━━ 39.

6.2K 1K 1K
                                    

𝗡𝗔𝗥𝗥𝗔𝗗𝗢𝗥.

Já é madrugada. O céu não carrega nenhuma nuvem e a lua cheia se mantém intacta perdida no meio de tantas estrelas. Depois dos momentos íntimos repetitivos no quarto, Avery e Rafe estão no terraço da casa dos Jackson. Rafe está sentado no chão com as pernas esparramadas e Avery permanece de lado sobre o colo do capitão. Um baseado está preso entre seus lábios enquanto a garota o segura. Durante isso, Rafe acaricia seus cabelos de forma lenta e fita os traços tão marcantes do seu rosto. Ambos sabem que a noite de hoje não foi como as outras. Houve fogo demais, emoções demais, sentimentos demais. Não sabiam se estavam preparados para se entregar à isso, mas Avery e Rafe tinham consciência total do significado que tinham um pro outro. Após aquele instante que pareceu infinito de prazer, era impossível ignorar o coração acelerando e as borboletas mais do que presentes.

⏤ Pergunta. ⏤ Avery diz depois de soltar a fumaça do baseado.

⏤ Uma só? ⏤ Rafe tirou os cabelos do seu ombro.

⏤ Sim, por que não? ⏤ observou os olhos azuis iluminados pela luz do luar.

⏤ Porque eu te conheço ⏤ o garoto ergueu seus olhos pros dela também. ⏤ Você fala pelos cotovelos.

Avery segurou um sorriso. É, às vezes, ele a conhecia melhor do que ela mesma.

⏤ Certo, tenho permissão ou não? ⏤ ela insistiu.

⏤ Manda. ⏤ Rafe afastou seu toque de Avery e apoiou as mãos no chão, um pouco atrás de suas costas.

Avery estende o baseado até a boca de Rafe que está prestes a negar, mas diante da expressão convincente da menina, é inevitável que ele puxe a fumaça do cigarro prensado e logo solte a fumaça pra cima, assim como Avery costumava a fazer.

⏤ Que história é essa de decepção amorosa que você sofreu?

Rafe fechou os olhos por um breve momento.

⏤ Precisamos mesmo falar disso? ⏤ fez uma careta.

⏤ Você disse que eu tinha permissão.

É verdade. Ele tinha mesmo lhe dado carta branca.

⏤ Beleza ⏤ encarou-a outra vez. ⏤ Eu falo se puder fazer outra pergunta de volta.

⏤ Fechado. ⏤ Avery segura o baseado entre os lábios.

Rafe leva seu dedo até o cabelo claro de Avery, enrolando a ponta de uma mecha no mesmo para distração. Ele aproveita para inspirar o cheiro do seu shampoo de frutas vermelhas. Boa parte do porquê o Cameron não consegue ficar longe de Avery por muito tempo é o seu cheiro viciante. É como se já tivesse grudado em suas narinas e ele sentisse o aroma dela em qualquer lugar do nada.

⏤ Quando eu era adolescente, me apaixonei e namorei com uma menina no colegial. O nome dela era Cecília. Éramos pique aqueles casais de filmes clichês colegiais, sabe? Eu era o capitão do time de futebol e ela a capitã das líderes de torcida. Sendo sincero, ela era gata pra caralho. Eu me sentia o rei do planeta quando passava com ela de mãos dadas no corredor da escola. De alguma maneira, ela se sentia assim também ⏤ o garoto percebe um sorrisinho irônico no rosto de Avery. ⏤ O que foi?

𝐓𝐎𝐗𝐈𝐂, 𝗰𝗮𝗺𝗲𝗿𝗼𝗻. ✓Onde as histórias ganham vida. Descobre agora