𝑪𝒂𝒑𝒊𝒕𝒖𝒍𝒐 𝒄𝒊𝒏𝒒𝒖𝒆𝒏𝒕𝒂 𝒆 𝒖𝒎

2.3K 273 41
                                    

𝙈𝙖𝙮𝙖 𝘽𝙤𝙪𝙧𝙣𝙚

Sinto a respiração suave de Rafe no meu pescoço, sorri instantaneamente ao sentir seus braços em volta da minha cintura. Saber que agora estamos juntos e oficialmente acalma meu coração. Levanto um pouco minha mão e olho para a minha aliança, ela é tão linda…

Ela é de prata e tem uma pequena pedrinha no meio a deixando ainda mais delicada. Meu sorriso se alarga ainda mais ao saber que Rafe preparou uma surpresa apenas para colocá-la ao meu dedo. O Rafe não é do tipo que faz essas coisas, ele deve ter feito um esforço enorme para conseguir pensar em algo tão fofo. 

― Eu espero que esse olhar para a aliança não seja de arrependimento. ― sua voz rouca ecoou me fazendo rir. 

― Muito pelo contrário, estou muito feliz. ― me viro de frente para ele.

Suas mãos apertam minha cintura e puxa meu corpo para mais perto do seu. Coloco minha mão no seu rosto e o acaricio suavemente fazendo ele sorrir.

― Tive tanto medo de não ter essa visão mais. ― ele sussurra.

― Eu também, Rafe. Pensei que você não voltaria mais. ― falo baixinho como se fosse um segredo.

― Eu nunca deixaria você ir… por mais que eu tenha feito muita merda, é você que eu amo. ― meu sorriso cresce e eu o abraço, colocando meu rosto na curva do seu pescoço. 

― Acho que meu coração vai sair pela boca. ― ele ri e vira seu corpo, me deixando deitada em cima dele agora. Levanto meu rosto e lhe dou um selinho rápido. 

― Você é incrível, sabia disso?

― Não, mas já que você está falando, quem sou eu para discordar. 

Ele sorri e me beija. Seus lábios se movem lentamente juntos com os meus. Suas mãos estão segurando firme a minha cintura, enquanto as minhas estão fazendo um carinho suave no seu rosto. Mordo seu lábio fracamente e o puxo fazendo Rafe sorrir e apertar mais suas mãos na minha cintura. 

O despertador do celular de Rafe toca nos assustando. Rafe estende seu braço e pega seu telefone e o desliga.

― Já são oito horas da manhã. ― ele me olha.

― Temos que ir. ― ele nega e passa seus braços fortemente pela minha cintura pressionando nossos corpos. 

― Vamos ficar aqui. 

― Se meus pais voltarem para casa e descobrirem que eu fugi da minha festa e abandonei a casa, não sei se teremos um futuro pela frente. ― ele ri e concorda.

― Ok, então vamos deixar essa casa e os momentos maravilhosos que tivemos aqui. 

― Ai, que drámatico. ― me afasto dele e me levanto da cama. 

Procuro meu vestido com os olhos e não vejo nenhum vestígio dele. 

― Pega. ― olho para Rafe que joga a sua camiseta. 

― E você? 

― Vou sem camisa. ― ele coloca sua bermuda e se levanta da cama. 

Pego sua camiseta e a coloco. Pego meu telefone e não tem nenhuma mensagem ou chamada perdida, isso quer dizer que as coisas estão sob controle ainda. Me levanto e acho meu vestido no chão perto da porta dos fundos. 

Pego ele e vou para o carro para esperar Rafe. Pouco tempo depois ele sai trancando a porta e vem para o carro. 

― Gostou da surpresa? 

 ⇨ 𝐹𝑟𝑖𝑒𝑛𝑑𝑠 • 𝑅𝑎𝑓𝑒 𝐶𝑎𝑚𝑒𝑟𝑜𝑛Onde as histórias ganham vida. Descobre agora