Part 3 e Ultima.

7.6K 155 10
                                    

Acordei naquela manhã exausta literalmente, mas cada dia fissurada na minha madrasta. Acordei pensando nela, na sua buceta, nos seus peitos e de como ela era gostosa! me levantei fui tomar banho e me arrumei, quando entrei na cozinha a Luana estava lá (como de costume) meu pai já tinha saído, olhei pra ela e não falei nada, mas ela...
-"Bom dia pequena, a noite foi exausta né?"
-"hm, foi normal"
como disse eu estava querendo dar um gelo nela para parar com aquela situação.
-"normal?"
-"sim, ué"
ela veio por trás de mim, começou a passar à mão nos meus peitos, aperta-los ao ponto de me deixar molhada só de sentir ela pegando neles.
-"normal né? vou te fazer lembrar bem direitinho."
ela me levantou e me colocou de quatro, penetrou seus dois dedos na minha buceta e começou a enfiar com força e fundo!
-"vai dizer que foi normal agora vadia?"
-"aahm, vou, aaahm"
-"que buceta gostosinha, vou fuder de novo ela, até ela inchar"
-"vai fode gostoso, aaahmm"
ela se ajoelhou e enquanto me comia me xupava.
-"hmm, que buceta deliciosa!"
-"aaahmm, assim vai que eu vou gozar gostoso" comecei a me esfregar nela enquanto ela me xupava e me comia, aquela mulher era uma deusa do sexo!!
-"aaaaahm vai vai, vou gozar agora vadia..." sentir meu gozo vindo "aaaaaaaahmmmmm que gostoso!" e fui me assisar daquela buceta lisa e rosinha.
-"isso vai, chupa assim gostoso, olha pra mim vadia, chupa e me olha, aaaain que delícia"
ela pegou a minha cabeça e começou a me esfregar na sua buceta, eu abrir a minha língua pra ela passar gostoso nela.
Fomos para o quarto e transamos que nem louca, fizemos tesoura, 69 e tudo mais que você estar pensando. Quando paramos eu decidir parar com aquilo.
-"Luana devemos parar com isso, você é a mulher do meu pai!!"
-"Não consigo. estou louca por você, eu amo o seu pai mas é você que estar me deixando assim..."
"-Não chega, já deu! paramos por aqui."

corri e entrei no meu quarto, passei o dia lá não sair nem para almoçar já para não dar desculpas de ver a Luana. Mas de fato, o que ela disse é exatamente real, a Luana estar me deixando cada dia louca por ela, acho que me
apaixonei pela Luana sem ao menos perceber.
Enquanto eu pensava isso no meu quarto eu escutei o telefone tocar...
-"Alô quem é? .... sim como posso ajudar? ... QUE COMO ASSIM?? NÃO PODE SER😰
sair imediatamente do quarto quando vi a Luana chorando desesperadamente, ela não parava de chorar nem ao menos para me explicar o que houve, foi quando ela disse:
-"Pequena, você vai ter que ser forte."

Meu pai morreu aos 46 anos, ele sofreu um acidente de carro que lhe deixou nem se quer lutar pela vida!
Naquele exato momento eu tinha perdido tudo, e a Luana esteve comigo o tempo todo. Ela cuidou de mim, e eu sei que ela tava sofrendo muito, um dia escutei ela chorando abraçada com a almofada do meu pai, corri para o meu quarto e chorei até dormi.
Se passaram uns 2 meses e estávamos nos recuperando quando chegou um advogado em casa, ele era alto, bonito porém com uma cara de chatão.
-"Bom dia sr, me chamo dr Wilians duarte, vim representando o seu falecido marido, será que posso entrar?"
-"Bom dia, claro"
Ele entrou, e a minha madrasta ofereceu bebidas e umas coisinhas, ele começou a falar coisas de documentos que não entendi bem, mas ele disse algo que o papai tinha deixado.
-"bom sr, além da casa e um dinheiro no banco, o seu marido deixou a tutela da filha dele caso isso acontecesse. Mas como a filha dele vai fazer 18 anos próximo ano a sr não terá mais a tutela dela, a casa é sua, mas o dinheiro é dela! não pode mexer a não ser por caso de emergência. porém ele deixou uma conta para a sr."
eu e minha madrasta não fazia a mínima ideia de como isso iria acontecer.
-"então assine aqui sr, e você senhorita, para que ambas estejam de acordo. deixarei uma xerox da documentação para as duas."

