━━ 30.

7K 1K 1.4K
                                    

𝗥𝗔𝗙𝗘

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

𝗥𝗔𝗙𝗘.

O feriado de ação de graças estava chegando e, consequentemente, o aniversário de Sarah também.

O dia para comemorarmos o "Thanksgiving Day" era na quinta e os vinte e um anos da minha irmã na sexta. Não quero citar como minha cabeça dói com o falatório de uma loirinha tagarela enchendo meus ouvidos sobre seus diversos planos para celebrar seu dia. Eu tô falando sério, já tinha escutado de tudo. Um churrasco com muita cerveja e piscina, uma festa lotada de gente ou um luau na praia. Apesar de ser alguém tão na dela, Sarah era a pessoa número um em ajeitar uma curtição boa, ainda mais quando se havia motivo pra isso.

Enquanto eu raspava meu bigode no espelho do banheiro, vez ou outra eu observava a minha irmã andando de um lado pro outro através do reflexo da porta aberta. A touca que cobre um pouco da sua cabeça e os dentes que mordiscam o lábio inferior num semblante pensativo me pareciam as características mais fiéis de Sarah Cameron. Sempre agitada demais pra conseguir fazer as coisas silenciosamente, apesar de ser tão na dela.

⏤ E se formos pra aquela nossa casa na costa? Me parece perfeita. ⏤ mais uma sugestão.

⏤ Aquela casa tá cheia de rato e barata, Sarah. Eu que não vou tirar aqueles bichos de lá. ⏤ respondo, focado na lâmina passando por cima da espuma abaixo do meu nariz.

⏤ Caramba, hein? Você também não me ajuda. Seus amigos sempre fazem boas festas nessa casa, não pode me dar algum conselho? ⏤ a figura baixa da minha irmã cruzando os braços me faz sorrir bem humorado.

⏤ Ah, garotinha. Eu tenho certeza que não é do seu gosto contratar strippers pra rebolar seminuas em cima das mesas. ⏤ assim que termino de fazer o bigode, lavo o rosto para tirar o resquício de espuma e também o seco.

Apesar de gostar de como os pelos no rosto me deixam mais adulto, o treinador Collins estava me infernizando com isso. Me sinto um integrante da One Direction beirando dois mil e onze.

⏤ Uh, que nojo ⏤ como eu imaginava, Sarah torce o nariz numa expressão repudiante. ⏤ Definitivamente não.

⏤ Eu sei. ⏤ coloco meu moletom do time. ⏤ Quer carona? Tenho que treinar agora.

⏤ Ah, não precisa. Avery tá vindo me buscar, combinamos de ir ao shopping.

Ao ouvir seu nome, um certo arrepio me sobe a nuca. Imediatamente, fico tenso. Mas que merda?

⏤ Hum, entendi. Programa de meninas? ⏤ tento puxar assunto.

⏤ Com certeza. ⏤ minha irmã puxou o celular do bolso.

Tento achar mais algumas palavras pra tentar falar sobre Avery, mas não encontro. E me sinto patético. Por que eu sinto vontade de falar sobre ela? De descobrir mais do que ela iria fazer no seu dia? Não faz sentido e me deixa angustiado.

⏤ Rafe. ⏤ a voz de Sarah me chama.

Levanto meus olhos para encara-la e Sarah está com uma expressão que conheço bem. A de "não minta pra mim, somos melhores que isso". Ela sempre usava a mesma quando queria me arrancar alguma verdade. Sempre dava certo, surpreendentemente.

⏤ Você e Avery ⏤ bateu seu telefone contra a outra mão. ⏤ Estão tendo alguma coisa?

Mordo o interior das bochechas, pensando seriamente se eu era sincero ou tentava não abalar a amizade de Avery e Sarah. Dessa vez, creio que não é só pela questão dela ser ciumenta.

Levando em conta que Sarah e Cecília eram amigas, depois de tudo que aconteceu, minha irmã me fez prometer de joelhos que eu nunca mais me envolveria daquela forma com alguma amiga dela. Não sinto que estou fazendo algo de errado. Afinal, é só sexo casual, certo? Não é como se eu fosse pedir Avery em casamento amanhã.

⏤ Não. ⏤ opto pelo mais benéfico à mim.

Minha irmã me encara por alguns segundos e sei que ela está tentando achar algum resquício de mentira no meu rosto. Temo por isso, mas então, vejo seus ombros relaxarem e ela expirar o ar dos pulmões. Talvez seu detector de mentiras não tenha funcionado bem hoje como nos outros dias.

⏤ Por que sumiram da praia naquele dia?

⏤ Fui apresentar uma amigo pra ela. Disse isso à Kiara.

Nessa parte, eu não menti. Realmente apresentei um amigo à ela. Quer dizer, um que nos últimos dias, se anima só de escutar o nome dela. Merda.

⏤ Que amigo? ⏤ me pegou.

Eu engulo em seco e cruzo os braços. Eu queria muito ter paciência pra responde todo o questionário de Sarah e não deixa-la com suspeitas do meu suposto "caso" com Avery, mas sou o irmão mais velho. Odiava me sentir intimidade pelas minhas caçulas.

⏤ Se não confia em mim, é melhor falar logo do que ficar girando em círculos. ⏤ soo mais ríspido do que espero.

Sarah pressiona seus lábios um contra o outro e passa os dedos em seus cabelos loiros. Se aproxima alguns passos de mim e me envolve com seus braços curtos. Acabo suspirando, acariciando seus fios dourados com cuidado enquanto escutava sua respiração pesada perto dos meus ouvidos.

⏤ Só não quero que faça nenhuma besteira. Nem que se machuque de novo.

Aprecio seu cuidado. Mas o papel de cuidar de alguém era meu aqui, eu sabia me virar. Bom, é o que eu espero.

⏤ Sou o mais sábio aqui, mocinha. Não precisa se preocupar comigo. ⏤ ouço sua risada fraca.

⏤ Claro, com certeza. ⏤ ela se afastou levemente de mim.

Ponho seus fios atrás de suas orelhas e beijo sua testa com carinho.

⏤ Rafe ⏤ me chama mais uma vez.

⏤ Diz.

⏤ Me promete que não vai se envolver com a Avery.

Seu pedido me assusta um pouco. Eu definitivamente não podia prometer aquilo, mas também não poderia dizer qualquer coisa contra porque meu disfarce iria todo por água baixo. O de Avery também, afinal.

O pensamento que as pessoas tinham sobre mim me irritavam. Obviamente eu construí uma reputação meio bunda quando se tratava de ser um cara "decente" para se envolver. Apesar de ser o nome mais falado do hóquei, eu também estava na boca de todas as pessoas que tinham comentários desagradáveis à citar sobre como eu não valia o chão que pisava.

Talvez isso fosse verdade. Mas ninguém tem o direito de apontar o dedo pra mim. Estou na faculdade, caralho. Me deixem foder em paz.

Acho que ajo no automático. Aceno com a cabeça positivamente e passo a língua nos lábios.

⏤ Prometo.



gente, vcs estão gostando de Toxic?
é importante demais escutar a opinião de vocês 🥺

𝐓𝐎𝐗𝐈𝐂, 𝗰𝗮𝗺𝗲𝗿𝗼𝗻. ✓Onde as histórias ganham vida. Descobre agora