mas algo dentro de mim me dizia que era bem mais do que isso.

Seguimos para as próximas aulas nesse clima estranho. Dinah não falava nada e eu deixava ela perdida em pensamentos, afinal, a minha própria mente estava dando nós. Deu a hora da última aula e era de educação física. Caminhamos em direção ao vestiário e colocamos os nossos uniformes, ainda sem trocar uma palavra. Algumas meninas puxavam assuntos comigo, mas minhas respostas eram sempre curtas e vagas. Adentramos a quadra e a professora nos dividiu em dois times, iríamos jogar queimada. As aulas de educação física eram sempre separadas, meninas com meninas e meninos com meninos. Apesar de ser uma líder de torcida, eu odeio educação física com todas as minhas forças. Eu sou o ser mais desastrado e descoordenado do mundo, só consigo fazer as coreografias e saltos da torcida porque eu realmente amo aquilo e com muito treino, claro.

O jogo começou e eu com a minha super animação apenas me esquivava quando a bola vinha na minha direção. Estava tudo muito bem e normal, até que uma garota do time adversário começou a me "perseguir". Eu nunca tinha notado aquela garota antes, será que ela era nova na escola? Eu não sei, mas a perseguição dela comigo já estava indo longe demais. Ela fazia questão de estar com a bola e sempre que tinha a mesma em mãos, ela arremessava com certa força na minha direção. Seus arremessos eram rápidos, fortes e certeiros. Estava claro que ela queria me machucar de verdade. Me pergunto se a professora não estava vendo isso... claro que não, ela devia estar lixando as unhas como sempre. Eu me esquivava das investidas dela por puro reflexo, mas aquilo começou a me irritar de verdade. Eu comecei a revidar na mesma intensidade e, quando eu pude perceber, aquilo se tornou uma briga entre mim e ela, um jogo onde só nós duas jogávamos. As meninas apenas observavam um pouco afastadas, provavelmente estavam com medo de serem atingidas. A garota me olhava com puro ódio nos olhos e agora eu não estava diferente. Eu nunca vi aquela garota na minha vida e ela estava querendo me atingir?

Meu sangue começou a ferver rapidamente, o suor escorria sem pudor fazendo o meu uniforme grudar ao meu corpo e a minha pulsação acelerar de forma que eu pudesse sentir os meus batimentos cardíacos. Meu objetivo agora era claro... Eu queria machucar aquela garota.

Alguns sussurros entre as meninas me chamaram a atenção...

"Ela está tão vermelha..."

"Só falta sair fumaça pelos ouvidos"

"Nossa! Vejam os olhos dela..."

Ice And FireOnde as histórias ganham vida. Descobre agora