ANDERUVIUS - PAINTER OF THE UNIVERSE

108 3 0
                                    

 1000 LIGHTS IN THE SKY


Ainda que Elliot não soubesse o motivo, ele se levantou da cama naquela fria madrugada. Um impulso o levara para fora de sua casa e o deixara de frente com a maior incógnita da humanidade. Era difícil descrever a sensação, pois, ao contrário de um sonho, tudo se encaixava e ele sabia que, ainda que assustadora, aquela era a realidade. Subitamente, o frio havia se dissipado e um calor inexplicável irradiava pelo solo, vindo de cima.

Os olhos viam o que a mente falhava em explicar. As trevas da madrugada eram dissipadas por incontáveis luzes no céu. Elliot esfregou os olhos, tentando se iludir que acreditava ser um sonho. Ao seu redor, várias pessoas haviam sentido a mesma urgência e abandonado suas casas, como se atendessem a um chamado. Enquanto o rapaz não sabia como reagir ou mesmo o que sentir, muitas das pessoas ao seu redor choravam copiosamente. Pensamentos bagunçados tomavam sua mente e ele escutava frases desconexas.

— São os anjos de Deus! Vieram nos agraciar! - gritava uma senhora.

— Anjos? Não são anjos! O Apocalipse! Iremos todos morrer! - bradou um homem com sua esposa desmaiada em seus braços.

— Não há motivo para alarde, eu tenho certeza de que existe uma explicação científica para isso! - um rapaz tentava acalmar os presentes.

No dia seguinte, cientistas do mundo todo tentavam compreender as 1000 Luzes No Céu, enquanto milhões de religiosos ao redor do globo se reuniam em seus templos em busca de perdão por seus pecados ou orando em agradecimento.

DREAM CRUSHERS


Algumas semanas passaram e ninguém conseguia explicar a origem das luzes, o que fazia com que cada dia surgissem mais e mais teorias. As pessoas agiam de maneira impulsiva e impune, buscando de forma egoísta, saciar a todos os seus desejos mais mundanos. Em todas as mídias, as notícias que giravam o globo, mostravam uma sociedade fria na qual o mais forte sobrepujava o mais fraco. Elliot sentia que aquela não era a maneira de se viver. Ele, como um eterno sonhador, ainda acreditava que deveríamos estender a mão para os menos favorecidos e ajudá-los a encontrar esperança.

O sonhador então se depara com uma realidade terrível e dolorosa. A realidade para qual, muitas vezes, ele havia fechado os olhos. O comportamento da sociedade não havia mudado em nada desde o surgimento das estranhas luzes. As pessoas apenas haviam perdido o receio da exposição. Enquanto muitos acreditavam que a humanidade estava vivendo seus últimos dias e escolhiam viver na plenitude de seus desejos mais ocultos, outros buscavam redenção, com medo de um possível juízo final.

Elliot saiu para caminhar. As noites eram claras como o dia, uma vez que as luzes acendiam os céus. Tudo ao seu redor era um retrato dos dilemas que sempre estiveram ali. Vale a pena viver daquela forma? Se as luzes eram um sinal divino, a que se referiam? Qual seria a mensagem? A verdade era que Elliot sentia-se mais vazio do que nunca e começava a duvidar da capacidade humana em fazer o bem de maneira altruísta. Ele via que grande parte da população era formada pelo que ele havia definido como Esmagadores De Sonhos.

Ele havia chegado a esse nome após perceber que, para alcançar seus objetivos na vida, algumas pessoas passavam por cima de seus semelhantes, aparentemente, sem qualquer tipo de remorso. Elliot, sentindo um indescritível pesar, cantava suas canções favoritas, caminhando pelas ruas, cheias de pessoas e vazias de sentimento. Ele sabia que aquela poderia ser a última vez que entoava suas melodias. A contagem regressiva parecia estar ativa.

 
WHERE I AM

Os dias passavam e as luzes continuavam pairando no ar, inalcançáveis. Inexplicáveis. Os efeitos do fenômeno atingem as pessoas de maneiras muito diferentes. Alguns seguem os dogmas que lhes foram pregados ao longo do tempo, enquanto outros, deixam que os prazeres mundanos os dominem. A realidade é que nenhum ser vivo é capaz de prever o futuro da humanidade e, ainda assim, apostas são feitas. Os sons das sirenes permeiam o ambiente. Gritos e gargalhadas preenchem as lacunas de uma sociedade decadente.

Painter Of The UniverseOnde as histórias ganham vida. Descobre agora