1. A faísca que incendiará meu mundo

82.2K 4.1K 4.3K



PRESENTE

Essa não é uma daquelas histórias em que uma garota conhece um garoto e eles ficam juntos e vivem felizes para sempre.

Não.

Deus me livre!

Para sempre é um tempo realmente muito longo...

Não. Essa história é mais ou menos o oposto da típica história de amor adolescente.

Essa história é sobre como uma menina se livrará de um garoto.

Ou sobre como ela tentará desesperadamente se livrar dele, com todas as suas forças.

― Eu nunca vou me livrar dele. Nunca. Nem em um bilhão de anos. Ele é um grudento dependente idiota!

― Okay... ― Maura fala devagar. ― Acho que você pode estar exagerando só um pouquinho.

Viro meu rosto para encarar Maura. Ela pintou recentemente o cabelo perfeito liso-escorrido dela de verde. Eu ainda não tive muita chance de me acostumar.

― Um bilhão é muito? Talvez um milhão seja mais realista. Mas, sinceramente, é difícil não ser pessimista quando estamos falando do Scott. Você precisa admitir que, se depender dele, vamos ser os dois enterrados em caixões lado-a-lado no mesmo cemitério com vista para o mar quando tivermos noventa e três anos de idade. Nem os meus ossos terão paz!

Maura ignora a minha tentativa de piada, talvez porque o tom amargo da minha voz mascare qualquer noção de humor.

― Becca, eu não estou falando disso e você sabe. ― Ela faz uma careta. ― É só que... Você está meio que fazendo uma tempestade em um copo d'água.

A primeira coisa que você precisa saber sobre mim é que eu sou uma garota legal.

Eu juro que sou.

Faço meu dever de casa em dia, ajudo meus pais com as tarefas da casa, não jogo lixo na rua, sempre respeito os velhinhos.

Sou uma pessoa boa.

E digo isso porque talvez nas próximas páginas você venha a se esquecer desse fato. Talvez eu pareça uma daquelas meninas mimadas que não sabem apreciar o que elas têm nas mãos até que o perca. Talvez eu venha a parecer quase insuportável.

Mas é que toda pessoa tem seus limites.

Toda pessoa guarda botões que não devem nunca serem apertados.

Toda pessoa possui uma faísca que, se manuseada de forma errada, pode acabar colocando fogo no mundo inteiro.

E a minha faísca é Scott.

Meu celular vibra. Mesmo sem olhar, eu sei que é Scott. Eu sei na minha alma, nos meus ossos, no âmago do meu ser. Meu corpo inteiro estremece e subitamente me sinto incrivelmente enjoada. Jogo o celular para Maura, que está sentada no puff ao lado da minha cama.

― Lide com isso. Por favor.

Maura me encara com uma incredulidade que é realçada pelo verde de seus cabelos, fazendo-a parecer uma personagem de uma história em quadrinhos.

― Você quer que eu fale com seu namorado por você?

― Maura! Pelo amor de Deus, não se refira a ele assim! ― Jogo meus braços para os céus.

Quando Maura percebe que meus olhos estão cheios de lágrimas, ela se aproxima de mim de forma quase carinhosa.

― Mas, docinho, ele é seu...

Eu não amo você [Completo]Leia esta história GRATUITAMENTE!