Capítulo 13 - Atolados (Part.1)

1.2K 140 30

Jack chegou em casa correndo para tomar banho e gritando, pediu a Clair que arrumasse sua mala. Quando saiu do banheiro, percebeu que tudo estava arrumado, mas mesmo assim precisava dar uma olhada nas roupas que ela selecionou, pois a mala era grande e a possibilidade de Clair colocar roupas "sem sentido" era enorme.

Foi até o guarda roupas e escolheu uma calça de malha cinza, uma camiseta branca de estampa, uma jaqueta e para completar, tênis all-star preto. Voltou-se para a mala e olhou com cuidado as roupas, sapatos e lingerie, tudo muito bem organizado. Jack percebeu que concordava com Clair quanto a mala inteira pela primeira vez, então correu, pegou a mala e a bolsa, olhou o quarto em geral, suspirou e foi para a sala e foi ai que descobriu por que Clair estava tão quieta...

- Cla... - Jack ficou sem fala e parou abruptamente no meio da sala.

- Jaqueline, eu pedi para ele entrar, está frio lá fora. - Disse Clair, com cara estranha.

Jack engoliu em seco, por que de homem, só Nick entrava em sua casa.

- Tudo bem. Eu só vou... tomar um café...

Ela correu para a cozinha, respirando fundo umas cinco vezes seguidas, bebeu água depois o café, respirou fundo novamente e voltou para pegar suas coisas, indo para a porta.

- Podemos ir?

- Claro.

As rosas ainda estavam lá, Clair fez questão de deixá-las bem na mesinha de centro da sala. Jack ficou vermelha.

- Foi um prazer te conhecer, Clair. - Alex disse.

Clair sorriu educadamente.

- Igualmente.

Jack revirou os olhos, estava curiosa pra saber o que a doida da amiga havia dito ao patrão.

- Até mais, Jack. - Ela disse.

Jack a abraçou e cochichou:

- O que você disse a ele?

- Nada. Só respondi o que ele me perguntou.

- O que ele te perguntou?

Clair riu.

- Curiosa.

- Fala logo.

Elas ainda sussurravam.

- Perguntou se você gostou das flores mesmo, se somos amigas há muito tempo...

- Só isso?

Clair a afastou.

- Tenha uma boa viajem, amiga. Juro que não vou deixar Nick bagunçar sua casa.

Jack franziu a testa, desconfiada, havia mais alguma coisa que Clair não queria contar.

- Obrigada. - Jack disse, caminhando até o portão.

Ela se aproximou do carro e Alex pegou sua mala enorme, a colocando no porta malas e depois abriu a porta do carro para que ela entrasse. Jack ficou com vergonha por que poderia abrir a porta sozinha, mas estava com vergonha de entrar no carro do chefe, isso era estranho. Então a viajem começa com Jack ainda sem graça e Alex pensativo.

No meio da viajem começou a chover forte, os relâmpagos clareavam tudo e Jack adorava a paisagem de floresta ao redor da rodovia. Mais alguns quilômetros no asfalto e Alex entra em uma estrada de terra que agora não passava de um monte de lama, enquanto ela pensava se aquele carro aguentaria o desafio. Até que, perto da casa de Alex, o carro atola. Jack o olha e percebe sua pequena irritação perante a situação. Suspirou e disse:

Rosas de Amor para Jack (Completa)Leia esta história GRATUITAMENTE!