~Samuel~


O que aconteceu hoje? Que tipo de feitiço Alice tinha lançado em mim?

Eu realmente estava pronto para enfim perder a minha virgindade? Ali, no meu carro, da maneira mais desconfortável possível?

Não seria daquele jeito.

Tanto Alice, como eu merecemos mais.

Não está acontecendo rápido demais? Às vezes eu penso que sim, mas logo a ideia é descartada. Afinal, eu esperei muito tempo. Tempo até demais. Eu já não consigo pensar em outra coisa que não seja Alice.

Ela já habitava meus pensamentos somente com sua doçura e beleza, agora que eu sei o sabor daquele corpo não vou conseguir dormir direito por várias noites, tenho certeza.

Quando cheguei em casa me aliviei no melhor estilo adolescente no chuveiro e enfiei minha cabeça no travesseiro, tentando pegar no sono, mas foi tudo em vão. Não consegui dormir nada, e fiquei bolando de um lado para o outro da cama pensando na Alice.

Vi o Sol nascer e só assim eu consegui dormir um pouco.


O barulho do meu celular vibrando me despertou de um sonho molhado com a Alice. Meu pau estava tão duro que doeu quando ele bateu de leve no meu travesseiro. Tive que engolir a sensação e fui ver quem era que me ligava.

Abri um sorriso ao ver que era o número da Alice.

- Bom dia meu amor - falo tentando esconder minha voz rouca.

- Huuum, bom dia Sam.

- A que devo a alegria da sua ligação? - sento na cama e minha ereção não dá sinais de que vai diminuir nada.

- Bem, eu gostaria de saber se você quer vir amanhã almoçar aqui em casa...

- Adoraria...

- Você tem alergia à alguma coisa, ou não gosta de alguma coisa?

- Não tenho problema com nada, e como até jiló Alice.

- Muito bom saber disso, vou fazer um almoço aqui. Não espera muita coisa, afinal eu não sou a melhor cozinheira do mundo, mas dá pro gasto...

- Isso é o que eu vou ver amanhã.

- E teria como você trazer a Carol amanhã quando você vier?

- Sem problemas...

- Obrigada namorado, mais tarde eu ligo pra você, mas agora eu tenho que preparar o almoço de hoje, então só vou conseguir falar com você mais tarde.

- Mais tarde eu te ligo, quem sabe nós ainda saímos para algum lugar...

- Tudo bem, beijo Sam.

- Beijos Alice.

Desligamos e eu me ponho de pé. Fico espantado ao ver a hora. E ainda bem que a Alice me ligou, assim eu não perdi a hora para almoçar com a minha avó. Por falar em vó, pensamento suficiente para me acalmar. Resolvo ligar pra minha avó somente para confirmar o nosso compromisso.

- Bom dia dona Rita! - falo todo animado.

- Samuel meu neto querido, bom dia para você também.

- Tudo combinado para mais tarde não é?

- Sim. Você irá passar aqui que horas?

- Não tenho certeza ainda, acabei de acordar, e ainda vou me aprontar aqui...

Amor na Segunda VoltaLeia esta história GRATUITAMENTE!