-Cheguei Laurenzita! -Matt falou, abrindo a porta da sala.
-Oooooi! Por onde andava? Quando cheguei você não tava aqui.
-Fui andar um pouco.. Conhecer Seattle.. Sabe como é? Just a city boy born and raised in south detrooooit - ele falou cantando um trecho de uma das minhas músicas favoritas do Journey.

Eu RI. - Você nem é um garoto de cidade e nem nasceu em Detroit.
-É.. Foi só pra contextualizar.

Rimos.
ele sentou no sofá, com os braços abertos, ao meu lado.
- e aí, como foi a entrevista?
Eu tremi.

Eu pensei em falar que o cara era muito gato e que ele tinha me trazido até em casa, mas deixei quieto.
-Foi Legal.
-UH?
-Bem legal, na verdade.
-algo de interessante?
-Ele é mais jovem do que eu sequer pensei.

Ele ficou calado.
-Ah.. Acabei de lembrar! Tenho que ligar pra Giih e mandar o material pra ela digitar!
-Tudo bem. -Ele sorriu.
- Volto daqui a alguns minutos.

Corri pro meu quarto, peguei meu celular e liguei pra Gihh.
No segundo toque, ela atendeu.
-E ai? - ela falou, com a voz rouca e doente.
-primeiro me diz se você anda tomando seus remédios. Pela voz não melhorou quase nada.

- Estou um pouco melhor... É que eu meio que não ando tomando os remédios.. Tem gosto de bota molhada...
-O QUE? SUA MAE SABE DISSO? -gritei tao alto que temi deixá-la surda.
-Não... E não vai saber.. - ela tossiu - ... Se voce não disser. Agora me conte. Como foi a entrevista?
-Foi bem legal.
-E?
- E o que?
-Nada, esquece.

-Tuuuudo bem.
- Bem, vou tomar um super banho agora. Fique a vontade. Saio em alguns minutos.
Falei.

- Ok. Vou ouvir um pouco de música.
- Contanto que seja de boa qualidade..
Matt riu
- Claro que é!

Eu fui pro banheiro, mas a tempo de ouvir ele colocar sugar ( Maroon 5) pra tocar.
Amo essa música. Amo essa banda. Amo o Adam Levine.
E o Matt com certeza sabe que EU amo eles e por isso colocou de propósito.

Fiquei o banho todo dançando Sugar até a música seguinte ser You belong with me da Taylor Swift.

Eu não curtia muito essa música porque falava de uma Garota apaixonada por um garoto que nem a notava e tal. E isso meio que tinha a ver com o que o Matt sentia por mim.

Quando sai do banho, ele tinha acabado de desligar o som.
Estava sem camisa e na cozinha.
Ele realmente era muito bonito. Muito mesmo.
Quando a Gih o conhecer ela vai babar por ele.

Falando em gih...
- acabei de lembrar! Preciso ligar pra minha amiga!
-OK..
- Volto daqui a.. Tipo, meia hora.
- Certo, eu cuidarei do almoço.

-opaaaa... Adorei.
Ele riu e então fui pro quarto.

Disquei o numero de giih e esperei. Até que ela atendeu:

- como foi?
- acho que você esqueceu a parte de " Amiga tudo bem?". Mas OK. To cheia de coisaa pra te contar.
-Conta logo uaaaai! To morrendo de curiosidade aqui... - a voz dela ainda soava rouca.
-Ok. Você não me mencionou que o tal Harry Styles era a perfeição em pessoa e que era muito jovem. Você nem tem noção...
- Hum.. Gostou da mercadoria não foi?
- falar nisso.. - Eu mudei de assunto - Vou te mandar a gravação por email tudo bem? Ou você quer que eu passe ai mais tarde e te devolva o gravador?
-tanto faz. Agora me conta. Ele é mesmo um gato não é?
-Demais. E sabe o que maia aconteceu?Quando acabei de entrevistá-lo, começou a chover.. E estava a procura de um tázi justamente quando ele estava saindo de casa e...
- para tudooooo... Você está querendo me dizer que... Harry Edward Styles te deu uma CARONA?
-AHAAAAM. que máximo não é?
-Maximo? brincando.. Isso é.. Tipo ganhar na loteria sem apostar...e ai? Ele flertou com.você?

-N-não.
-Mas?
-Mas ele falava algumas coisas que me encabularam..
-tipo?
-Escute a entrevista e você vai entender o quê.
- quanto mistério hein? Aposto que você adorou a entrevista.
-no começo minhas pernas tremiam demais.. Fiquei nervosa.. E por falar nisso... que historia foi aquela De perguntar se ele era gay? Fiquei morta de vergonha.
Gih soltou uma risada histérica.
- isso não tem graça dona Giselli.
- foi curiosidade. Afinal todos os tablóides dizem que ele é gay.. queria confirmar. agira estou imaginando toda a cena. Que hilário!
- Não vejo graça alguma.
-pois eu vejo haha.
- Giih?.
- Oi.
- depois eu quero que você conheça meu amigo Matt.
- ele é bonito?
- Ahám.
-Opaaá.. adorei. Agora eu preciso desligar que a minha mae está chamando pra tomar essa porcaria de remedios. Beijiinhos gata.
- Beijocas Giih.

E apertei pra finalizar a chamada.

Quando voltei pra sala, Matt ainda trabalhava duro numa deliciosa lasanha de Frango.
- Quer ajuda?
-Nao, já estou acabando aqui. Era sua amiga no telefone?
- sim. A giih. Você vai adorar conhecer ela.
- Depois do tanto que você me falou dela.. Preciso mesmo!

Ele colocou a lasanha no forno e tirou as luvas térmicas.
- Você vai acabar me deixando mal acostumada desse jeito...
- Se eu vou morar aqui... Tenho que ajudar de alguma forma,não acha?
- Com o aluguel talvez?
- Sim, isso também. Mas eu gosto de cozinhar, você sabe. E de comer também.
- Claro.

Rimos.
- então.. O que estava falando de tao interessante com a sua amiga que demorou 35 min e 18 segundos?
- me cronometrou?
- Estou zoando, Relaxa.

À tarde, o Matt foi fazer outra entrevista de emprego e eu fiquei em casa sozinha. Pensei em ligar pra minha mãe, mas ela estranharia já que eu só LIGO nos finais de semana.

Mas não o fiz. Peguei meu notebook e fui até o meu quarto.

Coloquei no YouTube pra ver se tinha algo legal pra ouvir. Foi então que algo me chamou a atencao. One direction era o nome da banda em destaque.

Cliquei para ouvir algumas músicas. E fiquei surpresa. Ao descobrir que o próprio Harry que eu havia entrevistado antes, o magnata gostoso, era um dos vocalistas.

50 Tons de Harry Styles Leia esta história GRATUITAMENTE!