Nice To Meet Ya! - Karim Benzema

781 69 5
                                    

Pedido feito por bizzlecamilizer , espero que goste💖

Eu gosto do jeito que você fala, gosto das coisas que você veste
Quero seu número tatuado no meu braço, eu juro
Porque quando a manhã chegar, eu sei que você não estará lá
Toda vez que eu me viro, você desaparece

S/N point of view

Estava encostada na bancada esperando o barman preparar minha bebida. A boate estava relativamente cheia, mais do que o costume, mas menos do que sua capacidade. Olho ao redor procurando minha melhor amiga, mas ela havia sumido com seu "amigo", acho que já passou da hora dela admitir que eles se pegam.

Batuco meu dedos na mesa e balanço um pouco no ritmo da música, vejo o barman arregalar os olhos e viro para o lado, onde um homem tinha acabado de chegar. Levou um tempo para reconhecê-lo, a luz não estava muito boa deixando tudo escuro e dificultando o reconhecimento.

— Benzema! - fala estendendo a mão e eu arqueio a sobrancelha, mas o cumprimento mesmo assim.

— S/N! - falo e o vejo sentando ao meu lado, oh meu pai ele vai puxar conversa.

— O que faz sozinha por aqui? - pergunta puxando papo.

—  Esperando minha bebida, não sei se você percebeu mas estamos na frente de um bar. - falo um pouco grossa, mas logo me arrependo. - Desculpe, estou estressada com outras coisas e acabei descontando em você.

— Sem problemas! Uma bebida não faria mal para desestressar, não é?

— Não mesmo!

Ficamos conversando tanto que quando vi já estávamos nos beijando e saindo da boate, indo em direção a casa dele. Ele tinha um papo muito bom e, admito, eu cai direitinho!

— Caralho! - solto quando chegamos em frente a sua casa, ou melhor; mansão. - Se eu trabalhasse durante 5 vidas, acho que não chegaria no valor dessa casa.

Ele balança a cabeça e dá risada, vindo mais para perto e me puxando para um beijo. Sorrio com isso.

Eu não sou uma pessoa que vá para casa de um cara no mesmo dia, não que eu tenha algo contra isso, só não rola. Mas caramba esse homem me pegou de jeito! Acho que nunca conversei com alguém que o papo tenha batido tão bem, fluiu levemente sem eu nem perceber.

Cara, fiquei tão na dele! Até esqueci de avisar a minha amiga que eu estava saindo, mas tudo bem ela me deixou lá plantada porque de macho, o que custa dar o troco?

Subimos para o seu quarto aos tropeços, ele não conseguia ficar muito tempo sem contato físico e eu muito menos! Ele me puxa, me beijando e segurando minha cintura enquanto abre a porta do seu quarto, a fechando com o pé assim que entramos. Sinto o macio da cama assim que deito, mas não desgrudo os lábios dos seus.

Acordo com o sol aparecendo na janela e Karim se mexendo ao meu lado, sorrio com as lembranças quentes da noite passada e me levanto catando minhas roupas e as vestindo sem fazer muito barulho para não o acordar. Olho no relógio e vejo que ainda são 5h da manhã, se eu correr dá para eu dormir mais um pouco em casa. Me viro para sair do quarto, mas assim que eu abro a porta escuto o francês me chamar.

— Você já vai embora? A noite foi assim tão ruim? - pergunta, ainda sonolento.

— Não! - falo rápido demais, sinto minhas bochechas quentes. - Não, de jeito nenhum. Ela foi ótima! Eu só achei que incomodaria ficar aqui até depois que você acordar.

— Claro que não incomodaria! Pode voltar a deitar, se você quiser. - fala batendo na cama e sorrindo, droga lá vai eu cair em seus charmes de novo. - Não me sentiria bem em acordar de manhã e você tivesse ido embora.

Dou de ombros e caminho de volta para a cama. Sinto ele me puxar mais para perto e virar meu rosto para si, tomo iniciativa e o beijo. Ele leva a mão até a barra no meu vestido e a sobe lentamente, parando o beijo para tirá-lo por completo, nem tive esse trabalho pois ele já estava sem.

O quarto parecia pegar fogo a cada movimento, uma bela maneira de começar o dia. Sinto ele se jogar do meu lado assim que atingimos o ápice, me abraçando de lado. Percebi que ele gosta de contato físico, isso é bom porque eu também!

— Eu estava aqui pensando, teoricamente eu beijei a Rihanna. - falo e vejo ele arquear a sobrancelha. - Bom, eu beijei você e você já beijou ela, gosto de imaginar que por isso eu beijei ela também.

Ele fica me encarando e depois de uns segundo, quando vê que estou falando sério se acaba na risada, achei que ele ficaria chateado. Em momentos que estou envergonhada solto coisas aleatórias como essa, o que faz eu me sentir patética.

— Eu realmente gosto do jeito que você fala, você é engraçada e tem uma conversa boa. - fala ainda rindo.

— E eu realmente gosto do seu corpo, um puta de um gosto. - solto mais uma, o fazendo rir mais ainda.

Qualé, S/N, segura tua língua!

— Tudo bem, porque eu também gosto do seu! - fala sorrindo e piscando o olho.

Ficamos conversando por um tempo até a fome bater. Tomamos café e eu me arrumei para ir embora, tentei negar a carona mas ele não aceitou e me levou até em casa.

— Foi um prazer te conhecer, Karim! Obrigada pela noite! - sorrio marota.

— Igualmente! Você tem meu número, já sabe para quem ligar quando quiser desestressar.

— E você o meu para quando quiser se acalmar!

Sorrio entrando em casa. Que noite, meus amigos! Que noite!

🌸

Olá como estão? Eu estou prestes a, literalmente, ficar de cabelo pé! Estou atolada de trabalhos e provas que nem tempo para a criatividade eu estou tendo, por isso os capítulos estão sendo postados um dia sim e um dia não.

Rezem por mim, para que eu não me estresse com meu grupo e saia tirando todos do trabalho 🤪

Beijus, até o próximo!!

imagines • soccer playersOnde as histórias ganham vida. Descobre agora