Longing

818 79 34
                                    

Tradução do titulo: Saudades.

Takafumi ─ Vamos recomeçar tudo.

─ Como assim?

Takafumi ─ Eu vou te devolver a sua irmã e vamos fazer tudo do começo. Acho que invés de te sequestrar, eu deveria ter tentado fala com você antes.

─ Realmente. ─ Ri um pouco.

Takafumi ─ Mas isso depende da sua decisão. Vai realmente querer manter contato depois de tudo o que fiz?

─  Você não deveria ter feito todas aquelas coisas, mas no final de tudo você não me parece uma pessoa ruim. Eu poderia escolher nunca mais olhar na sua cara por você ter me sequestrado, mas vou te dar uma chance.

Takafumi ─ Obrigado, Yuri. ─ Deu um sorriso bobo pra mim. ─ Não vai se arrepender, eu prometo.

─ Espero, vou confiar em você.

Takafumi ─ Então, vamos?

─ Sim. ─ Saímos e fomos pro carro. Estava quase explodindo de animação pra ver minha irmã. Estava tão feliz de poder vê-la, assim que chegamos eu fui direto batendo na porta. ─ Vem Takafumi.

Akira ─ Já estou indo. ─ Em pouco tempo a porta foi aberta e eu me joguei em cima dela.

─ Eu senti tanta sua falta Akira!

Akira ─ Meu Deus Yuri! Quer me matar?!

─ Eu senti sua falta sua chata!

Akira ─ Eu também. ─ Nós dois nos levantamos. ─ Oi Takafumi, entra.

Takafumi ─ Eu so vim trazer o Yuri. Já estou indo.

Akira ─ Nada disso, entra. ─ Akira arrastou Takafumi pra dentro. ─ Sinta-se em casa.

Mãe ─ Quem tá aí, Akira?

Akira ─ O Yuri chegou.

Mãe ─ Yuri?! ─ Ela apareceu correndo na sala. ─ Queria me matar do coração garoto?! ─ Ela me abraçou forte.

─ Desculpe.

Mãe ─ Nunca mais faça isso na sua vida.

─ Não vou.

Mãe ─ Você engordou nesses últimos dias?

─ Talvez....

Mãe ─ Este irresponsável estava te alimentando apenas com doces e coisas gordurosas? ─ Takafumi estava olhando pra nós completamente confuso.

─ C-Claro que não Mãe, ele me deixava comer doces mas não sempre.

Mãe ─ Então como engordou tanto?

Takafumi ─ Eu o alimentei normalmente, juro.

Mãe ─ Vou acreditar em você dessa vez. Cuidou bem do meu bebê?

─ Mãe!

Mãe ─ Calado Yuri. Não tocou nele não é?

Takafumi ─ N-Não toquei nele. ─ Minha mãe é igual Akira, tirando o fato de que perde a sua paciência muito rápido.

─ Mãe, não acha que já chega?

Mãe ─ Só quero saber das intenções dele com você.

Takafumi ─ Juro que são boas intenções.

Mãe ─ Venha comigo por um minuto. ─ Ela arrastou Takafumi pra longe.

Akira ─ Vocês tem algo?

Perfect Hijacker (PAUSADO)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora