━━ 18.

7.8K 1K 596
                                    

𝗔𝗩𝗘𝗥𝗬

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

𝗔𝗩𝗘𝗥𝗬.

Kiara chegou de Lahaina com as bagagens cheia de histórias, novidades e muito alto astral. Minha melhor amiga passou toda a manhã contando como ver sua namorada foi incrível pra ela. Me disse que adotaram um cachorrinho que avistaram na rua, ele estava sujo e aparentemente muito faminto. Batizaram-o de Freddie. Falou que até que terminasse todos os períodos e se formasse, ele iria ser cuidado por Allison na cidade vizinha. Também citou como não parava de pensar no futuro, em morar com sua garota lhe soava feito um sonho. E devia ser mesmo.

Escuto-a com atenção e mantendo um sorriso no rosto. Vê-la tão feliz me dá um gás absurdo. Na real, ver minhas amigas realizadas sejam lá com o que fosse era incrível pra mim. Kiara e Sarah já tinham planos extensos para o futuro. Kiara bate na mesma tecla desde que viramos amigas que assim que pegasse seu diploma, iria alugar uma casinha na beira da praia de Lahaina e moraria com sua namorada e seu agora filho não-humano. Também queria abrir sua própria clínica veterinária com o dinheiro que guardou por todos esses anos na sua poupança. Sendo honesta, os pais de Kiara tinham uma condição boa e nunca a negaram ajuda, mesmo que soubessem como ela era osso duro de roer quando o assunto era ser independente.

Sarah tinha uma boa visibilidade em seu canal do YouTube. Fez alguns contatos e amizades que a faziam crescer cada vez mais, sem contar do seu extremo talento em se comunicar com as câmeras. Ela também sempre foi uma aluna extremamente dedicada, então não duvido nada que ela possa querer seguir mesmo o quê lhe é imposto no curso. Vive dizendo que quer estrelar nos filmes de Hollywood, ao lado de Jennifer Aniston ou Emma Stone. Desde que a conheço, Sarah era a louca dos musicais Hollywoodianos. Se um dia eu ligasse a TV e acabasse me deparando com a minha melhor amiga cantando enquanto passa no meio de um engarrafamento parado e umas vinte pessoas dançando atrás dela, eu sinceramente não me assustaria. Ao contrário de Kiara, Sarah pretende viver bem longe da natureza e sonha com um apartamento nos prédios altos de Nova York, apenas com a companhia de um gato e uma estante gigantesca para guardar seus livros de infinitos gêneros.

Eu? Bom, eu tenho muitos sonhos. Alguns passivamente impossíveis, apesar de eu não acreditar nessa baboseira de que você precisa ter o pé no chão. O mundo vai te engolir uma hora ou outra, então foda-se, sonhe o quanto você puder. O discurso de que você precisa ser realista e não querer praticar atos tão distantes é uma fraude filha da mãe de quem não tem esperança alguma na vida. Ninguém nunca nasce sabendo do dia de amanhã. Na minha visão, deixar de ser quem você é por medo do futuro ou da frustração é covardia consigo mesmo. Um dia, todo mundo morre e cai no mesmo buraco. Por que viver nos eixos? Seja intenso, cara, a vida só acontece uma vez.

Meu primeiro plano depois da faculdade é pegar o barco da minha família e viajar o mundo. Sim, um mochilão pela porra do oceano. É loucura, eu adoro loucuras. Bato na mesma tecla desde os meus quinze anos. Quero viver sentindo a brisa, aproveitando minha própria companhia e evitando a presença de outros seres humanos. Seres humanos são irritantes em grande quantidade. Seja pé no chão, tenha um plano B plausível. Olha esse discursinho de merda.

𝐓𝐎𝐗𝐈𝐂, 𝗰𝗮𝗺𝗲𝗿𝗼𝗻. ✓Onde as histórias ganham vida. Descobre agora