Capítulo Onze

32.8K 2K 194

Olá, minhas lindas princesas roqueiras, babies do Stone e banda! cap. 11 quentinho. Espero que gostem.

Dedico às lindas princesas que fizeram niver nessa semana: Silvia Brasil e Priscila Lima. Muitas felicidades e bênçãos nas suas vidas, amores! Bjokassssss

Vai tbém p todas vcs q n me largam! Rss que estão aki, firmes. Sintam-se todas abraçadas!

Boa leituraaaaa!

Lani

CAPÍTULO ONZE

Liam

_ Não, não. Você não vai me comprar um novo guarda-roupa, Sr. Rockstar! _ Mel sibila, colocando as mãos nos quadris, isso quase me fez rir, mas estou ficando muito puto com sua recusa dos presentes que quero dar a ela. Porra! Ela será minha mulher. Não que suas roupas não me agradem. Ela tem muito bom gosto e amo tudo que usa, principalmente os vestidos ousados como aquele da festa há dois dias. Foco, Stone! Obrigo-me a vetar a imagem das suas costas lindas e nuas enquanto eu a fodia duro e enlouquecedoramente na área de serviço. Uh! Sacudo a cabeça. Ela estreita os olhos em mim.

_ Cem pratas no Stone! _ Elijah atiça sentando-se no estofado. Estamos na sala do primeiro andar e discutíamos os preparativos da viagem para Porto Alegre na próxima semana. Sean riu, levando sua cerveja à boca. Paul e Collin estão no outro estofado à nossa frente. Todos eles deslizam para a borda dos assentos, suas expressões idiotas adorando nosso pequeno impasse.

_ Eu dobro a aposta. _ diz Collin, rindo. Rosno para ele. _ na doce Mel, claro. _ completa. Bastardo!

_ Stone! _ Paul se manifestou.

_ Doce Mel! _ Sean riu e levantou sua garrafa num brinde para mim. Rolo meus olhos. Cães sarnentos.

_ Baby... _ uso meu tom mais sedutor e vou até ela, parando bem perto. _ aceite pelo menos o cartão de crédito. _ ela bufa. Cacete! Ela fica tão linda assim, zangadinha. Ela ri e acho que ganhei. Engano. Enfia o dedo no meu peito. _ au! Isso dói. _ reclamo. Os idiotas riem.

_ Só vou dizer mais uma vez, superstar. _ diz num tom mais calmo e ela me chamou de superstar, minhas bolas estão seguras estou supondo. _ eu só aceitei que me comprasse algo na primeira vez por que... Hum, por que... _ seu rosto tinge de vermelho beterraba. Um riso arrogante e sacana se abre na minha boca. Levanto uma sobrancelha desafiando-a a dizer que rasguei toda a sua roupa na primeira noite. Ela levanta o queixo. Isso vai ser interessante. _ porque rasgou toda a minha roupa como um maldito homem das cavernas! _ grasna a última parte.

_ Eu não podia esperar para colocar minhas mãos nela. _ rio sem vergonha, virando para os caras. Eles fazem a algazarra que eu sabia que fariam.

_ Porra, bom saber que não perdeu o jeito, Stone. _ Elijah levanta sua cerveja para mim. Todos o seguem. Mel bufa outra vez, mas está lutando contra um riso, eu posso ver nos olhos amendoados.

_ Sou um homem rico, Mel. _ digo não recuando na minha posição. _ e se eu quero comprar a porra de presentes para a minha garota, eu compro. Simples assim, baby.

_ Muito arrogante, superstar? _ franze o nariz em reprovação. Linda! _ e você não é só rico, Sr. Liam-souodeusrock -donodomundo- Stone!_ eu dou de ombros. _ você tem muito dinheiro, mas eu não estou com você por causa dele. _ ok, a forma como sua voz baixou uma oitava quando disse a última parte me amoleceu completamente. _ não preciso do seu American Express Platinum Card,[1] baby.

_ Foda-se! Ela é boa. _ o tom de Elijah foi de descrença. Sim, ela é boa pra cacete!

_ Caralho! Você me fez apostar no Stone, seu idiota. _ Paul reclama.

Incontrolável (degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!