notas: olá,,,,

♥♡♥

Sam's POV

"Crianças?" Estavam comendo sanduíches e brigando pelo patê de presunto. "Papai vai sair, okay?" Beijei a testa de cada um e peguei minha mochila preta perto da saída.

Entrei no meu carro e coloquei minha mochila sobre o banco do carona, conferindo se eu havia pegado todos os itens necessários. "Água benta? Okay. Sal? Aqui. Arma? Certo. Balas de sal grosso? Uhum. Tinta?! Oh certo, me esqueci da tinta" Revirei os olhos e desci do carro, voltando para pegar um pouco de tinta.

Me deparei com a silhueta de alguém na porta de casa. Estava escuro, não conseguia enxergar direito. Pode ser um demônio, pensei comigo mesmo enquanto carregava a arma com balas de sal e pegava água benta.

"Sammy?" A silhueta se virou para mim, revelando Edward, aparentemente exausto. Mas, era impossível. Ed estava no inferno. Eu estava indo resgatar Ed. Tudo estava pronto, eu estava preparado para fazer um novo acordo com o demônio da encruzilhada. Aquele não podia ser Ed. Um metamorfo, talvez. "Sam!" Ed sorriu e correu até mim, mas antes que ele pudesse se agarrar em mim, joguei nele uma boa quantia de água benta. Sem efeitos. Depois, sal. De nada adiantou. "Sam, sou eu. Eu estou de volta. Sim, é um milagre mas estou de volta!"

Sem pensar duas vezes, larguei tudo o que segurava e pulei em cima de Ed, agarrando forte seu pescoço e beijando sua bochecha. Ambos caímos no chão, rindo. Era inacreditável. Mas, o que nesse mundo de caçador era algo digno de se acreditar?

-x-

"A questão é por quê? Por que Deus ou sei lá quem iria querer me trazer de volta, Sammy?" Ed estava batendo na mesma tecla faz duas semanas. Não tínhamos respostas. Fora essa dúvida, tudo estava voltando aos seus eixos.

Comi mais uma fatia do panetone que Ed havia comprado para mim. As crianças tentavam roubar alguns pedaços, mas enfiei tudo na goela antes que elas pudessem fazer qualquer coisa. "Meu panetone" Rugi, fazendo elas rirem.

"Hey" Uma voz desconhecida se pronunciou. Eu e Ed nos entreolhamos, confirmando que ambos havíamos ouvido aquilo. "Aqui em baixo, gordelícia." Não havia nada em baixo exceto pela última fatia de panetone.

"MAS QUE DROGA!" Cuspi o resto de panetone que estava em minha boca.

"Relaxa, eu só assumi a forma dessa fatia. Sou um anjo do senhor." Panetone, nunca mais. Nunca, nunca, nunca.

"Ed, você comprou um exu não um panetone" Choraminguei.

"Você, Edward. Você foi libertado do inferno por Deus."

"D-Deus?" Ed tremia um pouco. "Mas p-por que eu?"

"Crianças, subam. Agora!" Empurrei os pequenos traseiros gordos das minhas crianças para que elas subissem as escadas. "Fechem a porta do quarto!"

"Você não entende, Ed? Depois de tudo o que você fez, por que acha que nunca se deu mal?" O panetone bufou. Realmente, estranho. "Considere isso uma segunda chance. Um presente."

"Como a-assim? Hey, mas... O que eu fiz de tão importante? E como assim não me dei mal?! E sobre Sam? E sobre mim?!" Ed esperou alguns minutos, mas o panetone parou de responder. Ele não estava mais ali. "Droga!" Chutou o pé da mesa.

Algo me dizia que, daqui para frente, tudo seria diferente. Aquela segunda chance... Nós teríamos?

-x-

{Narrador}

Sam acordou com Ed ao seu lado. Por algum motivo, estava exausto, com dores no corpo insuportáveis. Quando Ed acordou, a mesma queixa: dor. Muita dor de cabeça. Smith encarava Edward por alguns segundos e, sem mais nem menos, abraçou o menor. Para Sam, monstros não eram reais. Ele nunca sequer havia pensado que seriam. Sam não se lembrava de nada, assim como Ed. Todo o sofrimento que Ed havia tido no inferno, toda a tortura que fizeram com o ruivo, os demônios... Desapareceram no ar. Sumiram das lembranças de Ed, o que tornou tudo um pouco confuso, pois Edward se sentia grato por algo que não fazia ideia do que poderia ser. Talvez, fosse a sorte em ter Sam. A gratidão pela vida que levava.

Apesar de todas as dores, ambos acordaram de bom humor. Ed havia uma sensação que tudo seria melhor daqui pra frente e que ele e Sammy eram caras realmente sortudos na vida por terem as crianças, uma casa dos desejos e principalmente a eles mesmos.

Talvez o destino deles não fosse realmente serem caçadores. Mas tudo acontece por uma razão, não é mesmo?


FIM


notas finais: hello, guys! gostaram do bônus? esperamos que sim! tEMOS UMA SURPRESA PRA VOCÊS LOGO EM BREVE :)

My Sweet Whale × Ed&Sam AU☽Leia esta história GRATUITAMENTE!