strawberry bowl

576 55 24
                                    

Tradução do título: tigela de morangos.

Passamos a noite tranquilos, sem nenhum surto da parte de Yuri. Assim que acordei fui fazer algo para comermos e deixei ele sozinho no quarto. Ele me parecia estar dormindo tão bem que preferi não acorda-lo.

Yuri ─ Takafumi? Por que me deixou sozinho no quarto?

─ Desculpe, vim fazer algo pra comermos.

Yuri ─ Por que não me acordou?

─ Você estava dormindo tão bem, você quase nunca dorme direito então preferi te deixar descansar.

Yuri ─ Entendi....

─ Quer ficar sentado aqui? ─ Aponteu pra bancada.

Yuri ─ Mhm. ─ Peguei ele no colo e o coloquei na bancada.

─ Tem alguns doces que fiz, quer alguns?

Yuri ─ Não.... ─ É estranho ver ele recusar doces, mas dá pra entender o lado dele.

─ Tudo bem, o que você quer comer?

Yuri ─ Não estou com fome.

─ Não pode ficar sem comer nada, ontem você comeu somente besteiras. ─ Peguei uma tijela com morangos e o entreguei. ─ Toma, não precisa comer todos, coma ao menos um pouco.

Yuri ─ Tá bom....

─ Se quiser pode ir assistir algo na TV.

Yuri ─ Prefiro ficar aqui mesmo.

─ Vou terminar de fazer algumas coisas e fico aqui com você.

                          (....)

Assim que terminei de lavar a louça fui falar. Ele foi pra sala e estava quase dormindo enquanto comia. Eu resolvi da um susto nele só de brincadeira mesmo, mas me arrependi instantaneamente. Yuri pegou a primeira coisa que encontrou e bateu com tudo na minha cabeça.

Yuri ─ Quer me matar é?!

─ Eu que pergunto!

Yuri ─ Você me assustou. ─ No momento em que assustei ele, ele pegou a tijela de morangos e bateu na minha cabeça pelo susto.

─ Isso doeu.

Yuri ─ Desculpa, mas a culpa foi sua de me assustar assim.

─ Tá bom, desculpa. Isso vai fazer um galo enorme.

Yuri ─ Deita aqui. ─ Apontou pro colo dele. Deitei com a cabeça em suas pernas e ele ficou acariciando minha cabeça onde ele bateu. ─ Desculpe por te bater.

─ Tudo bem, me lembre de não te assustar se estiver com alguma arma.

Yuri ─ Certo. ─ Ele riu.

─  Posso te beijar? ─ Ele estava perfeito, aquele cabelo bagunçado por ter acordado a pouco tempo. Os lábios rosinha e a pele pálida.

Yuri ─ D-Do nada?

─ Por que não?.... você está perfeito assim.

Yuri ─ A-Assim como?

─ Com o cabelo bagunçado assim....

Yuri ─ Não percebi que estava bagunçado. ─ olhou nos meus olhos e acariciou meu rosto.

─ Posso?....

Yuri ─ Mhm.... ─ Levantei e me aproximei do seu rosto. Selamos um beijo, pedi passagem com a língua e ele cedeu no mesmo momento. Estávamos em um ritmo perfeito, desde a última vez que o beijei sua boca não tinha perdido a doçura. ─ E-Espera um pouco. ─ disse interrompendo o beijo.

Perfect Hijacker (PAUSADO)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora