Capítulo 7 - Paradoxo Carina

1.2K 150 21

Carina entrou toda sorridente, largando a bolsa na cadeira e seguindo em direção a Alex atrás da mesa, ele se mantinha com o olhar fixo na tela do computador, tentando não dar brecha para mais nenhum mal entendido que a envolvesse.

 Carina se deu a liberdade de se sentar no colo dele, lhe dando um beijo demorado na bochecha, enquanto ele tentava não a expulsar dali, se arrependendo amargamente de ter bebido tanto a ponto de transar com ela na festa de fim de ano. Estava na cara que ela não entendeu que sexo sem compromisso não tem nada a ver com... compromisso!

– Oi, amor... – Ela disse docemente, quase arrancando sua gravata.

Alex engoliu em seco, segurou em sua cintura fina e a fez se levantar, ficando de pé também, a encarando.

–Estou ocupado, Carina. O que quer?

Ela fez uma cara de cão sem dono e disse:

– Estou com saudades, você sumiu...

Ele suspirou.

– Não sumi, Carina.

–Você não me procura mais.

–Tenho muito trabalho para fazer, outras prioridades importantes.

– Não sou sua prioridade?

– Não! – Ele disse secamente, se desviando dela. – Além disso, não temos nada de íntimos, não somos nada além de bons amigos.

- Não diga uma bobagem dessa, Alex.

Alexandre respirou fundo, estava ficando nervoso com a situação.

Carina se aproximou dele novamente, dizendo:

– Eu preciso de você.

Ele se desvencilhou do abraço que ela lhe dava e a afastou, olhou em seus olhos e tentou dizer com a maior sinceridade que conseguiu:

– Não, Carina! Você e eu não temos nada, foi apenas uma noite...

–Várias noites, Alex.

– Tanto faz, isso não nos torna mais do que amigos.

– Amigos não transam.

Alex pensou por um segundo e disse:

– Mesmo assim, nunca fomos namorados, você mesma enfatizou issodiversas vezes, que não queria compromisso...

Carina franziu a testa.

–Você pode seguir sua vida, encontrar outros caras e ser feliz.

– Não... – ela disse, tentando o abraçar novamente.

– Carina, por favor, compreenda de uma vez e siga sua vida, por que eu já segui com a minha.

– O que quer dizer com isso?

Alex engoliu em seco e fez o que Jaqueline lhe disse:

– Quero dizer que estou em um relacionamento sério com outra pessoa.

Carina ficou vermelha, apertou os punhos e voou para cima de Alex, gritando:

– Não! Você não pode fazer isso comigo! 

Alex respirou fundo, enquanto ela andava de um lado para o outro, irritada.

–Quem é essa vadia? Não diga que é aquela perua da Selena Fallon! 

  – Carina... 

–Vou arrancar cada mecha do seu maldito cabelo e...

- Para de gritar, por favor! – Alex disse, segurando firme seus pulsos como se ela fosse uma criança dando crise de birra. – Me escuta, Carina, você não vai fazer nada, a única coisa que vai fazer é me esquecer e seguir com sua vida.

Ela ficou imóvel por um instante, depois apertou os olhos e disse, se soltando com raiva dele:

– Isso não vai ficar assim, Alexandre.

–Por que não para de desperdiçar seu tempo comigo e vai logo viver sua vida?

Ela pegou a bolsa na cadeira, se virou para ele e respondeu, vermelha de raiva:

– Tudo que eu quero, eu consigo...

– Desta vez não, Carina.

Ela riu e murmurou entredentes:

– Quer apostar?

Ela saiu marchando firme no assoalho de madeira e bateu a porta fortemente, deixando Alex aos nervos. Ele se sentou na cadeira, bufando de raiva. Daí, se lembrou das viagens que teria que fazer à trabalho e relaxou um pouco, ao menos teria um motivo para evitar Carina por algum tempo até pensar num modo de a afastar para sempre de sua vida, por que achava que ficar com ela teria sido um erro e se fosse perseguido, esta seria a consequência por ter bebido tanto a ponto de nem se lembrar do próprio nome...

Lá fora, Jack se assustou com a cara da madame, que saiu sem nem se despedir. Já Selena amou ver Carina de mal humor.

– O que será que aconteceu, Jaqueline?

Jack a olhou como se ela estivesse doida.

– Que curiosidade é essa, Selena?

Ela apontou o dedo do meio para Jack e retrucou:

– Ninguém te pediu opinião, Jaqueline.

– Mas foi você que conversou comigo!

– Cala a boca!

Jack apenas balançou a cabeça em negativo, já Angelo que passava ali naquele exato momento disse, fazendo Jack rir:

– Vai se tratar, Selena! Sério.

– Vá se ferrar, Angelo! – Foi a resposta mal humorada de Selena.




Rosas de Amor para Jack (Completa)Leia esta história GRATUITAMENTE!