Capítulo Quatorze

26.6K 2K 139

Olá, princesas roqueiras! Meninas, antes do capítulo 14, quero avisar que Príncipe da Perdição já está na amazon, viu? Corram lá e chamem as zamigas...rss. Quem puder compartilhar o link de venda eu agradeço, amores. É super fácil achar lá no site. É digitar Lani Queiroz ou o nome do livro, ok? Vamos bombar mais esse príncipe!


Bom, vamos ao capítulo... Espero que gostem, lindas. Outra coisa, quero explicar de novo, porque já falei aqui em outros capítulos que ando com um fluxo de trabalho grande nesse semestre. Peço que tenham paciência, pois não estou conseguindo postar duas vezes e meus dias certos (terças e sextas) também tem furado algumas vezes. Quem me acompanha desde o começo sabe que só não posto quando não dá mesmo e que posto o livro completo. Então, amores, tenham mais calma, ok?


Boa leitura! Muitas bjokas!


Lani


CAPÍTULO QUATORZE

Melissa

Eu pensei que seria difícil, mas o que pensei foi um mero espectro do que está acontecendo desde que aceitei a proposta ultrajante do Liam. Eu relutei no começo, mas ele me venceu, minou minhas forças como sempre fez desde o momento em que desceu daquele jato há exatos quinze dias. Aquele primeiro momento parece tão distante. Parece uma eternidade, principalmente que fizemos amor. Temos fingido. Só nos falamos o necessário quando a vaca está por perto para não levantar suspeitas. Os insultos surpreendentemente cessaram por parte dela. Agora, apenas crava os olhos frios em mim, mas não me ofende como no começo. Estamos nesse circo há quatro dias. Tenho visto o homem que eu amo ganhar a mídia mundial ao lado de outra mulher. O novo "casal" foi um boom nos principais meios de comunicação. Os fãs da vaca estão enlouquecendo e alguns a cada foto deles. Chegaram ao cúmulo de criar um apelido ridículo para nomeá-los: Stolena. Stolena! Stolena! Isso queima no meu cérebro desde ontem quando li a primeira fofoca de celebridades do dia. Meu pai ficou furioso e preocupado com a repercussão. Sara ficou do meu lado, ela acha que devo apoiar o Liam. Eu sinto isso também, embora a situação não me agrade. Ele não me disse o que fez de tão grave que o colocou nessa encruzilhada, mas vou continuar insistindo. Sei que Liam não foi exatamente um monge desde que a banda estourou. Confesso que ao mesmo tempo que quero, preciso saber, também tenho medo de descobrir a extensão de tudo.  

Ah, e não posso esquecer que a bruxa da minha sogra também não deixou passar a oportunidade de esfregar na minha cara o quanto fui idiota de achar que manteria um homem famoso e jovem, é ela frisou bem essa parte, satisfeito.  Como se não bastasse ainda ganhei montes de paparazzi acampando nos portões da minha casa. Espero que valha a pena porque nunca engoli tantos sapos na minha vida. No entanto, minha exposição não tem sido tanta como pensei. Nem Liam, nem Selena têm falado sobre mim na imprensa. Acho que ele exigiu isso do Chris-odioso-Hart, dono da gravadora e o imbecil por trás do caos em que nossas vidas foram jogadas. O Show em Porto Alegre será dentro de dois dias e eu ainda não decidi se vou. Não tenho acompanhado a banda nas aparições vips pela razão obvia, a vaca não perde a oportunidade de se pendurar no pescoço do Liam em todos os eventos. Para meu consolo ele não parece à vontade nas fotos que estão ganhando o mundo. Eu o conheço e sei diferenciar seu sorriso de rock star do sorriso íntimo que reserva só para mim. Temos gastado mais horas ao telefone como dois adolescentes proibidos de estarem juntos e a tensão sexual está se agigantando dentro de nós. Cada vez que o vejo, que entra no mesmo ambiente em que estou, meu corpo palpita, arde, enlouquece. Quando me olha eu esqueço de tudo. Confesso que me ressenti por ter me pedido para aceitar tal situação, mas ao ver como isso o tem afetado também, só posso lamentar por termos sido jogados praticamente na mesma situação de anos atrás, apenas nos contentando com olhares roubados e toques furtivos.

Incontrolável (degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!