Chapter 45: Melhor esquecer

6.1K 208 16

Acordei com o despertador do meu celular tocando. Abri os olhos com dificuldade pela claridade do sol que entrava pela minha janela e insistia penetrar em meus olhos. Depois de algumas piscadas seguidas e rápidas para me acostumar com a luz, eu finalmente consegui abrir os olhos. Olhei em minha volta e esse com certeza não era meu quarto. Me levantei assustada, pelo fato de não estar nele e encontrei um pequeno espelho colado á parede, enfrente á cama. Olhei pra ele e vi a minha imagem: Olhos inchados e vermelhos cobertos de olheiras abaixo deles, me dando uma imagem de morta. Dai veio a tona, todas as lembranças. O show, a casa, Niall, Isadora, Ian, Daniel… Tudo. Tudo de uma só vez, me dando uma tremenda dor de cabeça, me fazendo fechar os olhos por um minuto na tentativa que a mesma parasse, mas só piorou. Respirei fundo tentando afastar os pensamentos ruins, tentando segurar o choro que insistia em querer cair de novo. Eu precisava ser forte. Niall me magoou muito, e ainda por cima me bateria se Ian não tivesse bancado o herói. Claro que, em hipótese alguma, a chance de eu voltar com Ian tinha aumentado pelo que ele fez, mas talvez não seria justo odiá-lo tanto quanto estava o odiando á alguns dias atrás. Apenas o trataria com indiferença.

Senti minha garganta arder só de lembrar em como Niall me olhou na noite anterior, depois que dei um tapa em seu rosto. Seus olhos transpareciam ódio, estavam num tom azul muito mais escuro, com certeza não era o meu Nialler, aquele a quem eu me apaixonei, aquele que tinha um brilho incrível nos olhos. Não era ele. Eu tenho certeza que não. Passei os olhos pelo quarto, um pouco desnorteada, e vi, jogado no chão, um de seus bonés que ela havia me emprestado no primeiro dia. Recolhi o mesmo do chão e voltei a me sentar na cama. Aproximei do meu nariz, e pude sentir seu cheiro de novo. Doce, suave, como eu sempre gostei. Sem querer, uma lágrima escorreu do meu rosto, seguida por outra, mais outra, e logo várias desciam. 

O mais estranho, é que mesmo depois de tudo que ele me fez, mesmo depois de eu ter visto ele beijando Isadora, depois beijando ela de novo na cama, depois ele ter quase me batido, o mais estranho é que eu não sinto ódio dele. Não consigo sentir, diferente de Ian, que depois de ver ele com Isadora eu peguei nojo dele. Acho que Niall significa muito mais pra mim do que Ian já pensou em significar. Acho que eu amei muito mais Niall do que já amei Ian. Ele me faz tanta falta. Eu sinto um vazio enorme no peito, como se tivessem arrancado uma parte de mim.

Lágrimas e mais lágrimas desciam do meu rosto, meus olhos fitavam o boné e lembranças vinham á tona em minha mente. Sei que foram poucos os dias que passamos como namorados oficialmente, mas todos os momentos que passamos juntos desde que ele chegou aqui já eram o suficiente. Eu tinha certeza que ele me completava, que eu precisava dele, que eu queria voltar pra ela. E já sabia o que fazer. Eu iria falar com ele. Só não sei quando.

Limpei as lágrimas do meu rosto e levantei da cama decidida. Precisava arrumar as malas para ir pra casa. Mas ai eu lembrei que tinha ligado pra Zayn e ele com certeza devia estar preocupado comigo. Peguei meu celular e coloquei meu chip de volta. Assim que eu religuei, já apareceram milhares de sms’s e chamadas perdidas, não só de Zayn mas de todos os outros meninos. Me senti culpada por ter deixado eles preocupados, então disquei o número de Zayn, que depois de um toque já atendeu.

Ligação on


ALÔ? JÚLIA, VOCÊ TÁ BEM? RESPONDE, PELO AMOR DE DEUS! - Ouvi sua voz alta e preocupada do outro lado da linha, me fazendo rir pelo nariz.

- Calma ai menino, não grita se não eu fico surda! - Tentei parecer o mais “feliz” possível.

Desculpa… Você tá bem? - Perguntou agora se acalmando.

- Tô ótima! - Menti.

Por que tava chorando ontem quando me ligou, e não respondeu nada? - Perguntou de novo, voltando a voz de preocupado.

You Got To Change Everything ( One Direction )Leia esta história GRATUITAMENTE!