𝑪𝒂𝒑𝒊𝒕𝒖𝒍𝒐 𝒕𝒓𝒊𝒏𝒕𝒂 𝒆 𝒔𝒆𝒕𝒆

2.7K 323 105
                                    

𝙈𝙖𝙮𝙖 𝘽𝙤𝙪𝙧𝙣𝙚

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

𝙈𝙖𝙮𝙖 𝘽𝙤𝙪𝙧𝙣𝙚

Já são quase dez da noite e eu estou muito entediada. Já terminei de ler o livro que tinha começado, já maratonei uma série, arrumei o meu quarto… E nada disso me ocupou o suficiente.

Ontem a noite meus pais foram viajar para ver a minha vó e eu fiquei com o Ben. Hoje é o sábado mais entediante que já tive. São nesses momentos que eu gostaria que Kelce surtasse e propusesse algo, mas ele está ocupado com sua família hoje. 

Topper também está ocupado e Sarah provavelmente está com John B, não vou ligar para atrapalhar. Passei o restante da tarde deitada nesse sofá olhando os programas aleatórios que está passando na televisão. 

━ Sabe o que eu pensei? ━ Ben entra na sala. ━ Pizza.

━ Você só pensa nisso. ━ ele me olha emburrado. 

━ A mamãe e o papai voltam amanhã e nós não fizemos nada de diferente ontem a noite. 

━ Não tem muita coisa para fazer. 

━ Claro que tem! Podemos pedir uma pizza e ver um filme. 

━ Eu não vou ligar para a pizzaria. 

━ Eu ligo. ━ ele sai correndo para a cozinha me fazendo rir. ━ Você quer de que? 

━ Você escolhe. ━ olho para ele que sorri e concorda. 

Ele pede a pizza e começa a procurar algum desenho para ver. Fico mexendo no meu telefone tentando achar alguma coisa para me distrair. Passei tanto tempo nas redes sociais que estou vendo todo o feed de novo. 

Depois de uns vinte minutos a pizza chega e nós começamos a comer. Ben está super concentrado no seu desenho, mas eu não. Meus pensamentos estão completamente em Rafe. 

Eu deveria ter ficado naquele dia.

Estava muito decepcionada e só pensei nisso. Não parei para pensar na pressão que Ward coloca em Rafe. Da mesma forma que Ward falou comigo, deve ter falado com Rafe também. 

Só quero abraçá-lo e dizer que vai ficar tudo bem, mas também não posso ajudar uma pessoa que não quer ajuda. Ele precisa estar disposto a mudar. 

Olho para Ben que está quase dormindo deitado no sofá. Me levanto e coloco uma coberta por cima dele e recolho os copos e os pratos. Levo tudo para a cozinha e começo arrumar a pequena bagunça que Ben deixou. 

A campainha toca chamando a minha atenção. Já são onze da noite, normalmente ninguém vem até a casa de alguém sem avisar esse horário. Lavo as minhas mãos e vou até a porta. 

Para a minha surpresa é Rafe. Inicialmente fico sem reação, ele é a última pessoa que eu imaginaria aqui nesse horário. 

━ Desculpa vir esse horário, mas podemos conversar? 

━ Claro. ━ dou espaço para ele entrar e fecho a porta.

━ Seus pais não vão se importar?

━ Eles não estão em casa. ━ ele concorda nervosamente. ━ Vamos para a cozinha. 

Caminho na sua frente e paro ao lado da bancada esperando ele falar. 

━ Eu não quero te atrapalhar, então… ━ ele parece entrar em uma luta interna enquanto pensa no que falar. ━ Eu sinto muito a sua falta, Maya. ━ ele me olha. ━ Não consigo mais suportar ficar longe de você. Aqueles poucos momentos que ficávamos juntos era o que estava me mantendo consciente de tudo, mas agora… ━ sua voz começa a ficar embargada. ━ Nem isso temos mais, porque eu estraguei tudo. 

━ Rafe…

━ Não. Eu preciso falar. ━ concordo e cruzo os braços. ━ Você sempre esteve ao meu lado, mesmo quando a gente era só amigo… Nem sei se posso dizer se éramos amigos, porque o jeito que a gente se olhava… ━ ele sorri suavemente. ━ Nenhum amigo olha para o outro do jeito que eu te olhava, do jeito que você me olhava. No começo pensei que era apenas algo da minha cabeça, mas os meninos me alertaram. Me recusei a dar um passo à frente porque eu sabia que eu não ia conseguir te fazer feliz. ━ seus olhos estão repletos de lágrimas e sei que ele está lutando para continuar falando. ━ Mas quando você conheceu Tommy… Cada dia que eu te via com ele, era como se tivesse uma faca em meu peito e ela fosse girada lentamente. Quando você voltou para me buscar na praia, meu coração quase saiu do peito de tanta felicidade, e eu nem sabia que você seria minha. Apenas de ter você lá era o suficiente. Você sabe de tudo. Você sabe dos problemas com o meu pai, você sabe das drogas… ━ nesse momento ele já está chorando. ━ Você sabe das vozes… mas você ainda me ama, e eu não quero estragar isso. 

Caminho para perto dele e seco suas lágrimas. 

━ Tá tudo bem, ok? ━ seguro seu rosto delicadamente e ele balança a cabeça positivamente. ━ Eu sempre estive com você e sempre vou estar. Nunca vou te deixar sozinho, não importa o que aconteça. ━ falo tudo olhando diretamente para os seus olhos. 

━ Promete que vai ficar comigo? 

━ Pra sempre. 

Dessa vez ele desabou completamente e me abraçou. O abraço de volta e coloco minha cabeça no seu peito. Seu coração está batendo rapidamente, é como se ele tivesse corrido uma maratona. 

━ Só preciso que você aguente firme. ━ falo baixinho e ele concorda. 

Ele pega uma das minhas mãos e a beija. 

━ Quando estou com você o paraíso não é tão distante. ━ ele fala me fazendo sorrir.

━ Nós vamos chegar lá um dia, só precisamos ficar juntos. 

Seus olhos estão mais azuis do que nunca, tão lindos… Sua boca se aproxima da minha delicadamente e ele me beija. Posso jurar que consigo sentir um pouco do seu amor nesse beijo. Seus olhos percorrem todo o meu rosto enquanto ele o acaricia. Nossos olhares se encontram o fazendo sorrir. 

━ Você vai ficar? 

━ Só se você quiser. ━ sorrio para ele e concordo. 

━ Sempre vou querer que você fique. 

 ⇨ 𝐹𝑟𝑖𝑒𝑛𝑑𝑠 • 𝑅𝑎𝑓𝑒 𝐶𝑎𝑚𝑒𝑟𝑜𝑛Onde as histórias ganham vida. Descobre agora