Capítulo 5 // 5ª Carta

4K 488 12

É outono, mesmo assim, o frio permanece. Assim como a neve. Hoje foi um dia especial para as crianças da creche. Nós as levamos para a praça da cidade, onde puderam se divertir com a neve fofa. No dia anterior toda a cidade entrou em estado de alerta, porque a nevasca foi muito forte. No final das contas, foi bom para descansarmos e conseguirmos dormir um pouco mais. Por sorte, minha mãe havia feito as compras no dia anterior, então pudemos nos divertir juntos na cozinha – sem Cyn, que se manteve trancafiada em seu quarto terminando o relatório atrasado -, preparando um enorme banquete para nos empanturrarmos e em seguida passarmos o resto do dia assistindo filmes na TV.
É incrível como o dia depois de uma nevasca fica tão bonito. O céu está azul e o sol alto, mesmo que os raios solares não cheguem nem perto de nos alcançar para nos aquecer um pouco. Fiquei sentada na fonte desligada, observando as crianças fazerem anjos e bonecos de neve, além de se divertirem com guerras de neve. Almoçamos na lanchonete do Bill, que separou um espaço separado para nós não perturbarmos seus clientes e em seguida, voltamos para a creche, onde as crianças foram tirar seus cochilos um pouco mais tarde que o usual.

“Querido Amor,

Você está sentindo o início frio? Se você tiver carro, tome cuidado aonde o deixa. Papai disse hoje quando chegou para o jantar, que vários de seus colegas deixaram o carro na rua, mas pelo gelo ainda estar alto e o clima, gelado, os motores congelaram e foi muito difícil aquecê-los para voltarem para casa. Por sorte, a clínica é perto de casa e o hospital também, de modo que meu pai pode ir de transporte público e, quando calor, de bicicleta. Muito estranho haver geadas nessa época, mas a meteorologia tinha razão quando disse que o mundo está mudando. 
Hoje a diretora nos informou, logo que chegamos na creche, que nós levaríamos as crianças para brincar na neve. Ela ligou ontem para as famílias e disse que a programação seria externa, então os filhos deveriam vir bastante agasalhados. Nós as levamos na praça, será que você passou por lá nessa hora? Eu fiquei a maior parte do tempo sentada na fonte observando as crianças brincarem.
 
De lá, também pude observar alguns casais passeando. Aproveitando o tempo frio para darem a desculpa de terem de andar mais próximos. Lelia, que trabalha comigo, diz que é uma baboseira, pois se já fazem isso dentro de casa, para quê fazer fora também? Eu não acho que seja uma coisa ruim, mas, realmente, se for exagerado, não é bom.
 
Lotie me chamou para sair em seu tempo vago e disse que estava uma loucura organizar o casamento. Me perguntou quem do grupo ela deveria convidar, já que não tinha certeza se chamar os temporários seria certo. Disse que ela deveria convidar quem ela quisesse e se sentisse bem com a presença, afinal, o dia do casamento é um dia muito importante para o casal e devem estar presente somente aqueles que desejam de coração o bem. Por causa da profissão de Kent, a lista dele está formando quase trezentas pessoas; ela disse que eles serão obrigados a reservar o maior salão da cidade, no clube, para que caibam todos os convidados.
 
Essa semana é o aniversário de Cyn. Ela disse que não quer nada de especial, porque não gosta de ficar velha, mas para meus pais, quer dizer que é um ano a menos até ela encontrar o destinado dela. Cyn disse que desde quando eu recebi meu prazo as coisas para ela melhoraram, porque nossos pais focaram suas atenções em mim. De qualquer maneira, estamos planejando fazer uma festinha em casa no final de semana, apenas para a data não passar batido. Max já ligou perguntando a programação e ao saber que Cyn não queria fazer nada, disse que daria um jeito. Mamãe e papai estão um tanto receosos em saber o que ele planejam, mas se tem alguém que consegue convencer Cyn e saber o que ela gosta, é Max. Por causa da infância deles, que foi inteira juntas. Eu ainda não sei o que farei para ela de aniversário. Provavelmente darei algo que ela possa usar em suas pesquisas. Cyn está próxima de finalizar sua pesquisa mais importante, então nos últimos dias tem ficado trancafiada dentro do quarto, saindo só para comer e tomar banho. É uma loucura, meus pais estão surtando. Mas quando ela quer alguma coisa, não é qualquer um que consegue distraí-la. Talvez só Max. Esperamos que o destinado dela consiga também, senão será um completo desastre!
 
Você tem irmãos? Prepara algo para os aniversários deles? Dizem que é normal as famílias jantarem juntas, mas nós sempre gostamos de bolos; os restaurantes cobram uma fortuna pelo bolo de aniversário. Nós fizemos isso uma vez, no aniversário da mamãe, porque não havíamos tido tempo de organizar alguma festa. Papai pediu o bolo no restaurante e eles cobraram 150 a mais! Sempre irei guardar a data do seu aniversário para não precisarmos gastar, ou senão, se você tiver o hábito de ir a restaurantes, irei eu mesma preparar o bolo. Só espero que você não goste de abacaxi, porque sou alérgica a eles.
 
Está ansiando pelo fim do outono? Ele mal começou, mas não vejo a hora de jogar meus casacos de volta para o armário e poder usar vestidos. Eu amo usar vestidos, eles são leves e deixam o corpo livre.
 
Sempre mande seus casacos para a lavanderia, se você tiver rinite ou sinusite, ter um casaco sujo é extremamente ruim para o nariz.

Com amor,

Alyna.”

12 Antes de VocêLeia esta história GRATUITAMENTE!