Capítulo 1

1.3K 21 6

Bom dia gente!!! É com muita alegria que eu volto a postar no Wattpad a continuação da história da Luiza e do Gustavo. Espero que vocês gostem! Estava com saudade de vocês!!! Amooooooo! Beijão!

PS. POSTAREI TODA QUARTA-FEIRA.

VALE A PENA – RECOMEÇAR

CAPÍTULO 1

Luiza

– Hm... França? Não... Não falo francês, nem quero um lugar romântico. Tudo que não preciso nesse momento. Itália? Isso! Veneza... – Bufo de raiva. – Outro lugar cheio de casais se beijando... Não mesmo... Além de ter muitas pontes pra eu me jogar. – Olho pra Paty. – Melhor não... Aff... Me ajuda. – Estou suplicando agora. – Fica aí acabando com as suas unhas, arrancando o esmalte... Estou precisando de você! – Ela está sentada numa cadeira na minha frente enquanto "cutuca" as unhas.

Ela olha pra mim com uma cara de "poucos amigos":

– Estou arrancando o esmalte das minhas unhas pra não arrancar os seus dentes. Queria te bater. Não vou te ajudar a fazer merda. Você já faz isso muito bem sozinha. – Fala com um sorrisinho irônico. – Não sei o que você está fazendo aqui na minha casa! Vai dar a sua vida de bandeja pra uma pessoa que caiu de paraquedas no meio de vocês. Isso é burrice! – Ela fala um pouco alterada e a indignação exala.

– Já falei... Vou embora de qualquer jeito. Estou olhando outros países. Na verdade, queria uma passagem pra Marte, mas não achei pra vender em nenhuma companhia aérea. – Eu brinco. Humor negro...

Ela olha de canto de olho pra mim:

– Vai fugir? Tenho uma notícia pra você. – Agora o dedo indicador da mão direita dela está apontando para a minha cara. – Aonde quer que você vá, o seu coração vai junto, sua cabeça... Pode ir pra Marte. Não vai adiantar nada!

Saco. Odeio quando ela faz isso...

UM MÊS ANTES

Há dois anos a minha vida e rotina viraram de cabeça pra baixo por um motivo lindo. Malu, de olhos esverdeados, cabelos loiros, sorriso encantador, invadiu a minha vida e deu luz a ela. Era a criança mais doce e linda que eu já havia visto. Eu sei... Sou suspeita pra falar. Porque pra mim ela é a criança mais perfeita que existe. Nestes dois anos de convivência e muito amor, aprendi muito com a Malu. Aprendo todos os dias com ela. Foi um anjo enviado por Deus para nos ensinar a viver melhor.

E a minha mãe? É encantada por ela. Nunca vinha pra Brasília me ver. Agora, pra ver a Malu, ela vem um final de semana por mês. Confesso que fico feliz com a afinidade das duas.

E o Gustavo como pai... É lindo de ver. No início foi difícil. Até a gente se acostumar com um bebê em casa. A Malu passou alguns apuros com a gente. Mas o amor por ela nos fez tirar nota máxima no final das contas. Tiramos de letra. Passamos pelas febres por causa do nascimento dos dentes, pelo cansaço das noites mal dormidas, pelas brincadeiras na madrugada quando ela não queria dormir... Tudo com ela é delicioso de fazer.

A vida flui da melhor maneira. Daqui a um mês será o meu casamento com o Gustavo e vai continuar tudo bem. A Natalie vem dificultando o processo de adoção da Malu... Eu não esperaria atitude diferente dela. Mesmo ela indo pra bem longe, faz questão de se manter presente entre nós da pior maneira possível. Não a culpo. Deve ser difícil abrir mão de um filho. Ainda mais da Malu, se a conhecesse agora, jamais a largaria. Se apaixonaria pela criança linda que ela é. Ah, me arrepio ao pensar nisso. Evito pensar... É a única coisa que me aterroriza de verdade: perder a Malu.

Por causa da dificuldade causada pela Natalie no processo de adoção, acabei não conseguindo a licença maternidade. Tirei dois meses de férias vencidas que eu tinha e trabalhei mais um mês em casa. Meu chefe se compadeceu quando soube da história toda. Não gosto de abrir a minha vida pra ele, mas foi primordial para cuidar da Malu como gostaria.

Amar Vale a Pena RecomeçarLeia esta história GRATUITAMENTE!