Capítulo Nove - Frank

2.5K 174 6

No mesmo instante em que eu perguntei se poderíamos dar uma volta depois do evento. Me arrependi. É claro que ela não iria sair comigo, pelo menos, não hoje. Ela está trabalhando, mesmo que esteja tendo um dia ruim.

Eu sempre tenho dias ruins no hospital, mas nem por isso saio correndo com a primeira garota que me pede, e posso dizer que muitas enfermeiras fazem isso. Chega a ser irritante e fico até feliz por elas estarem em greve por um tempo.

— Pode ser. Só preciso pegar meu celular com Beth. – ela responde. Arregalo os olhos, ela solta uma risada leve. Não pensei que ela aceitaria. Achei que nós iríamos marcar outro dia, no mínimo.

Eu não consegui deixar de sorrir. Saímos do backstage e fomos à procura de Beth, que estava vindo ao nosso encontro.

— Me dá meu celular? – Hannah pede. Beth retira o celular do bolso da calça.

— Obrigada. Estou saindo com Frank, não tenho mais o que fazer aqui.

— Deu tudo certo, né? – Beth pergunta para ter certeza, mas não questionou nada sobre eu e Hannah irmos sair.

— Sim, dei um fora em Mark antes de ele falar pra todo mundo. Porque eu ainda me sinto mal por isso?

De repente me senti desconfortável por estar no meio de uma conversa entre amigas, mas eu queria esperar Hannah, ainda iríamos sair, por isso, eu esperei.

— É normal. – Beth diz— Mark era presente na sua vida até demais, e você só se sente culpada por não ter percebido antes. Mas, Mark vai superar. Olha só, não sei se sabe, mas ouvi dizer, por Amy, que – ele não está de fato apaixonado por você. Ele acha que está, uma vez que perdeu a namorada recentemente, por isso eu acho que ele está colocando na cabeça que está tendo sentimentos assim por você para se distrair. Faz sentido.

Respiro e inspiro logo em seguida. Conheço a sensação de perder alguém, mas não fiquei dando em cima de outra pessoa, pelo contrário, eu apenas me dediquei ao meu trabalho. Mark deveria tentar isso.

— Ele a perdeu por...? – Hannah pergunta, evidentemente curiosa.

— Isso eu já não sei, – Beth responde— mas talvez Amy saiba.

— Tudo bem... Eu e Frank estamos indo. Só passei pra avisá-la e pegar meu celular.

— Tipo, agora mesmo? – Beth pergunta surpresa — Não vão esperar o festival terminar?

— Não. – eu e Hannah respondemos juntos. Beth abre um sorriso amarelo no rosto.

— Certo. Eu encontro você mais tarde, Hannah. – Beth concorda, e eu e Hannah nos olhamos intensamente, até demais, e em seguida deixamos Beth e vamos em direção à saída do local.

Apesar de ainda serem quatro horas e meia da tarde, já estava entardecendo... Essa cidade funciona assim, escurece cedo e os bares fecham cedo, mas todos já estavam acostumados com esse clima. Exceto os turistas estrangeiros.

Fomos para o estacionamento até meu carro.

— Aonde vamos? – Hannah pergunta a mim depois de entrarmos no carro e eu ligar.

— Surpresa!– respondo com um sorriso bobo. E naquele momento penso que tirar férias foi a coisa mais sábia que eu já havia feito em toda minha vida.

Gosto de Londres porque aqui nós podemos andar de barco no Tâmisa e isso é relaxante. Devo dizer que, quando não estou relaxando no hospital, estou relaxando em um passeio de barco.

Eu ligo o rádio do carro e, por incrível que pareça, está passando uma notícia sobre o Music Zone. Pelo menos, não falaram o motivo do palco ter ficado desocupado por uns cinco minutos devido ao imprevisto de Mark.

Para Sempre ElaLeia esta história GRATUITAMENTE!