Assinamos e ele saiu, os dias foram bem intenso entre mim e a minha madrasta, ela não estava mais daquele jeito de putinha, ela tinha mudado real, ela abriu uma lojinha de roupa e variedades, e bombou! eu continuei estudando e a cada dia fui superando a morte do meu pai, e a Luana também. Chegando o Natal fomos visitar a família do meu pai, foi o meu primeiro Natal sem ele, foi doloroso mas a família do meu pai fez com isso mudasse, foi uma noite alegre e divertida, minha avó fez várias perguntas sobre a Luana, e eu respondi, acho que a vovó estava receosa pela Luana estar cuidado de mim.
-"Mas ela estar lhe dando de comer?"
-"estar vovó, ela cuida muito bem de mim"
Fomos para casa e fomos dormi, a Luana tinha mudado muito, mas não julgo, acho que ela se sente meio culpada, perder o marido e no mesmo dia tá fudendo a filha dele não é uma coisa normal. No dia do ano novo ela me perguntou se eu iria sair.
-"Vai sair no Ano novo, pra alguma festa sei lá"
-"acho que sim, vai ter uma festa ali mas não sei..."
-"vá você precisa se animar"
-"e você?"
-"Eu vou ficar em casa dormindo kkk tenho umas coisas para fazer em casa"
-"tá certo então"
Chegando a noite eu me arrumei, me despedir da Luana, e sair.
fui para uma festa LGBTQ+ de uns amigos, peguei umas meninas e fiquei muito bebada, e eu não tirava a Luana da minha cabeça era algo surreal, eu imaginava aquela mulher nua toda hora, peguei uma mulher parecida com a Luana. nossa... deixei aquela garota louca, chamei ela pro quarto e comecei a chupar a buceta dela.
-"aaahm, nossa nunca imaginei que você chupava tão bem, aaahmmm"
-"cala a boca e só geme pra mim vadia"
Ela começou a gemer alto, mas eu não fiquei nem um pouco com tesão.
-"aaahm assim vai vai, aaaaaahm aaaahm aaaahm, que boquinha gostosa, aaaahm aaaaahm me chupa assim vai cachorra!" comecei a pensar ("mds tenho que fazer essa mulher gozar logo, quero ir embora)
-"aaai, vou gozar, aahm aaahm aaahm aaaaaaaaahmmmm, isso, delícia" ela pegando naquela buceta molhada, e se tremendo, ela era muito gostosa, mas não sei... "vem cá que agora eu quero te chupar vem"
-"ah não precisa, eu já estou indo..."
fui correndo pra casa pra não ver aquela menina de novo, chegando em casa vi a luana dormindo de perna aberta pra mim, com aquela buceta linda rosada, ai que delícia! eu sentia ela me chamando. Foi quando eu fui lá, eu já estava bebada mesmo.

Comecei a mexer na buceta dela, esfreguei seu pinguelo e penetrei um delo bem leve nela, e ela só gemia abafado.
-"hmmm" e se mexia, e eu continuei, comecei a esfregar mais até que vir que ela estava ficando molhada, aquilo me deixou com muito tesão, tirei minha roupa e comecei a esfregar minha buceta no seu calcanhar, eu tava pigando de tesão e aquele pé dela bem cuidado não demorou muito pra eu gozar gostoso!
-"ai, hmmm, assim vai luana, aahm que delícia" eu susurrando, ela começou a se mexer e ficou de perna aberta. aaaa ai não resistir.
-"ah foda-se quero te chupar gostoso"
e cair de boca na sua buceta, Luana acordou assustada.
-"quem é, aaahmmm" quando ela olhou era eu.
"não podemos, aaaahm que delícia"
-"cala a boca, vem cá nem que seja pela última vez"
-"aaaahm, ok!" chupei ela toda, penetrei ela, esfreguei seu grelinho, saciei minha vontade!
-"ai ai, issoo vai, aaaahmm vou gozar, continuaaaaaahmmmm... gozei vadia"
subir nela e comecei a me esfregar, com força, vi aquela mulher gemendo pra mim me fez perceber que eu estava apaixonada pela Luana!
-"eu aaahm, acho aaahm que aaahm te amooaaahm!"
-"aaahm, eu também te amo pequenaaaahmmm... faz tempo, aaahmm"
-"quero continuar com você aaaahmmm vai vai"
-"e vamos! aaaahmmmm issoo"
gozamos juntas! quando escutei os fogos de artifício...
-"feliz ano Novo!" suada eu sorri pra ela
-"Feliz ano Novo minha pequena"

Eu e a Luana estávamos vivendo juntas, nós duas parecia uns animal no cio, transávamos todos os dias, toda hora, eu amava gozar com aquela mulher!! Chegou meu aniversário de 18 Anos, fizemos uma comemoração, no finalzinho da festa o advogado chegou.
-"Boa tarde senhorita, desculpa o incômodo, e Feliz Aniversário! só para avisar que você estar livre da sua tutela, o dinheiro que seu pai deixou dar para comprar um ap e você pode trabalhar na empresa que seu pai trabalhou, o chef dele disse que queria conversar com você. O que me diz?
-"hmm aceito o emprego, mas não vou sair de perto da Luana, ela cuidou de mim tão bem e gosto de estar com ela, podemos dividir as despesas dessa casa e vivermos bem."
-"Então tudo bem! qualquer coisa me procure, seu pai me ajudou muito, gostaria de recompensar ele um dia."
-"você já estar!"

Quando a festa acabou Luana me deu um presente bem gostoso, sua buceta molhada na minha boca, vendo ela sentada na minha cara e se esfregando em em mim, me fez perceber o quão louca sou por ela.
-"aaaahmm ai amor, vou gozar jaja, continua assim vai"
Não era mais enteada e sim amor! vivemos muitos anos juntas e ninguém percebeu, nos casamos, abrimos nossa lojinha, nos mudamos para outro país e somos felizes. Visitamos até hoje o Túmulo do meu pai, aliás ele foi o amor da minha vida e o da Luana, ambos com sentindo diferente.

Agora vou transar mais, aquela buceta é incrível demais!!!

-"aaaaaaahmmm fode mais amor, me chupa gostosinho assim, ai que delícia!"

Lésbicas +18 Onde as histórias ganham vida. Descobre agora