Capítulo 21.

7.6K 434 7

Davi.

Acordo e estou sangrando muito. Estou com uma dor de cabeça terrível e está tudo girando. Esfrego meus olhos e só assim consigo ver. Alice... Eu preciso encontrar ela. Será que ela está bem? Escuto um barulho.

- Aí.- Adam.

- Adam?

- Davi?- Ele diz com a voz fraca.

- Você tá bem?

- Tá tudo girando.- Ele olha pra mim e toma um susto.- Você tá sangrando muito.

- Eu sei...

- Cadê a Alice? Aonde a gente ta? DAVI CADE A MINHA IRMA.

- Calma... ela tá bem.- não, eu não sei se ela está, quero saber mas... como? Olho e vejo uma janela mas ela está bem no alto. Tento achar uma solução, até que a porta se abre com muita força, fazendo com que minha cabeça doesse mais ainda.

- Os mocinhos acordaram?

- CADE MINHA IRMA OQUE VOCÊ FEZ COM ELA?

- Shiu... Dando uma de machinho é?! Você não passa de uma criança mimada... cuidado comigo.

- Adam.- Ele me olha com lágrimas nos olhos. Também está doendo em mim... mas eu preciso ser forte.

- Sábio você.- O cara me olha.- Sinal de que não quer morrer cedo.- Ele ri.

- Claro que não. Ainda quero ter forças pra matar você.

- E...

- Kevin.- Alguém chama.

- Ja estou indo chefe. - O capacho grita e se vai rindo.

- Adam, a gente precisa ser esperto. Não haja por impulso nunca... temos que pensar em um jeito de sair daqui, e você vai ter que me ajudar ok?

- Ta... Oque eu tenho que fazer?

- Por enquanto estou ainda tentando arrumar um plano, mas pra isso a gente precisa ser sábio... por isso nada de ficar gritando com eles, antes que aconteça alguma coisa...

- Ok.

Alice.

Chego um pouco longe e posso observar a casa. Largo minha moto um pouco longe da casa para eles não escutarem o barulho , se eles estiverem ali. Vejo alguns carros e logo depois vejo dois homens conversando ali - Eles estão todos de preto e com umas armas enormes -
Merda. Porque eu não continuei com as minhas aulas de Ju-Jitsu.
Escuto eles falarem que amanhã eles ja se mudam dali, por conta dos policiais. Eles não podem se mudar dali agora... preciso arrumar um jeito de tirar eles dali, antes que eles se mudem. Acho que eu ja sei oque eu vou fazer.
Pego meu celular e começo a ligar pra Lia.

Chamanda on.

- Alo? Lia?

- Eae vaca.

- Preciso da sua ajuda.

- Tá, pra que?

- Depois que eu sai do muay tay você continuou com as aulas?

- É né, você só fez o básico... mas continuei sim, com as de muay tay e as de ju-Jitsu.

- Ótimo... to precisando muito da sua ajuda... vou passar na sua casa pra te buscar e no caminho eu te explico.

- Tá.

- Tchau.

Chamada off.

Pego minha moto e vou pra casa da Lia. Ela é a única opção agora. Ela precisa me ajudar, ou eu estou literalmente morta.

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!