𝐟𝐨𝐫 𝐞𝐯𝐞𝐫𝐲𝐨𝐧𝐞'𝐬 𝐠𝐨𝐨𝐝

495 72 43
                                    

























Narrador























— Sofya você está fazendo errado.... — Hannah parava a música para chamar a atenção da loira, que esteve aérea o ensaio todo — De novo

— Porque estamos fazendo isso Hannah? — interrompia — Nunca tivemos que dançar em jogos internos, porque isso agora?

— A treinadora disse para fazermos, ultimamente a escola vem tendo a sua reputação manchada, costumávamos ser a escola mais requisitada, mais bem falada, agora isso é só uma reputação antiga, o conselho falou com os professores, eles querem voltar ao número um — abria um sorriso e olhava para as outras meninas agora — Então isso se aplica a nós também, temos que dar nosso melhor

Sofya olhava para a arquibancada, ela conseguia ver Noah em meio as poucas pessoas que haviam ali, a garota se perguntava o que o irmão estaria fazendo ali, foram poucas as vezes que ele vinha ver seu treino, pelo menos no último ano, uma ponta de curiosidade e medo surgiam dentro de si, seria por querer vê-la ou porque estava procurando por algo que não devia, no fundo, ela já sabia a resposta.

Noah por sua vez tentava não ser óbvio, tentava esconder seus sentimentos e a vontade imensa de gritar para todos ao redor que Sina não tinha cometido suicídio, que tinha sido assassinada á sangue frio pela família de sua tão adorada presidente do conselho, sua garganta rasgava com esse impulso, ver ela agindo como se nada tivesse acontecido quase o sufocava.

— Você está bem? — Josh perguntava colocando a mão no ombro do amigo, tirando-o de seu pensamentos — Noah?

— Sim, sim — tirava os olhos da quadra por alguns segundos — Eu só.... Ela está ali Josh, como se nada tivesse acontecido, ela está ali dando ordens para Sofya e todas as outras meninas, será que ela não sente culpa pelo o que fez?

— Noah, nós não sabemos se foi ela, e se tiver sido, eu aposto que essa imagem de menina boa e exemplar vai acabar assim que tivermos algo que prove o que aconteceu — Josh olhava para o mesmo — Só pare de encarar desse jeito porque parece que vai matá-la, e Sofya percebeu, por isso estava está tão distraída

Josh saia por alguns segundos para ir ao banheiro, Noah parava e olhava para irmã por alguns segundos, ele conseguia ver o olhar perdido da mesma, a preocupação, Sofya estava pensando em qualquer outra coisa, menos no que Hannah dizia.

— Pelo amor de Deus — Hannah parava a música mais uma vez — Sofya vá tomar uma água ou um ar, não sei, só pare o que está fazendo agora

— Hannah.... — uma das meninas a repreendia, a quadra inteira parava para escutar o que estava sendo dito

— Me desculpe — Hannah se aproximava da loira, falando honestamente — Estou nervosa e entendo que esteja também, mas temos que fazer isso funcionar, para o bem de todos

— Para o bem de todos? — a voz dizia debochadamente

Noah se levantava sentindo o sangue ferver, seus punhos fechavam com força, quase machucando sua própria mão.

— Como você pode dizer uma coisa assim? Todos na escola conseguem ver você tornando o seu discurso a opinião de todos, ninguém fala porque é mais fácil deixar você pensar que está certa cem por cento do tempo, mas usar esse lema de "para o bem de todos" — ria debochado — Você está literalmente usando a morte de Sina para te dar engajamento

— É disso que você chama fazer uma homenagem a uma colega? Engajamento? Eu não preciso de nada Noah, e o que eu quero, eu consigo sozinha, mas você não pelo visto — franzia as sobrancelhas — Você não consegue superar o fato de que a Sina morreu e que não tem um culpado para você culpar, na realidade, eu acho que você só aponta o dedo assim porque no fundo se culpa

— Errado — respondia rápido — Eu aponto o dedo assim porque é nojento o fato de que você seja capaz de usar isso ao seu favor, você nem a conhecia, nunca nem fez questão de conhecê-la, mesmo assim estava sempre atenta para fazer um de seus comentários maldosos, agora você quer me dizer que estava fazendo uma homenagem para ela? Me poupe, todos aqui sabem que não é de verdade, todos sabem que é pela atenção que não só você mas o seu pai também vai receber, mas acho que deve ser de família ser sujo assim

— Você não vai falar do meu pai — a garota gritava dessa vez — E muito menos da minha família, você não sabe nada, e eu juro por Deus que dá próxima vez que abrir essa sua boca para falar sobre eles....

— O que? — interrompia — Você vai fazer o que? Fale Hannah, me ameace do mesmo jeito que você fez com a Sina no dia que o seu pai quase matou o dela a socos porque queria estar em seu lugar

— Noah, já chega — Josh falava, parando o amigo, Heyoon vinha logo atrás

— Não Josh, ela não merece estar aí e não tem direito nenhum de ficar falando de fazer bem para os outros, não com esse tom

— Cala a boca Noah — Heyoon quase gritava — Vamos

Hannah estava estática, seu rosto demonstrava choque, medo, Noah conseguia ver aquilo e sentia uma parte de si mesmo ficar satisfeita, aquela parte que queria que a mesma sofresse tanto quanto ele esteve sofrendo nesse último ano.
Apesar disso ainda havia uma parte de si mesmo que se repreendia, ele tinha deixado a raiva falar mais alto, deixar a raiva dominar nunca é uma boa ideia, especialmente quando você está tentando investigar sobre um suspeito e o acusa em sua cara, aquela parte de si mesmo, naquele momento começava a falar mais alto, dando atenção para a razão.

Heyoon abria uma sala vazia qualquer, a coreana parecia tão brava que Noah podia quase ver fumaça saindo de seus ouvidos, ela não estava errada, mas uma parte dele também não, os dois sabiam disso.

— Você não devia ter feito isso — a garota finalmente olhava para ele — Nós tínhamos a vantagem Noah, ela não sabia que desconfiávamos dela e muito menos de seu pai, ia ser muito mais fácil de fazê-la confiar em nós e procurarmos por pistas, mas você fodeu com tudo isso

— O que você queria que eu tivesse feito Heyoon? — erguia os braços — Escutado quieto o que ela falava? Estamos falando de Sina, se a família dela está envolvida na morte dela....

— Se a família dela estiver envolvida nisso não vamos conseguir nada — Heyoon o interrompia antes que o mesmo completasse sua frase — Não vamos conseguir nada porque ela já sabe que desconfiamos, estamos no mesmo ponto que há alguns dias atrás

Heyoon saia da sala rápido e sem virar para trás, e antes que Noah pudesse pensar e ir atrás da mesma, Josh entrava em sua frente.

— Deixe ela pensar — pedia — Ela quer descobrir isso tudo tanto quanto você Noah, só que para isso temos que ter calma e temos que confiar um nos outros, eu sei que é difícil manter a calma, mas temos que tentar o máximo, caso contrário não vamos conseguir nada

Nada, era o que Noah pensava, talvez essa era a resposta para tudo.












o que acharam da atitude de cada um?

xoxo
marii💖

𝐦𝐢𝐬𝐬𝐢𝐧𝐠 » 𝐧𝐨𝐚𝐫𝐭Onde as histórias ganham vida. Descobre agora