Capítulo Vinte e Oito

184 19 0
                                                  

Alguns dias depois ...

Felippe.

Já estávamos na reta final, já estamos no mês de prova e depois que acabamos de fazer a prova e passarmos estaremos livres da faculdade por dois meses. E nesse exato momento estou no pátio, já havia terminado a prova de matemática. E essa é a ultima prova para fechar com todas as matérias. A Esmeralda já havia acabado sua prova e estava no patio esperando o resultado final de todas as provas, como eu. Eu poderia esta agora conversando e brincando com ela, mas infelismente ela ta com o namoradinho dela. Argh!

Bom ... já se passaram dois meses (estamos agora no mês de Outubro) depois do acidente da Esmeralda. Pois é, estou a chamando de "Esmeralda" de novo, e ela achava fofo, e porque ela achava ? Porque agora ela simplesmente me ignora.
Posso dizer que antes, depois desse namoradinho, estávamos oficialmente amigos. Somos amigos de novo.
To tão feliz por isso, você nem imagina o quanto.
Somos tão amigos, que nos comportamos como se fossemos amigos des da infância.

No mês de agosto o Daniel , um colega da nossa classe, resolveu da em cima da Esmeralda e sinceramente isso me corroeu todo por dentro. Sabe o que é mais difícil de acreditar ? É que ela resolveu também da em cima dele. Argh! Ela ta gostando dele. Que raiva!

No mês de Setembro, eles começaram a namorar, e isso acabou comigo. Ele tenta me manter longe da Melissa, mas se ele ta achando que vai ser fácil assim, ele ta muito enganado.

Ela anda muito esquisita comigo esses três meses que ta namorando esse garoto, não fala comigo direito mas mesmo assim é simpática comigo.
Eu ainda vou provar pra Esmeralda que o Daniel é uma má pessoal, que ele não à merece e que não da o valor que ela merece.
Ele esta traindo ela, à enganando e eu preciso provar, mostrar pra ela isso, mesmo eu dizendo o que eu vejo ela não acredita em mim, então o jeito é dar um jeito de ela ver que eu estou com a razão.

- Gente é só eu mas, a Mel ta muito estranha depois que ficou com esse garoto ? - fala Gustavo se aproximando com a Vic.

- Não, não é só você! - digo.

Eles se sentam ao meu lado e ficamos conversando por um tempo sobre a Melissa, a Vic não falava nada, ficava na dela quietinha.

- Meu amor ? O que foi ? - pergunta Gustavo a olhando.

- Okay, eu vou contar pra vocês mas nada de olharem para o casal ou quererem darem uma de "príncipe" e ir salvar a donzela. - diz ela agachando na nossa frente e apoiando uma mão na minha perna e a outra na perna do Gustavo.

Ela faz um sinal com a mão para nós ficarmos um pouco mais próximos dela.

- Prestem atenção, desde o mês passado eu percebi o jeito estranho da Lissa, então um dia, quando eu cheguei do Shopping ,eu escutei ela chorando no canto do quarto e ele estava gritando com ela dizendo pra ela se afastar de vocês dois, mas principalmente de você Felippe. - diz ela encarando nós dois.

- O que ele tava fazendo com ela pra ela ta chorando ? - pergunto.

- Shiiu, deixa ela acabar, depois você faz as perguntas - diz Gustavo.

- E então - continua Vic - eu fiquei olhando a cena pela brecha da porta. A Lissa tava caída no chão cobrindo o rosto com as mãos e ela tava horrível, seu cabelo estava bagunçado e ele continuava a gritar com ela. - ela da uma pausa e olha ao redor para ver se alguém se aproximava - Então ele seguro e puxou o cabelo dela fazendo com que ela ficasse de cabeça erguida para encara-lo.

Olho o casal, e ela não demostrava que ele fazia essas coisas com ela. Eles pareciam dois namorados totalmente apaixonados ou ela tentava fingir.

- Olha pra cá merda! - diz Vic puxando meu rosto - Não fique olhando eles se não eles irão desconfiar! - ela baixa a cabeça e suspira - Quando ela tirou a mão do rosto e ô ergueu, eu vi marcas de dedos no seu pescoço.

Isso já era demais, eu precisava ir lá, precisava meter minha mão na cara daquele maldito covarde.

- Nem pense nisso! - disse Gustavo segurando meu braço e me olhando.

Ficamos em silêncio e ele suspira.

- Eu também quero deixar uma bela marca na cara daquele ... daquele maldito mas ... vamos esperar a Vic acabar.

Eu acento com a cabeça.

- E ele a levantou pelo cabelo e fico apertando seu pescoço e as lagrimas escorriam pelo seu rosto - diz ela fitando o chão - E então eu não consegui aguentar e um gemido de choro escapou da minha boca e nesse exato momento ele a soltou e ela caiu no chão, eu tentei me esconder mas ele foi mais rápido que eu, e pegou no meu pulso com muita força, e me arrastou até o quarto.

- Por isso você estava com aquela marca de dedos no pulso - disse Gustavo e ela concordou.

- Quando ela me viu, engatinhou até aonde ele me jogou no canto do quarto e ficou me abraçando, ele me ameaçou dizendo que se eu contasse isso para alguém ele iria acabar com a Lissa, havia raiva, irá no seu olhar, e que se ele descobrisse que eu tinha o denunciado ele iria fugir com a Lissa e nunca mais ninguém iria ve-la. - ela chorava agora e Gustavo enxugava suas lagrimas - e foi isso, to contando isso para vocês porque eu não aguento mais acorda de madrugada e ver a Lissa chorando, não aguento mais ver ela chegar em casa com alguma marca.

Como a Melissa pôde esconder isso da gente, de mim! Logo de mim! Sempre disse que iria a proteger, sempre disse que não iria deixar nada de mal acontecer com ela. E agora ? Estou me sentindo culpado. Muito culpado.

Esse ... esse ... esse maldito!
Como ele pode ter a coragem de bater nela ? Aqueles olhos verdes implorando para que ele parasse, e ele continuar a bater nela. E o que mais me intriga é ela ser assim com ele, se comporta como se nada aconteceu.

Melissa.

Ele tem pensamentos obscuros, idéias e atitudes de psicopatas (principalmente comigo) um olhar frio que transborda ira e raiva. Esse é o meu namorado.

Como tudo aconteceu ? Porque ele faz isso ?

Bem ...

Tudo isso aconteceu quando ele me viu pular nas costas do Felippe e para não me deixar cair segurou em minhas coxas com força, e tudo começou a parti daí.

E o Porque ?

Ciúmes ?

Provavelmente.

Ou apenas um motivo para ele poder descontar toda sua ira em alguém, ou seja, em mim.

Com certeza.

Medo! Medo! Medo!

Essa é a resposta da maioria das perguntas que devem esta passando por suas cabeças.

Acredite em mim ! Eu quero deixa-lo, quero ser feliz, quero voltar a ser quem eu era.
Mas eu tenho medo. Ele já me ameaçou varias vezes, se eu deixa-lo ele ira tirar quem eu mais gosto, que são meus amigos e minha prima.

Transmito para as outras pessoas que estou feliz, mas não estou. Estou distribuindo risos ao vento.

Meu rosto ? Esse meu rosto sem olheiras, sem nenhum inchaso, sem nenhuma marquinha.

Maquiagem!

Tudo maquiagem.

Sabe qual é o pior disso tudo ?

Eu gosto dele. Acho que gosto ...

Ou eu apenas quero esconder meus sentimentos pelo Felippe para protege-lo.

Pode ter certeza disso.

Lembranças de Você.Onde as histórias ganham vida. Descobre agora