Capítulo 7

9.9K 556 11

¤Alice.

Nossas bocas estavam perto de mais, nossas testa estavam coladas uma na outra, nossas respirações estavam se misturando e cada vez mais eu queria aquele beijo.

- ALICE.- Meu pai grita e a gente se afasta e desce.

- Oi.

- Cadê o Adam?

- Você se importa agora?-faço uma pausa e meu pai me olha com dó. Agora ele dá valor ne?- Aqueles bandidos... levaram ele, e disse que vai manter contato.

- Mas também ne, você fica de casinho com esses carinhas de rua...- ele diz fazendo pouco caso e olhando com desgosto pro Davi que o interrompi.

- Olha, eu sei que eu estou na sua casa, mas não é por isso que você pode me desrespeitar assim. Você nem me conhece,muito menos sabe quem eu sou pra tá falando desse jeito, preocura saber, pra depois vim falar de mim...E não, pode deixar que eu não estou de " casinho" com a Alice não.- ele diz. Nus, confesso,essa doeu até em mim... se o meu pai soubesse que ele é o Davi Lopes ele já estaria beijando os pés dele. Ele ficou quieto e eu me jogo nos sofá com toda força me sentando, até que o telefone toca e o Davi por estar do lado do telefone atende.

- Alô?...100.000? - ele tosse.- Ok...- ele me pede uma caneta e um papel e anota algum endereço não sei oque é.- Estarei la, e espero que você esteja também com o Adam.- ele desliga.

- Que que foi?

- Eles querem 100.000 pelo Adam, se não...

- Se não?

- Eles matam ele.

- Pai você precisa dar esse dinheiro pra esses bandidos.

- Mas é muito dinheiro, eles devolvem o Adam,logo lo...

- Você é doido? O Adam tá correndo perigo e você ainda pensa na quantidade de dinheiro que vai gastar? Que tipo de pai é você?

- Fala direito comigo menina, eu sou seu pai.

- No dia em que você realmente fazer esse papel eu vou te respeitar.- disse, subi para o meu quarto, me sento na cama e logo depois o Davi abre a porta.

- Posso entrar?-ele pergunta e eu assinto com a cabeça.- Olha, se o seu pai não quiser dar o dinheiro pode deixar que eu...

- Nem pensar.

- Mas...

- Davi,não. -ele bufa insatisfeito.

- Teimosa.

- Nem sou.

- Imagina.

- Não sabe nem a metade do que eu sou baby.- Digo e pisco pra ele que ri.

- Espero um dia conhecer.-ele pisca pra mim,que começo a rir.- Pelo menos um sorriso consegui de você ne?

- É...

- Como você pretende conseguir o dinheiro?

- Vou tentar pedir meu pai novamente, é o dever de pai dele,por mais que ele não ligue pra gente.

- Se não conseguir, eu to aqui ok?

- Eu vou conseguir.

¤Davi.

Estava de todo o jeito tentando ajudar a Alice,mas ela é muito teimosa,nunca pensei que fosse tão difícil... se fosse outra garota já teria aceitado,me surpreendi com ela. Agora ela foi conversar com o pai dela, espero que dê tudo certo.

¤Alice.

- Pai a gente precisa conversar.

- Espero que seja breve.

- Vai ser, se o senhor colaborar...
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

A Alice tá determinada em?! Haha, Segunda temporada de "Coisas do Coração" já está no meu perfil, é só entrar lá que vocês vão achar, e se não conseguirem é só pedir q eu mando o link pelo chat ok? aguardem pelo próximo capítulo meus amores... beijos.

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!