I Like Me Better - Paulo Dybala

1K 78 4
                                    

bearLeandro espero que goste! 💖

S/N p.o.v

- Paulo, o táxi está nos esperando! - falo o apressando. - Você está bonito, não tem porque ficar horas na frente do espelho.

- Claro que você vai falar que estou bonito, é minha namorada e está querendo que eu adiante. - continua se olhando no espelho e passando a mão por seus fios pretos na tentativa de arrumar algum fio fora do lugar.

- Juro por Deus que se você não adiantar logo, quebro esse espelho e quem vai ter que pagar pelos danos causados ao hotel vai ser você! - cruzo os braços para ele pensar que estou falando sério, escuto ele bufar e parar de olhar seu próprio reflexo.

- Ta bom, vamos logo antes que você quebre mesmo. - me dá um selinho, ele sabe que assim não tenho como ficar chateada com ele.

- Estamos em Nova York, você está de folga e quer gastar seu tempo se olhando no espelho! Temos que aproveitar esse tempinho só para nós, baby.

- O que você me pede sorrindo que eu não faço chorando!

Estende a mão pra mim e eu a pego, fechando a porta e correndo para pegar o táxi. Vivia vendo nos filmes e séries que as pessoas costumam passar na frente e roubar o táxi dos outros em NY, criei uma meta de não deixar isso acontecer comigo mas um certo Argentino não colabora comigo.

- Viu? Chegamos na hora certa, não perdemos o nosso! - fala sorrindo e eu logo gargalho vendo uma moça abrir a porta do que era nosso táxi e partir junto com ele. - É, quase na hora. O que você não sabe é que isso estava nos meus planos, NY é muito linda para ser vista de táxi, vamos andando para poder aprecia-la.

- Você não dá o braço a torcer mesmo, né? Vou fingir que acredito que foi parte do seu plano, mas só porque acho uma boa ideia ir andando e evitar o trânsito.

Caminhamos pelas ruas novaiorquinas rindo de absolutamente tudo, Dybala tentava adivinhar o que se passava na vida de cada um, era hilário. Andamos tanto que resolvemos parar para tomar um café, desgastamos o pouco que tínhamos comido nessa andada e nosso estômago já roncava de fome.

- Amor, tenta adivinhar o porque do garçom estar tão mal humorado! - Paulo pede assim que o garçom vai embora, é a tentativa dele de me fazer participar de suas brincadeiras aleatórias.

- Provavelmente ele levou um fora da namorada. Ela disse que não o enxergava mais da mesma maneira e estava apaixonada pelo melhor amigo dele, meses depois ela engravida e, o melhor amigo dele que se chama Trevor, a pede em casamento e convida o garçom para ser o padrinho. Isso explica o mal humor! - termino minha hipótese fazendo meu namorado ter uma crise de risos.

- Melhor história de todas! - fala entre risos e me dá um selinho.

Ficamos mais algum tempo conversando aleatoriedades e tomando nosso café da manhã, assim que terminamos fomos para a Times Square e eu o puxei para dentro de uma loja.

- Qual ficou melhor, esse ou o azul? - pergunto dando uma voltinha para ele ver o vestido no meu corpo.

- Esse com aquele sapato preto e aquela bolsa que você ama mas não usa muito porque tem dó de gastar. - fala entediado e eu dou risada.

- Paulo. - ele me olha - Eu gosto mais de mim quando estou com você, pode acontecer qualquer coisa no mundo mas eu sei que estarei bem se você estiver comigo!

- Eu também gosto mais de mim quando estou com você, cariño! Eu te amo daqui até o infinito!

Sorrio e caminho mais para perto, o beijando. Eu sou melhor quando estou com ele, os dias são mais alegres e divertidos, o coração palpita a cada toque dele e a cada fala.

- Vamos no Central Park? A gente podia comprar as coisas e fazer um piquenique para ver o sol se pôr. - ele fala e eu concordo com a idéia.

Depois de trocar de roupa e pagar a que tinha escolhido, vamos até um mercado perto do Central Park e compramos tudo que era necessário, até um lençol para pôr na grama ele fez questão de pegar.

- Como você se vê daqui a dez anos? - pergunto deitada enquanto como um morango. - Tipo, qual os seus planos e objetivos que quer conquistar daqui até lá?

- São vários, você está incluída na maioria deles. - deita de lado de virando para mim, faço o mesmo. - Quero ter conquistado pelo menos uma Champions, mas se não tiver conquistado, tudo bem também, quero pelo menos estar realizado e feliz com meu trabalho. Daqui a dez anos, se você concordar também, estaremos casados, morando em uma casa com um jardim enorme como você sempre sonhou, nossos filhos correndo pela grama, eles poderam jogar bola comigo e aprender jardinagem com você. E no fim do dia, deitaremos nós dois no nosso quarto e nosso amor será ainda maior um pelo outro, nossa amizade e nossas brincadeiras continuará até nossa velhice.

- Me vejo da mesma forma que você! Construindo nossa família e curtindo cada dia que passar, eu sabia desde a primeira vez que te vi que ficaríamos por um longo tempo juntos, daqui pra eternidade. - sorrio para ele. - Nos sábados levaremos nossos filhos pra floricultura da família, aprendendo jardinagem e a beleza de cada tipo de flor. Nos domingos de jogo estaremos lá no estádio, não importa em qual lugar do mundo, torcendo por você!

- Você é a minha melhor versão, S/N! Depois que te conheci, consegui me conectar com o verdadeiro eu, você despertou algo de mim que ninguém mais conseguiu.

- Eu te amo, pra sempre!

- Pra sempre! - fala e me beija.

E ali, em um dos parques mais bonitos que eu já conheci, essa conversa se tornou o motivo de eu o amar ainda mais. Ali eu descobri o quão grande e maravilhoso o amor poderia ser.

imagines • soccer playersOnde as histórias ganham vida. Descobre agora