Reunião de Negócios

8K 176 38
                                    

Olhei no espelho ajustando o vestido no meu corpo. Estava usando as roupas que ele havia instruído. Lingerie vermelha, vestido preto colado, saltos altos e batom vermelho eram o arranjo que eu observava no meu reflexo. Meus cabelos estavam soltos e, com exceção do batom vermelho, minha maquiagem era leve. No banho coloquei o plug anal como ele ordenou. Coloquei o último item da sua lista, uma corrente de ouro com um pingente dourado onde as iniciais do seu nome estava gravadas. Eu não deveria tirar ela sob nenhuma circunstância.

Hoje eu iria servi-lo em uma reunião de negócios. Sempre ficava muito nervosa nestes encontros, ter o olhar de outras pessoas me deixava extremamente envergonhada. Meu senhor me avisou sobre as possibilidades do que poderiam acontecer durante a reunião. Estabelecemos alguns limites do que seria aceitável ou não e, uma vez que definimos isso, ele deixou bem claro que eu deveria estar no meu melhor comportamento. Essa era uma reunião importante para seus negócios.

O barulho do celular me alertou para a mensagem de que ele havia chegado. Quando entrei no carro fui tomada pelo seu perfume que eu tanto gosto, ele sorriu para mim me puxando para um beijo molhado "Você está linda!" falou ainda me olhando. Dei um sorriso de orelha a orelha para ele "Obrigada! E você está o mesmo gostoso de sempre" falei dando um beijo na sua bochecha. Ele deu uma risada calorosa enquanto pegava minha mão para dar um beijo.

Seguimos viagem até chegar ao hotel onde seria o encontro. Assim que saímos do elevador ele colocou a coleira no meu pescoço, entramos no quarto e pude perceber que havia dois cômodos. O primeira como uma espécie de sala e o segundo seria o quarto.

Já havia um homem esperando na sala. Mantive minhas instruções em mente e continuei com a cabeça baixa, atenta para não falar a não ser que houvesse permissão para isso. Eles trocaram comprimentos, meu senhor seguiu até o sofá e eu me ajoelhei aos seus pés enquanto ele sentava. Eles conversaram durante um bom tempo sobre seus respectivos negócios. Discutindo valores e acordos que não me traziam o menor interesse.

"Júlia, sirva mais whisky ao Sr. Bianchi" disse meu senhor. O nervosismo bateu instantaneamente, mantive a concentração e fiz como ordenado. Era uma ordem simples, eu disse a mim mesma, você já fez o mesmo inúmeras vezes. Apenas repita o processo. 

Me aproximei do Sr. Bianchi com a garrafa na mão, ele levantou o copo vazio e suas mãos tatuadas foram a primeira coisa que notei. Sua mão era enorme e, ao julgar pelo que vi de relance, ele tinha um porte grande e musculoso. 

Antes que eu me afastasse ele segurou meu queixo com uma de suas mãos. O toque quente e repentino fé fez travar no lugar. Mantive o olhar baixo, não sabendo como reagir.

"Olhe para para mim" disse o Sr. Bianchi, sua voz grave me fazendo arrepiar inteira. Meu nome saindo dos seus lábios era tão...estranho?!Travei sem saber como agir, meu mestre não havia comandado nada. Eu deveria obedecer ao comando de outro Dom? Ele não me deu autorização para isso. Tentei virar o rosto para o meu senhor, mas o homem a minha frente arrochou seu toque no meu rosto me mantendo no lugar. Para minha total surpresa ele começou a rir, sua voz grave ecoando no cômodo enquanto soltava meu queixo e voltava a encostar na poltrona.

"Muito bem, vejo que a treinou corretamente. Bonita, submissa e obediente. Você tem um belo espécime Sr. Costa."

"Sim, Júlia é uma das melhores submissas que já tive". Mil borboletas se mexeram no meu estômago com o elogio do meu senhor. Ele nunca tinha me dito isso. Uma onda enorme de satisfação e felicidade me invadiu.

"Você pode olhar para ele, Júlia. Hoje a noite ele comandará a sessão. Você deve servi-lo com a mesma dedicação e obediência que serve a mim"

"Sim, meu senhor" respondi levantando o olhar para o homem a minha frente. E minha nossa, bonito não era suficiente para descreve-lo Ele era enorme, parecia quase não caber no assento onde estava . As tatuagens que chegavam até seu pescoço davam um ar extremamente sexy e perigoso ao seu visual. 

Contos BDSM (+18)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora