I allow

13.7K 1.2K 1.2K

Guuuuus, como nós estamos? Então, eu gostaria de dizer que vocês são maravilhosos, sério, eu me sinto tão empolgada para escrever porque vocês estão empolgados para ler e, cara, isso é demais. Continuem divulgando, comentando e votando, eu fico tão in love com vocês por isso. Enfim, gostaria de dedicar esse cap para o pessoal do 5HFans que está lendo, Nayara, Letícia Cajobi, Nathany, Prizão e todos os outros que estiverem lendo, obrigada mesmo.

Sobre esse cap, ele está bem denso e começará a dar uma roupagem melhor para a relação entre Camila e Lauren, espero que gostem.

TT: @lylasexual
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

     Imaginação.

     Substantivo feminino. Faculdade de imaginar. Faculdade de representar objetos pelo pensamento. Faculdade de criar, inventar, conceber. Opinião sem fundamento, absurda.

     O mais belo e puro exemplo de imaginação pode ser percebido na inocência de uma criança. Na facilidade que encontra em criar situações em sua mente e divertir-se com as várias possibilidades que possui. Nós podíamos ser policiais, ladrões, cozinheiros, empregados, personagens de desenho animado, e cada um desses, entre milhares de outros, estavam presentes em nossas atitudes e mente de forma tão rica e detalhada.

     Imaginar abre um caminho colorido e tortuoso, um caminho onde você o enfeitará com lápis de cor e terá de borrar todas as peças que os obstáculos da vida e das circunstâncias irão barrar. Imaginar pode te guiar a um lugar melhor, um lugar utópico onde todas as tristezas e dificuldades não existem, pois você criou esse lugar, e você necessita de paz.

     No entanto, a via não é de mão única. Imaginar irá tirar de você o tanto que poderá lhe dar. Irá te tirar o sono por noites afio, irá te tirar lágrimas de decepção ou da mais pura esperança, irá te tirar do mundo, mas quando estiver de volta perceberá como tudo ao seu redor é tão sem cor e quieto, tão diferente.

     Mas aí está a grande questão: quem de nós correria atrás dos lápis de cor para colorir a realidade?

     Se você tivesse uma pergunta, uma única pergunta para toda a sua vida, uma pergunta que diria a você sobre o seu futuro, o que perguntaria? O que sua mente tão agitada, colorida e criativa bolaria para ter o máximo de respostas possíveis?

     A maioria de nós pensaria por horas e, no fim das contas, faria a pergunta mais óbvia do mundo: eu serei feliz? E então, alguém no fundo da sua cabeça te dirá como aquela pergunta fora idiota. Te dirá que a vida poderia ser grafada em um gráfico.

     Altos. Baixos. Meios. Mas, no fim das contas, tudo acabará caindo em um comum. Tudo chegará ao momento tão típico e fatídico: eu não estou triste nem feliz, apenas estou.

     E nós não queremos estar. Não aquela garota, não a garota cheia de certezas e planos mirabolantes em sua mente.

     Não ela.

     A jovem jornalista estava deitada em sua cama. Cabeça apoiada em travesseiros fofos, pernas dobradas para cima e olhar perdido. Vagando. 

     As mãos confortavelmente pousadas sobre sua barriga seguravam seu telefone celular, a jovem não se sentia bem naquela noite.

     Camila não se sentia disposta a engajar uma nova leitura, depois de ter analisado a última obra de sua lista. Camila não sentia vontade de ter em sua mente algo que pudesse atrapalhar o caminho que sua imaginação estava tomando.

ReadLeia esta história GRATUITAMENTE!