truth or dare - 02

Começar do início

-Louis! — Um rapaz de cabelo colorido chamou o baixinho, que sorriu e o abraçou.
-Louis, vem cá. — Outro chamou no canto oposto da sala.
-Oh, é o Louis! — Harry ouviu outros cochicharem, pelo visto, Louis era requisitado por muitos e aquilo era pateticamente compreensível.

           Harry não poderia negar nem em um milhão de anos que Louis era um cara muito atraente e gostoso, além de ter uma bunda linda, é claro. Ele não era do tipo que é bonito só de corpo, ele era inteiramente perfeito e desejável, seu rosto era delicadamente másculo e suas expressões eram intimidadoras porém convidativas. Seus lábios eram rosados e finos, acompanhados por um belo sorriso com dentes bonitinhos demais para serem reais. Louis era incrível. Seu único defeito talvez fosse aquela personalidade estúpida, ele se achava o máximo e não perdia a oportunidade de empinar aquele nariz perfeito, Harry nunca gostou de caras assim e para ele, era como se Louis fosse horrível e totalmente deformado.

-Bem, pessoal! — Stanley, abraçado a Niall, chamou. — Vamos começar a brincadeira? Acho que todos já estão aqui. Lembrem-se das regras do jogo: você pode negar um desafio mas terá que responder a verdade em seu lugar, mas caso seja um veterano a te perguntar, ele escolhe se será verdade ou desafio por você.
-Começa logo! — O rapaz de cabelo colorido cantarolou.

            Todos formaram um grande círculo no chão, sentando-se com perninhas de índio, Harry riu ao observar Louis fazendo cara de nojo para alguns caras que competiam para sentar-se ao lado dele. Ele não entendia bem o motivo pelo qual não passava um minuto sequer sem fitar Louis mas preferiu ignorar esse sentimento e focar no jogo. Pediram para Louis começar.

-Michael, verdade ou desafio? — Louis perguntou ao rapaz de cabelos coloridos que agora tinha um nome.
-Desafio. — Respondeu de imediato, fazendo alguns dos rapazes soltarem repetidos "hummm" de aprovação.
-Te desafio a masturbar o Luke por cima da calça!

           Ok, Harry sabia como funcionava 'verdade ou desafio' mas não imaginava que seria um jogo tão sujo assim quando se tratava de gays se apalpando. Chocou-se mais ainda quando Michael levantou-se de bom grado e caminhou em direção a um rapaz loirinho, provavelmente Luke, deslizou a mão na parte da frente do mesmo, fazendo com que ele gemesse baixinho. Quando Luke estava inteiramente duro, Michael foi se sentar, recebendo aplausos e um beijo saliente do loiro.

-Vai, Michael! — Stanley pediu, rindo compulsivamente.
-Desafio esse fortinho aí a escolher alguém daqui para beijar. — O rapaz exigiu, apontando o dedo para Liam. Harry o conhecia, ele era de sua turma de cênicas.
-Hum, mas... Eu ia escolher verdade. — Liam respondeu timidamente com um sorriso torto, notando todos os olhares em expectativa para ele.
-Eu sou veterano, amor. — Michael contou, arrancando uma risadinha coletiva dos amigos.
-Oh, ok. — Liam se levantou e caminhou na direção do moreno, Harry conhecia aquele moreno, era o dono do apartamento, Zayn. Ele havia dado um selinho em Louis a pouco.

             Liam apoiou a mão direita na nuca de Zayn, o puxando para um beijo e foi bem recebido pelo moreno, que deslizou a mão para a cintura do mesmo, o puxando para mais perto e chupando seus lábios com desejo. Após retornar ao seu lugar, completamente corado, Liam observou a roda e mirou em Harry, Harry era um dos únicos que ele conhecia.

-Verdade ou desafio, Harry? — Liam questionou.
-Desafio. — Harry respondeu em voz baixa, tentando não parecer um covarde, ele sabia que Liam não escolheria um desafio pesado demais para ele.
-Te desafio... — Liam pausou, observando cada um dos rapazes e agitando-os. — Te desafio a beijar Louis Tomlinson.
-O que? — Harry questionou, mirando em Louis e quase gritando. Louis sorria vitorioso, como se estivesse prestes a fazer um favor para Harry. Harry nunca precisou de favores. — Pode ser outra pessoa?
-O que? — Louis piscou, incrédulo, outra pessoa? Quem Harry pensava que era? Ele encarou o cacheado nos olhos, depois olhou para Stanley como se ele tivesse alguma resposta para a atitude do calouro, mas o amigo apenas deu de ombros.
-Pode! — Liam sorriu. — Te desafio a me beijar.

           Louis de repente se sentiu furioso e queria esquartejar aqueles dois malditos calouros. Observou Harry se aproximar de Liam delicadamente, pressionar seus lábios carnudos nos lábios dele e então abrir passagem para a língua daquele completo estranho. Não que Louis fosse um conhecido, mas eles eram do mesmo grupo do WhatsApp e até dividiam um quarto, por quê razão Harry achava Liam melhor que ele? Todos chiaram ao que o beijo entre Liam e Harry não parava mais e eles pareciam muito envolvidos, até que voltaram a realidade e notaram que a brincadeira precisava continuar.

-Verdade ou desafio... Nick? — Harry questionou na dúvida se aquele era mesmo o nome do rapaz ao lado de Stanley.
-Hum, desafio. — Sorriu, simpático.
-Te desafio a pagar boquete para o... — Apontou para um rapaz branquinho e forte. — Josh?

          Harry realmente não fazia a mínima ideia se boquetes eram permitidos em 'verdade ou desafio' e temeu que dissessem que não, porém, Nick se levantou animado e ajoelhou-se na frente de Josh, que já estava de pé com as calças desabotoadas. Não demorou muito para que Nick o despisse depressa e abocanhasse seu pênis de forma ágil, Harry não poderia negar que a cena era um tanto excitante e os gemidos abafados de Josh só melhoravam tudo.

-Ok, ok, já chega! — Stanley riu, Nick se afastou de Josh e retornou ao seu lugar, corado.
-Louis, verdade ou desafio? — Questionou Nick.
-Verdade. — Louis respondeu, recebendo uma série de vaias pela escolha.
-Verdade que ficou decepcionado pelo cacheadinho não querer te beijar? — Harry arregalou os olhos e fingiu que Nick não estava falando dele, olhando para o horizonte que era a perna do sofá.
-Desafio! — Louis mudou rapidamente, nitidamente desconfortável.
-Te desafio a dizer se ficou decepcionado pelo cacheadinho não querer te beijar. — Nick riu de sua própria estratégia de jogo e todos agora esperavam a resposta de Louis, que apenas olhou para Harry e sorriu com descaso.
-Eu... Eu não fiquei decepcionado, não quero beijar alguém como o nerd. — Louis bufou, empinando o nariz novamente, com toda aquela soberba.
-Nossa, quem não quer? — Michael ficou chocado. — Por qual razão? Céus.
-Não sabe o que está perdendo. — Liam riu de Louis, dando de ombros.

           "Alguém como o nerd" fez com que Harry se sentisse diminuído, ele não era um nerd nem em um milhão de anos e ele não havia feito nada com Louis para que ele agisse de tal maneira, decidiu que faria com que Louis se arrependesse de agir como se ele fosse desprezível.

-Foda-se. — Resmungou Louis. — Verdade ou desafio, Niall?

         Mais uma rodada do jogo se passou até que todos já estavam nitidamente mais animadinhos e esperando que as coisas esquentassem, se é que elas pudessem esquentar mais que aquilo. Louis estava irritado por ter que aturar os rapazes zoando ele por ser tão durão e cheio de si, também por Harry nem tê-lo olhado na cara.

-Desafio ou desafio, Harry? — Stanley brincou, já que Harry não teria escolha.
-Desafio.
-Te desafio a dançar lapdance para o Louis. — Pediu, arrancando suspiros e cochichos dos rapazes ali presentes, Harry não teria como fugir. Por um instante sentiu que Stanley havia feito aquilo propositalmente.
-Você acha mesmo que ele consegue? — Louis gargalhou alto, curvando a cabeça para trás e dando um gole em sua tequila.

          Ok, era oficial, Harry odiava muito Louis e queria que ele se calasse. Louis nem mesmo o conhecia o suficiente para insinuar qualquer coisa, e aquela era a ocasião perfeita para mostrar para aquele estúpido que pré-julgamentos eram inválidos quando se tratavam de Harry Styles. Harry se levantou, virou sua bebida de uma só vez, agitando todos, pegou uma das cadeiras no canto da sala e posicionou no centro do círculo, pedindo para que Louis se sentasse nela.
          Escolheu uma música qualquer de seu celular que tinha uma batida lenta e a colocou para tocar, todos ficaram em silêncio observando minuciosamente os movimentos do cacheado. Primeiramente, Harry se sentou de frente para Louis, permitindo que seu hálito quente batesse no pescoço do mesmo, arrancando um arrepio. Em seguida, envolveu seus braços na nuca de Louis e movimentou seu quadril suavemente no ritmo da música, todos chiaram, Harry era muito bom no que fazia. Deslizou sua mão direita para o peitoral de Louis e lhe acariciou lá, rebolando e emitindo pressão entre sua bunda e o quadril do veterano, que gemeu abafado. Harry quicou suavemente no colo confortável de Louis e poderia se dizer que todos ali presentes estavam altamente excitados, era uma visão do paraíso ver o quão ele rebolava de forma meticulosa e convidativa. Louis se excitou mais rápido que o esperado e deslizou a mão para a cintura de Harry, tentando causar mais fricção entre seus corpos. Harry imediatamente se levantou, desligou a música do celular e voltou para seu lugar, deixando Louis sozinho e duro na cadeira.

transpholiarOnde as histórias ganham vida. Descobre agora