Capítulo DEZESSETE

67 11 5

Shirla corre até o campo, juntamente com Vicente, Águia e S1.

Não é difícil encontrar Rouge. A noite se aproxima. Mas parece que o sol está ali ainda, iluminando todo aquele lugar, silenciado pelo o ocorrido.

Águia verifica se a garota está respirando, antes de olhar para Sol repreendedo-a com seu olhar. Ele se abaixa, vê seus pulsos...

-Ela está... está...- ele assentiu com a cabeça- morta.

Big cai de joelhos, sem acreditar.

-O que? Como assim ? Mas aqui não é uma simulação? Ela não pode!- Bala grita indignado- Ela não pode morrer.- ele é levado por alguns guardas que estavam ali.

Borboleta começa a andar de um lado para o outro.
-Por que não faz nada?- Ela pergunta a Sol- Em? Ela morreu. A Rouge está morta! MORTA!

Sol continua imóvel.

Todos ficam perplexos.

Rouge não vive mais, porém seus cabelos continuam brilhando.

-Águia. Águia, como isso aconteceu?- Shirla pergunta falando entre os dentes.

-Ela não tomou o Soro da Simulação.

-Como assim? Ela é louca ?

-Ela deve ter se distraído.- ele conclui

-Eu também não tomei.- confessa Spirit-

- Ótimo. Mais uma iria morrer de verdade.- falou Shirla.

-Mas foi de propósito- ela continua com a cabeça abaixada - Eu... Eu queria morrer

-E quem não queria, morreu.- Fala Borboleta, irritada.

Enquanto o corpo de Rouge foi levado, enquanto Big chorava que nem um alienado lamentando pela a morte dela, enquanto Águia temia pelo o que estava por vir e os demais ali ficaram atordoados sem acreditar no que aconteceu, enquanto isso, Sol continuava quieta e fria.

Antes que mais alguem se mexesse, Alma Negra invade o local com vários guardas armados.

-É ela- ela aponta para Sol- Prendam esta megera!

CLARIVIDÊNCIA- Senhorita DestinoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora