33: ᑭᗴՏᗩᗪᗴᒪO

237 38 18
                                    


        NO CAPÍTULO ANTERIOR...

    Os braços de Chrissy se quebra, e     
naquele mesmo momento eddie senta 
  um aperto no coração, as pernas, sua
  mandibula se quebra e por último os
olhos se afundam..como se estivessem
    Sido sugados. O grito de eddie ecoa  
                            pela casa.

:(:

O corpo de Chrissy cai no chão, eddie se
   levanta bem devagar pelo terror em
    seus olhos, olha mais uma vez pra
  Chrissy e corre dali, Pega a chave da van em cima do balcão e sai de dentro de casa o mais rápido possível, ele nem
  sequer precisou fechar a porta pois o
  jeito que ele abriu...com tanto pavor
  medo, fez a porta fechar novamente.

Eddie correu em direção a van, e abriu a mesma em uma velocidade impressionante, entrou na Van e deu partida, não deu tempo de pensar em nada não pensou onde ir ele só...ele só dirigiu.

Depois de entrar na estrada, pensou em ir para um lugar onde ninguém o encotraria.
      

                                ***

3 hora depois..

Todos estão se embebedando, e Amy está sentada no sofá, ainda está em sua primeira garrafa, a mesma ainda está pela metade, amy está tentando não ficar bêbada.

Amy olhava todos brindando coma s garrafas, lucas está entre Eles, a mesma tentou fazer ele parar mais jason disse: "deixe o garoto se divertir, já que você não quer", amy sente um forte dor de cabeça, ela leva uma de suas  mãos pra  a mesma, e suspira, , Ela se levanta e vai em direção a porta,  ela abre a mesma e sai, fica sentada na escada que tinha de frente a porta, ela fecha os olhos pois a dor de cabeça era tanta que doía no fundo dos olhos, abre os olhos e  joga a garrafa longe, suspira.

Xx: está descontando sua dor em uma garrafa? -ela olha pro lado e vê aquela figura do banheiro, amy não demostra nenhuma reação, mais so pelos olhos dava de ver o susto que ela levou -não tenha medo de si mesma...ou será que deveria ter? -Amy se levanta com rapidez, abre a porta e entra indo em direção a jason.

Amy: jason -chama o mesmo em um susurro,  jason olha pra a mesma e suspira revirando os olhos, e vai até Amy.

Jason: Quê?  -fala dando um gole na cerveja, amy suspira e fala.

Amy; jason eu não....tô me sentindo muito bem...minha cabeça tá doendo muito...eu acho melhor eu ir pra casa -jason olha pra a mesma com
Um olhar preucupado mas logo o olhar some. -você...pode me emprestar o carro? -Jason levanta as sobrançelhas, e pensa por alguns segundos.

Jason: pode levar -fala sem muita certeza, jason pega a chave de seu bolso e entende pra a mesma pegar-só não bate o carro por favor- Amy pega a chave.

Amy: eu não tô bêbada jason -ela vira as costas pra jason, ia dar o primeiro passo mas o mesmo grita.

Jason: Amy! -amy fecha os olhos por já está com dor de cabeça e o mesmo ainda grita, só piora, ela vira pro mesmo com fogo nos olhos. Respira fundo pra não surtar.

Amy: oie jason, oie

Jason: pode passar na casa da Chrissy -amy faz uma cara de choro -Amy... -fala inclinando a cabeça como se estivesse pedindo por favor -tô preucupado com ela...é que ela ia só se trocar e até agora não veio -amy suspira.

Amy: tá -jason da um sorriso, amy da as costas e fala -não tô fazendo isso por você,  tô fazendo pela Chrissy -saí de dentro do restaurante abandonado.

Jason: eu sei que você gosta de mim! -fala gritando pra a mesma escutar, amy anda em direção ao carro, ela abre e em seguida entra o mesmo.

Ela põe a mão na cabeça denovo e choraminga por um segundo, ela olha pro espelho do carro e vê a figura no banco de trás do carro.

𝓢Տ𝐓𝐑𝐀𝐍𝐆𝐄𝐑𝐒 𝐅𝐎𝐑𝐋𝐎𝐕𝐄 -𝐸𝑑𝑑𝑖𝑒 𝑀𝑢𝑛𝑠𝑜𝑛Onde as histórias ganham vida. Descobre agora