Capítulo 5

11.1K 696 13

¤Davi

    O engraçadinho do entregador de pizzas estava me tirando do sério. Aonde já se viu? Ele quase comeu a Alice pelos olhos. Depois do engraçadinho meu humor se transformou de ótimo pra péssimo.

- Que foi que você está com essa cara de tacho?-a Alice me pergunta.

- Nada que interesse.

- Iiii, se eu soubesse que o boi tava morto de fome,teria jogado capim de longe.- ela diz ironica.

- Por favor ne Alice.- digo e ela ri.

- Meu Deus... Luan você não me disse que você tinha um irmão bipolar.

- Se fosse pra saber você ja estaria sabendo.

- Nus... fala comigo novamente quando você estiver bom pra falar porque eu não sou seu capacho pra você falar comigo a hora que quer e quando não quer não ta nem aí.- Ela diz.

- Tá desculpa.-ela me olha e não responde.- Desculpa por te responder mal...- ela continua me olhando sem falar nada.- Prometo que não vou mais te dar patada...- falo.- Você não é meu capacho...- Meu Deus que menina marrenta.- Por que eu te amo tá Alicinha.- digo com uma voz engraçada e apertando a Bochecha dela e ela acaba jogando toda a pizza que estava na boca dela na minha cara por estar rindo, aí que ela ri mais.- POXA ALICE!- Digo enquanto ela ri.- Nossa cara...Luan vamos embora que agora mesmo é que eu não quero ficar mais aqui...

- N...a...o..- ela diz rolando no chão de tanto rir. Já estou passando pela porta quando ela me para.- Sério..é que é engraçado...-ela diz rindo.

- Tchau.

- Então vai...- ela sai do meu caminho.- Não sou ninguém pra poder te prender aqui.- Você é sim, alguém muito importante, o bastante pra me prender aqui.

Pera oque?

- É...você não é ninguém de importante pra me prender aqui.- digo e passo pela porta com o Luan.

¤Alice.

   Argh que raiva... não sou ninguém de importante pra te prender aqui haha. Subo pro meu quarto,me deito na cama e durmo, até acordar com o Adam me chamando desesperadamente.

- Calma que que foi?-digo.

- Alice eu to com muito medo, tem uns 6 caras lá em baixo,quebrando tudo e falando: Cadê a princesinha?- ele diz chorando. Me levanto correndo e vejo escondido, realmente, tem uns 6 homens lá em baixo e o desespero toma conta de mim. Eu sei lutar ju-Jitsu mais é o básico do básico é são 6 homens... não sei oque fazer, me tranco dentro do quarto com o Luan,pego o celular e ligo pra primeira pessoa que vejo na agenda. Davi.

(Chamada on)

- Alô?- ele atende.

- Davi?- digo quase chorando.

- Que que foi?

- Davi,eu to com muito medo.- digo chorando.

- Que que tá acontecendo Alice?

- Tem uns caras aqui em baixo,revirando tudo e...- não consigo terminar de tanto chorar.

- Se acalma e me explica.

- Tem uns caras aqui em casa e eles estão revirando tudo lá em baixo...eu não sei o que fazer.

- Faz o seguinte,quando eu fui na sua casa, eu ia pro banheiro e eu vi uma comodazinha.. entra você e o Adam nela...- ele é interrompido por um barulho muito forte na porta e eu me seguro pra não gritar assim como o Adam.- Que eu já estou indo, mas não desliga o celular ta?

- Tá.- a gente se esconde.

¤Davi.

  Vou falando com a Alice no celular enquanto vou pra casa dela correndo. Até que escuto um barulho muito forte e alguém dizendo.

- Ah vocês estão aí seus pirralhos.- e a Alice e o Adam choram.

- ALICE.- grito

- DAVI SOCORRO

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!