O PRIMEIRO FORASTEIRO

338 7 0
                                                  

Olá meus queridos leitores do livro: Quando Um Homem Ama Uma Mulher. Quem ama um bom romance, romance do estilo que escrevo aviso que estou postando aqui no wattpad  20 capítulos do meu livro O PRIMEIRO FORASTEIRO. É uma amostra para vocês decidirem se interessa ou não. Em outubro, daqui um mês, o livro estará disponível integral na Amazon.

Nota da Autora

A meu ver, romances são sempre mensagens. Algumas vezes de amor, de amizade, de caráter e de perdão.

Neste romance trago para meus leitores mais uma dessas mensagens.

São dois romances que se completam. O Primeiro e o Segundo Forasteiro. Em, O primeiro Forasteiro temos a relação de Alex/Oliver e Amanda. E na sequência, O Segundo Forasteiro com o romance entre Ryan e Emily.

Algumas amigas me perguntaram por que escolher escrever um romance que se passa em outro país? Explico. Não é por nada contra ao nosso Brasil. Mas eu precisava que as leis fossem rígidas, principalmente as leis em relação a álcool e direção. Infelizmente, isso não ocorre em nossa pátria.

Espero mostrar nesse romance como atitudes impensadas podem gerar consequências para toda sua vida. Como o destino gosta de brincar conosco. E, sem fugir da realidade, como podemos perdoar até um erro gravíssimo desde que tenhamos o coração cheio de amor e paz.

Boa Leitura.

JFB Bauer

Sinopse

Alex Stevens foi o nome que o famoso ator de cinema Oliver Hunter assumiu há seis anos, após um grave incidente mudar sua perspectiva sobre a vida.

Escondido de todos, inclusive dos pais, a culpa é sua única companheira. Dentre as pessoas que ele prejudicou no passado está seu irmão Ryan. Então, Oliver/Alex acredita também não ter direito à felicidade.

Andando de cidade em cidade ele vive um dia de cada vez partindo assim que acha que pode ser reconhecido. Até chegar a uma pequena cidade na Carolina do Sul e ver o destino colocar a sua frente uma linda garota.

Ele tenta resistir à paixão que sente por Amanda e quando, finalmente, se entrega ao amor, o passado retorna para assombrá-lo em coincidências jamais pensadas e totalmente indesejadas.

Prólogo

Estava tudo meio turvo em sua cabeça. Drogas e bebidas estavam em seu corpo, e com certeza tinha parte na sensação de entorpecimento que sentia.

Tinha noção de estava em uma festa. Foi por isso que estava naquele lugar. Precisava se divertir e não pensar no dinheiro que pagara para se livrar daquele problema. Aquela altura já não havia mais problema.

Cambaleou entre as pessoas e viu seu irmão. Ryan. Aproximou-se e colocou o braço sobre os ombros dele.

— Vamos sair daqui, — disse com a voz arrastada — essa festa deu o que tinha que dar.

— Vamos nessa! — Ryan respondeu.

Percebeu que o irmão também estava ligado. Drogas pesadas era um hábito comum entre os dois.

Seguiam para a saída quando Paul os interceptou.

— Aonde vão? — perguntou abraçado a uma ruiva que tinha os seios fartos a mostra. — Mais garotas estão chegando...

Os irmãos não deram atenção ao amigo seguindo para a garagem. Já perto da BMW começou a discussão sobre quem iria dirigir.

— Eu estou apenas vidrado, mano. Bebi pouco. Posso dirigir — Ryan afirmou.

Ele não gostou de ser contrariado.

— Quem é que paga as suas merdas? As merdas de todos dessa porra de família? Não sou eu?! Então eu dirijo! — decidiu alterado.

Apesar do estado de embriagues conseguiu sair com o carro da garagem seguindo pelas ruas. Não seria difícil. A estrada era somente deles. A vila era quase despovoada, então não havia ninguém. O mais complicado seria dirigir em Cleveland. Mas ele pensaria nisso quando se aproximasse da cidade.

O carro adquiriu velocidade. Tinha potencia, logo, praticamente voava pelas ruas desertas. Foi então que viu no meio do asfalto o homem. Ele caminhava sem notar que um carro seguia, em alta velocidade, diretamente para ele.

— Oliver!

Ouviu o grito de Ryan, mas não pôde fazer nada. Apenas escutou o barulho. Logo tudo ficou escuro.

Alex sentou na cama suando. Era assim, sempre que sonhava com o que havia acontecido naquela noite.

Apertou os olhos com força tentando fazer o mal estar passar. Será que nunca se livraria daquele pesadelo? Já fazia quase 6 anos. Contudo logo se lembrou de que ele, o único culpado, não havia pagado pelo que fizera. Sua vida não mudara como a dos dois inocentes que pagaram por seus atos.

Portanto era justo que ele tivesse pesadelos. Ele ainda tinha muito que sofrer pela culpa que sentia. E sinceramente, não sabia se um dia poderia viver uma vida normal, sem culpa.

Aqui o link do romance no wattpad:


https://www.wattpad.com/165852628-o-primeiro-forasteiro-amostra-20-cap%C3%ADtulos


Quando Um Homem Ama Uma Mulher - JFB BAUEROnde as histórias ganham vida. Descobre agora