𝑪𝒂𝒑𝒊𝒕𝒖𝒍𝒐 𝒐𝒏𝒛𝒆

3.7K 404 66
                                    

𝙈𝙖𝙮𝙖 𝘽𝙤𝙪𝙧𝙣𝙚

Dois dias já se passaram desde que vi Rafe pela última vez. Fiquei sempre com o celular na mão esperando que ele fosse me ligar ou algo assim, mas nenhum sinal veio do lado dele.

Definitivamente não faço ideia do que aconteceu com Rafe naquele dia, mas era algo sério. Ele parecia completamente fora de si.

A água gelada respingando no rosto e no meu peito me tiram dos meus pensamentos.

― Tá pensando demais. ― Topper grita de dentro da piscina.

Me sentei com os pés dentro da piscina faz uma meia hora. Topper e Kelce apareceram do nada alegando que deveríamos aproveitar mais antes das aulas começarem.

― E isso virou crime? ― abro minha garrafa de água.

― Você tem uma piscina enorme e fica apenas molhando os pézinhos. ― Kelce fala nadando perto de mim.

― Como se vocês não tivessem uma na casa de vocês também.

― A sua é maior. ― Topper fala.

― Muito maior. ― Kelce completa.

― Piscina é piscina, é tudo a mesma coisa. E aliás, temos um mar enorme, por que piscina?

― Não é salgada. ― reviro os olhos para o comentário de Kelce.

― Tá, temos que nos programar. ― Topper nada para a borda da piscina. ― Temos muitos eventos.

― Não precisamos ir em todos, necessariamente. ― Kelce me olha como se eu estivesse cometendo um crime.

― Somos adolescentes entrando na fase adulta, é claro que precisamos.

― Você fala como se fossemos morrer depois disso.

― E não vamos? ― ele olha para Topper e para mim. ― Faculdade, emprego, responsabilidades... me dá vontade de morrer só de pensar. ― rio de como ele é exagerado. ― E nem sabemos se vamos estar juntos na fase adulta...

― Como não? ― paro de tomar a minha água. ― Nosso futuro é muito previsível.

― É verdade. ― Topper olha para Kelce.

― Cada um de nós vai para uma faculdade diferente. ― Kelce começa novamente.

― E depois vamos retornar para Outer Banks e assumir a empresa da família. Fim. ― Topper ri da maneira que eu falo.

― Pensando por esse lado. ― Kelce dá de ombros.

― Tá, ok. Temos que nos programar, para todos irmos juntos. ― Topper começa. ― Temos a festa do solstício, o cinema, a festa de boas-vindas do colégio, e mais algumas festas aleatórias na praia.

― Perfeito, mais os nossos rolês individuais. ― Kelce fala e eu concordo.

― Posso ir junto? ― Ben perguntou aparecendo na área da piscina.

― Óbvio que não, qual era o nosso combinado? ― olho para ele.

― Nosso combinado acabou a partir do momento em que tive que mentir para a mamãe. ― ele se senta ao meu lado e coloca seus pés na piscina também. ― Senão, ela te mataria sabendo que você passou a noite com o Rafe.

― É exatamente isso que queremos saber. ― Kelce fala alto demais para o meu gosto.

― Cala a boca. ― falo entredentes olhando para Kelce. ― Não tocamos mais nesse assunto aqui em casa. ― olho para Ben.

― Você realmente passou a noite com o Rafe? ― Topper me olha.

― Falando dessa forma, parece que eu dormi com ele. ― reviro os olhos. ― Nós apenas ficamos conversando, assim como eu fico com qualquer um de você dois. ― olho para Ben. ― Se você falar algo para a mamãe, eu vou te matar.

― Eu não vou, prometo. ― ele estende o mindinho para mim, mas quando vou entrelaçar o meu ele afasta. ― Se você me levar para o cinema.

― Não.

― Por favor, Maya. Prometo que vou me comportar.

― Nós te levamos. ― Topper fala e eu o olho. ― É só um cinema, o que pode dar errado?

― Levando em consideração que a cidade toda vai estar lá? Tudo.

― Nós levamos ele, vemos o filme, trazemos ele para casa e vamos sair depois. ― Kelce fala.

― Ok, tudo bem. ― me dou por vencida.

Vejo Ben piscar para Topper e intercalo meu olhar entre eles.

― Devo me preocupar? ― Kelce ri e dá de ombros.

― O que vamos fazer na sexta a noite? ― Kelce pergunta.

― Você só pensa em sair? ― ele ri e concorda. ― Eu tenho um jantar com a família do Tommy.

― Olha ela, toda compromissada com o namorado. ― reviro os olhos e sorrio para Kelce.

― É só um jantar de negócios.

― Se ele te convidou para esse jantar, só quer dizer uma coisa. ― Topper fala e Kelce concorda.

― O que? ― olho curiosa para os dois.

― Que vocês já estão quase casados. ― Topper fala como se fosse óbvio.

― O que? Não!

― Ninguém leva uma namorada qualquer para um jantar de negócios.

― Eu concordo com o Topper. ― Kelce fala.

― Parabéns, vocês conseguiram me deixar traumatizada. ― eles começam a rir.

― Não é como se ele fosse te pedir em casamento. ― Kelce fala ironicamente.

― Ainda não. ― Topper fala e eles começam a rir novamente.

― Podem parar? ― intercalo meu olhar entre os dois. ― Eu realmente estou com medo de ir nesse jantar agora.

― Relaxa, você ainda é menor de idade. Começa a se preocupar depois disso. ― coloco as mãos no rosto e suspiro, vou acabar enlouquecendo.

― Se você não quer se casar com o Tommy, por que está com ele? ― olho para Ben e os meninos param de rir.

― Quem disse que eu não quero?

― Então você quer? ― mostro o dedo do meio para Kelce.

― Eu... ― faço uma pausa e suspiro. ― Eu não quero me casar, apenas isso.

― Eu acho...

― Eu acho que deveríamos encerrar esse assunto. ― olho para Ben sorrindo.

― Nós podemos fazer uma noite de cinema? ― Ben pergunta e olha para os meninos.

― Eu acho uma boa ideia. ― sorrio para Ben. ― Vocês ficam?

― Com certeza. ― Kelce fala animado.

 ⇨ 𝐹𝑟𝑖𝑒𝑛𝑑𝑠 • 𝑅𝑎𝑓𝑒 𝐶𝑎𝑚𝑒𝑟𝑜𝑛Onde as histórias ganham vida. Descobre agora