Capítulo 25

6.6K 429 20

Eu me matei pra criar esse Cap, então leiam com muito amor e carinho, desculpas pelo atraso e não me matem :D Bejão

Davi.

      A Alice é muito teimosa, tenho que arranhar um jeito agora pra proteger eu e principalmente ela. A Alice vai pra um lado da casa e eu do outro, mas ela fica em um lado que ela pode me ver e eu posso ver ela. Porra, como a gente vai sair daqui?
Escuto a porta sendo aberta e a gente continua no canto se escondendo, vejo um cara entrar e a Alice congela, ao vê-lo.

- Alice?- O cara a chama e ela me olha com um cara de desespero.- Ali, meu amor?- Meu AMOR? QUE PORRA É ESSA?
   Olho pra Alice com essa cara e ela me olha sem entender. O cara chega bem perto de mim mas não me vê.
Sorte.
Mas ele olha e vê a Alice.

- Alice...- Ele sorri e os olhos dela se enchem de água. Faço o mínimo de barulho possível, pra ele não me perceber. - Oque faz aí meu anjo?

- Cala a boca Guilherme, você me da nojo.- Ela diz pra ele.

- Não era isso que você dizia.

- As pessoas mudam. - Ela se levanta.

- Pode mudar mais de uma vez né! - Ele pega na mão dela e ela solta com toda força.

- Não, me deixa em paz.

- Você só vai ter paz quando estiver comigo, anjo.- Ele novamente pega na mão dela, vou socar esse desgraçado.

- Guilherme segue sua vida.- Ela solta a mão novamente.- Que eu já to seguindo a minha.

- Vem comigo Alice.- Ele puxa ela.

- Me solta.- Ela tenta ficar e nessa hora eu por estar abaixado puxo o pé dele e ele cai no chão.

- Vem Alice. - Puxo ela e esqueci do pé dela machucado. Pego ela no colo e saio pela porta correndo. E lá vejo mais uns homens parados e eu coloco a Alice em pé no chão,com cuidado, pra podermos nos esconder. Mas eles veem atrás da gente. Cacete.

- Peguem eles. - Eles começam a vir em nossa direção e a Alice não consegue correr. Já estou cansado.

- Davi, acho que é melhor deixar eles nos pegarem. Quando meu pé melhorar a gente da um jeito de fugir. Não vou deixar que nada de mal aconteça com você. Mas só... me perdoa por desistir tão rápido. - Ela me olha quase chorando.

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!