𝑪𝒂𝒑𝒊𝒕𝒖𝒍𝒐 𝒒𝒖𝒂𝒓𝒆𝒏𝒕𝒂 𝒆 𝒄𝒊𝒏𝒄𝒐

2.3K 275 100
                                    

𝙈𝙖𝙮𝙖 𝘽𝙤𝙪𝙧𝙣𝙚

Mais dois dias se passaram e eu não consegui nenhum meio de contato com Rafe. Meus pais estão de marcação cerrada para cima de mim e me vigiam a cada segundo do dia. Fiquei surpresa que eles não tiraram meu telefone, mas também ele é a única distração que estou tendo nesses dias.

Tentei falar com Sarah, mas ela também estava sem notícias de Rafe. Ela até mesmo ficou de retornar caso soubesse de algo, mas nunca recebi a sua ligação. Não dormi nenhuma das noites, apenas cochilei. Deixei todas as minhas notificações no máximo, sempre que chega uma, já pego rapidamente meu telefone na esperança de ser Rafe, mas nunca é.

Perdi as contas de quantas vezes liguei para ele e o telefone caiu na caixa postal. Nesses dois dias também não fui para a aula, não tenho concentração em nada, imagina na escola. Meus pais também não fizeram muita questão que eu fosse, e também não estamos nos falando. 

Passei esses dias todos trancada no meu quarto sem falar com ninguém. Até Ben tentou falar comigo, mas o que ele poderia fazer? Nada. Tentei falar com os meninos e nenhum deles sabe de Rafe também. Isso só aumenta a minha preocupação.

Eu entendi perfeitamente as palavras de Ward antes de sair da minha casa. Tento evitar ao máximo para não pensar nessas coisas e no que ele deve ter feito com Rafe. Bato minha cabeça na cabeceira da cama pela quinta vez em menos de dez minutos. 

A porta do quarto se abre chamando a minha atenção. Olho para ela e vejo Ben entrando.

━ A mãe está chamando você. 

━ Diz pra ela que eu não vou e nem quero nada. 

━ Ela disse pra você ir no mercado com o papai.

━ Pois fale que eu não vou. ━ ouço Ben suspirar e ele vem até a minha cama.

━ Ninguém quis me contar o que aconteceu. 

━ Não é assunto que você vai entender, Ben. 

━ Eu vou no mercado com você e o papai se quiser. ━ olho para ele e sorrio.

━ Você é o meu irmão preferido, sabia?

━ Sim, eu sou seu único irmão. ━ sorrio e puxo ele que se deita um pouco na cama e me abraça.

━ Já vou descer. 

Ele concorda e desce da minha cama. Me levanto e coloco uma roupa decente para sair de casa e saio do quarto. Eu e minha mãe apenas trocamos olhares e eu sai para a garagem em silêncio. Me sento na parte de trás do carro e fico esperando meu pai vir. 

Ben entra na parte de trás do carro comigo e meu pai entra na parte da frente e começa a dirigir. O clima pesado dentro do carro dá para se sentir de longe, meu pai me olha diversas vezes pelo retrovisor, mas não fala nada por algum tempo.

━ Maya…

━ Eu não quero conversar. 

Meu pai apenas assenti e estacionou o carro na frente do supermercado.  

━ Vou ficar aqui. 

━ Quer que eu fique com você? ━ Ben me olha.

━ Não, pode ir. ━ sorrio para ele que desce do carro e corre para o lado do meu pai.

Procuro meu celular no bolso da calça e percebo que não o peguei. Quando fui trocar de roupa deixei ele em cima da cama, que droga. Eu poderia abrir a porta do carro e sair correndo, mas estamos bem longe de casa e da casa dos Cameron também, não adiantaria muita coisa. 

 ⇨ 𝐹𝑟𝑖𝑒𝑛𝑑𝑠 • 𝑅𝑎𝑓𝑒 𝐶𝑎𝑚𝑒𝑟𝑜𝑛Onde as histórias ganham vida. Descobre agora