Yuri de Oliveira - Flamengo

772 50 4
                                    

Fazia 2 semanas que Yuri e Lívia se provocavam,mandavam coisas sobre outros relacionamentos para causar ciúmes um no outro e etc,mas todos sabiam que isso não daria nada,até porque os dois são o próprio golpe

sábado noite
povs Yuri

iríamos em uma festa na casa do Fabrício,mas hoje não tô afim se pegar várias,tô focado em meter o golpe em uma golpista .

Chegamos e o som já tava no alto, avistei Fabrício dentro de casa e fui até ele

- e aí mano - cumprimento

- e aí como tá ? - fala e bebe sua cerveja

- tô bem,sabe se a Lívia vem ? - pergunto

- ela tá lá fora na piscina - ele fala e franzi o cenho - olha só um golpista tentando meter o golpe em outra golpista - fala e nós rimos

Vou até os fundos da casa e avisto Lívia com algumas meninas,ela tava gata pra caramba. Fui e peguei uma bebida e fui até elas cumprimentar

- e aí meninas - falo chegando perto das mesmas e elas respondem um "oi" menos Lívia que faz uma cara de nojo e eu mostro o dedo do meio e saio

Vou até a cozinha pegar mais bebida e vejo a casa já lotada de pessoas,sirvo e vou até a frente da casa,sinto alguém chegar perto de mim,era ela, reconheço só pelo perfume

- veio me caçar? - pergunto debochando e viro para a mesma

- claro claro vim aqui caçar chifrudo e achei um - ela fala debochada e ri

- sempre muito engraçada Lívia - falo sério e me sento no banco e ela faz o mesmo

- já pegou quantas? - pergunta e bebe sua bebida

- nenhuma, porque a pergunta? quer ser a primeira? - falo e me viro para a mesma

- nossa tá na seca hein - ela fala continuando no mesmo lugar

- você pode mudar isso - pego na cintura da mesma trazendo ela para mais perto

- se eu não quiser ? - fala e dá um sorriso diabólico

- talvez eu faça algo mais - isso sai mais como um sussurro

Nossas bocas estão a centímetros de distância,e beijo a mesma,quando o ar estava para faltar paramos o beijo e puxo para que ficasse no meu colo e nos beijamos se novo,a língua da mesma pede permissão e eu aceito,ela começa a rebolar ao ritmo da música deixando meu membro ereto

Ela para o beijo,franzi o cenho sem entender o que estava acontecendo

- deu,tem que deixar um pouco para os seus amigos - ela fala e desce do meu colo e sai

- filha da puta - resmungo sussurrando e volto para dentro de casa,para aproveitar a festa

A festa seguiu muito boa,por incrível que pareça não peguei mais ninguém, estava tarde então Fabrício me convidou para dormir na casa dele e eu aceitei

Fui dormir no quarto de hóspedes que tem duas camas,e uma certa pessoa estava lá

- olha só , não pensei que estaria aqui - falo me encostando na porta e chamando atenção da mesma

- pensou que eu tava a onde - ela se senta na cama

- no banheiro vomitando podre de bêbada - falo e dou uma risada sarcástica

- nojento - ela resmunga baixinho e se deita e me deito do lado da mesma para provocar

- tem uma outra cama ali sabia - ela fala apontando

- mas eu tô afim de ficar aqui - falo e puxo a mesma para um beijo,inverto as posições e fico por cima,uma leve vingança

sem parar o beijo fui até seu short, coloquei um pouco mais para o lado junto  com a calcinha,e começo a estimular o clitóris da mesma bem devagar,ouço ela suspirar então paro o que estou fazendo e vou até minha cama

- tá de brincadeira Yuri - ela se senta na cama inconformada

- é a vingança - viro para o lado e mexo no meu celular

confesso que queria mas ver que ela ficou puta da cara é melhor ainda

     •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

     •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
Imagine Jogadores鈿絧edidos fechadosOnde as hist贸rias ganham vida. Descobre agora