F i f t y S e v e n

19.3K 2K 2.6K
                                    

SIENNA DEVORA, point of view.

Me remexo um pouco na cama abrindo meus olhos devagar, sentindo uma respiração calma bater em meu pescoço, enquanto uma mão tatuada, e muito bem conhecida por mim esta por baixo de minha blusa

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Me remexo um pouco na cama abrindo meus olhos devagar, sentindo uma respiração calma bater em meu pescoço, enquanto uma mão tatuada, e muito bem conhecida por mim esta por baixo de minha blusa. Repousada em minha barriga.

Para não acordar o loiro - que me abraça por trás - Me viro de forma lenta, retirando sua mão de minha cintura, e deitando agora de frente para ele.

Vinnie esta com o rosto sereno, parecendo dormir em um sono profundo e gostoso. Mesmo com suas correntes caidas para o lado e seu relógio no braço, dificultando uma posição confortável. Ontem saímos do carro e vinhemos para o quarto de hóspedes, onde estou dormindo. Ficamos igual dois bobos apaixonados, trocando beijos e carícias. Ao menos nos damos o trabalho de trocar de roupa. Apenas tiramos nossos tênis e nos deitamos juntos. Ficamos até as quatro da madrugada conversando, e rindo sobre coisas aleatórias. De vez enquanto, provocando um ao outro com mãos bobas. Porém, não passou disso. Até porquê nem tem como.

Não existe palavras para descrever a paz e a felicidade que estou sentindo desde a hora que nos acertamos. Parece que finalmente as coisas estão no lugar certo.

- Vinnie.. - Chamo baixinho, tocando levemente seu ombro. Estou com dó de o acordar. Porém, tem riscos de alguém aparecer no quarto e o ver aqui. Imagine a cena, como iríamos explicar isso para seus pais?

- Ei, você tem que acordar. - Balanço seu corpo mais uma vez, escutando um resmungo de repreensão sair de seus lábios.

- Não quero levantar agora, está cedo ainda. - Responde baixo, me puxando para mais perto e escorregando sua mão até minha bunda.

- Você tem que ir pro seu quarto, levanta. - Insisto, aumentando um pouco o tom de voz.

Vinnie permanece cochilando por mais alguns minutos, até eu lhe chamar pela última vez. Ele suspira e abre os olhos devagar, me olhando e depois encarando o teto, raciocinando as coisas ainda.

- Você esta muito chata. - Diz, irritado e coça seus olhos, se sentando na cama.

- Eu sou chata Vinnie Hacker? - Questiono em um tom irônico. Levanto a cabeça e a apoio em meu braço, observando o loiro que parece estar dormindo ainda.

Vinnie encara a porta do quarto e depois se vira me olhando. Solto um riso baixinho quando ele se vira e vem até mim, me abraçando e escondendo seu rosto em meu pescoço.

- É brincadeirinha. - Murmura. Acaricio seus cachos e o abraço de volta, deixando um beijinho em seu ombro coberto por sua camisa preta.

- Mas eu estou falando sério. Vai pro seu quarto antes que sua mãe levante.

- Tá bom, tá bom. - Bufa e ergue sua cabeça, me olhando. - Mas antes eu quero um beijinho. - Faz bico e fecha os olhos.

- Só depois que escovarmos os dentes. - O empurro levemente, e ele me olha feio. Rio de sua cara emburrada e me levanto, caminhando até o banheiro do quarto.

DIARY | vinnie hacker Onde as histórias ganham vida. Descobre agora