𝐛𝐞𝐚𝐮𝐭𝐢𝐟𝐮𝐥 𝐞𝐲𝐞𝐬

1K 152 76
                                    







Narrador






— Stephen King é legal

Sina ouvia uma voz masculina dizer atrás de si, mas ignorava, quem quer que fosse, não era com ela que a pessoa estava falando, ela então continuava a sua leitura, devorando o livro, parágrafo por parágrafo, página por página.

Ler era seu refúgio, os livros a faziam viver outra vida, dentro deles ela poderia ser o que quisesse, poderia ir aonde imaginasse, Sina pensava bastante em Paris, era uma ideia atraente, um apartamento decorado do seu jeitinho com uma grande janela branca que desse de frente para a Torre Eiffel, um livro e um café, um sonho muito alto, como dizia sua mãe, mas Sina sempre fora assim, ela queria o máximo que a vida poderia lhe dar e quando tivesse tudo que ela lhe oferecia, iria atrás de mais porque sonhar era uma fonte inesgotável de possibilidades.

Antes que pudesse continuar divagando sobre como livros eram melhor que pessoas, ela sentia alguém sentar ao seu lado, apoiando as costas na árvore velha que ela se sentava todos os dias nos intervalos e tempos livres.

— Oi — era o mesmo garoto que havia feito o comentário anterior. Disfarçadamente, Sina olhava ao redor do vasto jardim do colégio, procurando alguém que estivesse lendo Stephen King, faria mais sentido que o garoto ao seu lado estivesse falando com alguém do outro lado do jardim do que com ela, quando percebia que ninguém ao seu redor nem segurava um livro, se viu nervosa em falar com alguém que não fosse os professores ou seus pais

— Oi — respondia timidamente

— Stephen King é legal — ele repetia a frase dita no começo — Eu disse isso antes mas acho que você não escutou, estava tão concentrada

— Eu escutei — dizia rápido e se repreendia por isso — Só não achei que estivesse falando comigo, ninguém fala

— Porque eu não falaria?  — perguntava com uma expressão curiosa

— Porque falaria? — ela retrucava e o mesmo sorria, gostava do fato de que apesar de sua aparência angelical, tinha uma malícia

— Eu sou Noah — sorria se apresentando, Sina quase sorria ao ver sua expressão, ele parecia realmente animado

— Eu sei quem você é.... dizia percebendo que as pessoas começavam a olhar Você sabe quem eu sou? — perguntava quase em ironia

— Sina... — ele falava rápido, Sina não poia negar a surpresa, mas não demonstraria — Deinert, estudamos na mesma sala

— Ok — respirava fundo — Olhe, caras como você não falam com garotas como eu... na verdade, caras como você não falam comigo, eles nem sabem meu nome, e acredite quando eu digo que eu fico surpresa que você saiba como eu me chamo ela agora olhava direto a Noah e conseguia reparar no verde intenso de seus olhos — Eu só estou dizendo, se isso é uma aposta ou uma brincadeirinha que seus amigos pensaram que ia ser engraçado... só me diga ok? Eu prometo que não vou ficar chateada ou ter um surto.... Você pode até dizer que eu me apaixonei perdidamente por você e que eu provavelmente choro todas as noites por sua causa só.... Não banque o cara legal ou o que se interessa pelos meus livros... Não faça isso se você não quer realmente fazer

Noah estava boquiaberto, sua boca abria e fechava inúmeras vezes mas nada saia, Sina desviava o olhar e voltava a atenção ao livro.

— Não é uma aposta... ou uma brincadeirinha  — ele finalmente conseguia dizer e se orgulhava da voz não sair hesitante — Eu sei o que dizem... Só... não acho que seja real, nunca vi ninguém falando com você, tirando aquela sua amiga japonesa ou algum dos professores então, não acho que as pessoas realmente saibam realmente quem você é... — Sina continuava com os olhos fixos no livro — E minha mãe me ensinou que não devemos julgar uma pessoa por opiniões de terceiros, por isso vim conversar com você.... e sobre o livro, eu gosto do Stephen King, é um pouco assustador e eu só assisti o filme e sei que devo me envergonhar por isso, mas eu gosto.... Além disso você tem olhos muito bonitos, e agora eu sou o esquisito — soltava um suspiro vendo que Sina continuava imóvel — Vou ir embora agora, me desculpa te incomodar

Ele se virava se afastando mas parava por alguns segundos quando escutava a voz de Sina.

— Coreana — a mesma dizia e Noah se virava sem entender

— Como?

—  Minha amiga.... aquela que você disse que é a única pessoa que já me viu conversando com, o nome dela é Heyoon, e ela é coreana, não japonesa — a loira dava ombros e involuntariamente Noah abria um sorriso — E eu posso te emprestar algum dos livros dele, é meio que um crime uma pessoa gostar de uma franquia de livros só vendo os filmes, se você quisesse, eu poderia te emprestar, tenho praticamente todos os livros de todo jeito

— Ok — dizia com as mãos no bolso — Vou me lembrar de pedir algum livro

— Noah? — chamava mais uma vez — Você pode sentar aqui, digo, na árvore, eu só não estou acostumada com companhias, e as pessoas realmente odeiam essa árvore por ela ser velha e não tão bonita quanto as outras 

— Fico feliz de poder te fazer companhia — sorria e via a garota voltar sua atenção para o livro em seu colo — E Sina?

A garota desviava os olhos das páginas que de repente não pareciam mais prender totalmente sua atenção e focava no moreno de olhos verdes à alguns passos da mesma.

— Eu nunca vi nenhum dos filmes do Stephen King — confessava — Só disse sobre o livro porque não sabia como puxar assunto 

— Eu sei — sorria com a expressão confusa que o garoto adquiria — Sua voz soou firme para quem estava contando uma mentira, mas, seus olhos te entregam e eles entraram em pânico quando eu disse que te emprestaria o livro.... Olhares não mentem

— Justo, mas isso também significa que você queria falar comigo

— Não é todo dia que encontramos pessoas que não tenham opiniões influenciadas pelos outros — dava ombros — Sua mãe é uma mulher inteligente

— Fico feliz de saber isso, ela vai ficar também — sorria — Até amanhã Sina

— Até amanhã Noah

Sina olhava o garoto se distanciar e abria um sorriso, havia uma pessoa de verdade em meio a toda aquela falsidade do colégio, constatando que talvez a vida no ensino médio não fosse tão ruim, ela voltava a sua atenção para o livro e mal reparava que o dono dos olhos verdes mais bonitos que ela já tinha visto a encaravam de longe com um olhar que ela nunca tinha recebido antes...

Admiração.







muito fofos né, fala sério.
gente eu vou tentar atualizar essa fic com frequência mas não sei se vou conseguir postar todos os dias, mas prometo tentar

xoxo
marii💖

𝐦𝐢𝐬𝐬𝐢𝐧𝐠 » 𝐧𝐨𝐚𝐫𝐭Onde as histórias ganham vida. Descobre agora