Capítulo Trinta e Cinco

171 17 1
                                                  

Melissa.

Depois de algumas horas chegamos no hotel, e era lindo lá. Chegaram dois empregados de uniformes vermelho e um chapéu engraçado na cabeça, vieram pegar nossas bagagens e levar para o nosso quarto.

Cada um foi para seu quarto, o meu quarto e o da Vic ficavam no mesmo corredor mas um pouco afastado mais ou menos uns 3 quartos depois do meu.

Já havia desfeito a mala e estava organizando minhas roupas em um pequeno guarda roupa de parede que havia no quarto. O quarto era bem organizado com uma varanda com a vista para o mar sem fim. Uma cama de casal grande forrada com um edredom branco acompanhado de dois travesseiros da mesma cor mas com alguns detalhes azuis claros. Em frente a cama havia uma TV plana de 51 polegadas e um DVD. Até tinha Wi-fi.

Havia um banheiro com uma banheira e um chuveiro, privada, pia e um espelho bem grande e um pequeno armário onde haviam lugares para colocar o shampoo, essas coisas de banho.
O quarto era bem chique, um verdadeiro quarto de riquinhos.

- Então o que achou ?

- Bem aconchegante. - digo me deitando na cama.

- Eu adoro esse lugar. Adoro esse hotel.

Depois de ter ajudado o Felippe a organizar suas roupas. Ficamos deitados assistindo um programa de TV.

- Lissa - grita Vic abrindo a porta.

Eu e Felippe nos assustamos ao ver ela entrar tão ofegante e surpresa.

- O que foi ? Aconteceu algo - pergunto preocupada.

- Não foi nada demais - diz ela se sentando ao meu lado - A tia ligou, ela quer falar com você - ela me entregando o celular.

Sento na cama ficando de frente para a varanda, Felippe e Vic se sentam ao meu lado respiro fundo e coloco o celular no meu ouvido.

*Ligação

- Mãe ?

- Oi filha.

Uma alegria toma corta do meu coração ao escutar sua voz.

- Oi !! Como a senhora esta ? Não imagina o tamanho da minha saudade. Porque demorou tanto para dar noticias ?

- Precisamos conversar Melissa - diz ignorando minhas perguntas e falando com um tom sério.

- O que houve? Porque a senhora não voltou.

- É sobre isso que eu quero falar com você.

- Fala.

- Filha, eu não vou mais voltar.

- O que ? Porque ?

- É complicado.

- Me explica.

- Eu conheci alguém o qual me apaixonei e estou noiva.

- Noiva ? Não faz nem um ano que a senhora esta aí!

- Eu sei. Mas preste atenção, ele perdeu a mulher dele à dois anos e ela deixou uma filha de quatorze anos que agora esta com dezesseis anos.

- O que isso tem a ver ?

- E ela precisa muito de mim. Ela até me chama de mãe. Você tem uma irmã filha.

- Eu não tenho irmã nenhuma.

- Ela é a sua irmã postiça agora. Ela esta na pré-adolecencia e eu preciso ficar aqui com ela.

- E eu mãe? Já me esqueceu foi ? Eu também preciso da senhora.

Lembranças de Você.Onde as histórias ganham vida. Descobre agora