Minha mãe está cantarolando pela casa agora. Ela está mais feliz, e eu estou muito feliz por ela também.

O tio Sam parece ser um tio legal. E se ele tá fazendo a mamãe feliz, eu não vou falar pra ela que eu ainda tenho medo dela me trocar por ele.

Mas acho que a mamãe não iria fazer isso.

Já é a terceira vez que eu sonho com o meu pai. Ou pelo menos eu acho que é ele. Minha mãe disse que ele foi trabalhar e nunca voltou, ela nunca me mostrou nada dele. Não sei como ele é, ou se eu pareço com ele.

Eu só penso que é o meu pai nos meus sonhos por causa dos grandes olhos azuis que ele tem. Bondosos e iguais aos meus.

Mas no sonho ele sempre me tenta levar da mamãe, e eu não gosto dele por causa disso. Mas se eu conhecesse meu pai de verdade quem sabe ele não ia ser legal comigo. Quem sabe ele não ia tentar me tirar da mamãe e ia brincar comigo?

Quem sabe ele até não ia na minha escola no dia dos pais para que eu pudesse cantar a música dos pais para ele?

Não gosto de falar sobre o meu pai. Sempre que a tia Carol começa a falar com a minha mãe sobre ele, percebo que a mamãe fica triste e às vezes até com raiva. Não quero que ela fique brava comigo por perguntar quem é ele.

Um dia eu escutei um nome, Ricardo.

Só isso. É tudo o que eu tenho sobre o meu pai. Nunca senti saudade dele, e ele nunca tinha me feito falta até eu começar a conversar com a minha amiga.

Ela tem um pai, e ela sempre me conta as coisas divertidas que ela faz com o pai dela. Não que eu não ame a minha mamãe, mas deve ser bem legal ter um papai.

No ano passado eu tinha colocado na minha primeira carta pro papai Noel para que ele trouxesse meu pai pra casa, pra que eu pudesse conhecer. Mas eu escutei a tia Carol falando sobre ele, e ele fez a mamãe ficar triste, então eu joguei a carta fora e escrevi uma nova, sem mencionar o papai.

Tio Sam nos levou para jogar boliche. Ele é bem divertido e por alguns momentos eu imaginei como seria se o tio Sam ficasse pra sempre com a minha mãe e ele virasse meu pai de coração. Eu sei que eu ia gostar disso...

Porque se ele ficar pra sempre com a minha mamãe, ele vai ficar pra sempre comigo.

E no almoço de hoje ele foi tão legal. Ele conversou comigo, respondeu minhas perguntas e ainda brincou comigo de castelo. Eu gosto dele. Falei pra mamãe que eu gosto dele. Ela ficou feliz por eu gostar dele. E ela me disse que eu vou passar a ver mais o Sam.

Eu estou feliz porque a minha mãe está feliz, e também porque o tio Sam é muito legal. Espero que os dois namorem e quem sabe eu não ganho até um irmãozinho quando eles se amarem...

Bônus bem curtinho, só pra vocês saberem o que se passa na cabecinha da nossa pequena ^^ Já estou preparando o próximo capítulo, e as coisas vão esquentar, uhuuuul ^^

Esse bônus é dedicado à @SusyApda, uma leitora muito querida, que sempre vota na história, me apoiando demais ^^ Obrigada mesmo pelo carinho :D

Beijos amores e até breve ;**

Amor na Segunda VoltaLeia esta história GRATUITAMENTE!