Eu te amo

1.9K 143 2

Estava em casa assistindo um filme de terror com as meninas quando ouço o interfone tocar, levantei com cuidado e fui até o mesmo o atendendo, era Aphonso estava aqui para fazermos os trabalhos pedidos pelos professores, mandei-o subir e voltei para a sala com as meninas.

Cintia: quem era? – disse olhando a televisão

Rafa: Aphonso, vamos fazer os trabalhos – fiz careta

Liz: que horas?

Rafa: três e quarenta

Liz: o que? – pulou do sofá – ai Deus o Johnny irá matar-me

Cintia: o que foi?

Liz: nós vamos sair

Cintia: que horas?

Liz: cinco horas

Rafa: serio isso Lizandra?

Liz: serio – sorriu – tenho que ir para casa arrumar-me

Cintia: é você tem mesmo, demora demais para se arrumar – rimos

Liz: idiotas

Cintia: mas vou pegar carona pra você

Rafa: porque vai embora?

Cintia: hoje vou apresentar Mateus ao meu pai – sorriu – tenho que ligar para ele e confirma tudo

Rafa: entendi – sorri.

Desliguei as coisas e fui até a porta com elas, abrir a mesma e dei de cara com o Aphonso, sorri para ele e me despedir das meninas, entrei com Aphonso.

Rafa: Vou buscar minhas coisa – disse após chegarmos a sala – fica a vontade

Phonso: obrigada – sorriu

Sair da sala, e subi para meu quarto peguei meu material e o notebook, desci com os mesmo e fui para a sala, ele estava sentado com seu notebook aberto coloquei meu livros na mesa de centro e me sentei no chão, ele sentou-se ao meu lado, e começamos os trabalhos pelos mais fáceis, terminaria mais rápido.

Phonso: Não Rafa, dá cinco – disse reclamando. Estávamos fazendo o trabalho de matemática.

Rafa: Aphonso, vai dar dois – bufei – pesquise na internet

Phonso: vou pesquisar mesmo – pegou o notebook e pesquisou – porque dá dois? – olhou pra mim

Rafa: porque aqui trocou os sinais – apontei

Phonso: o saco viu – rir

Terminamos o trabalho de matemática e meu estomago estava roncando, olhei a hora e já eram seis horas.

Rafa: vamos parar – coloquei a caneta encima do caderno – depois terminamos português e literatura.

Phonso: mas é muita coisa Rafa

Rafa: estou com fome Aphonso, tenho que me alimentar

Phonso: está bem, vai jantar eu faço aqui

Rafa: não, vamos jantar – levantei e o olhei – vamos Aphonso

Phonso: ai ta bom – levantou e me olhou

Cinco DiasLeia esta história GRATUITAMENTE!