Capítulo 40

7.4K 1K 361
                                    

— Sabe, quando uma garota muito gostosa te convida para dançar é um absurdo dizer não — Foi a primeira coisa que eu disse quando cheguei ate Rafe depois de algum tempo dançando com estranhos.

— Também é um absurdo assustar essa garota muito gostosa com a minha péssima dança.

Por algum motivo ele não respondeu olhando nos meus olhos e sim em qualquer outra direção.

— Tá tudo bem?— Eu perguntei me virando um pouco para ver o que ele tanto olhava.

Meu sorriso se desfez um pouco quando vi a garota loira retribuir seu olhar, assim como quando Pope sorria para Kiara eu aumentei o meu sorriso mais uma vez nada abalada.

— Deveria falar com ela, não precisa dançar só falar — Eu aconselhei.

Rafe deixou de olhar para ela e voltou a olhar pra mim.

— Eu estou bem aqui, não é sempre que uma garota gostosa tenta me convencer a dançar.

Derrepente aquilo perdeu a graça, eu não quero mais ser a garota gostosa.

Eu não quero ser porcaria nenhuma.

Quando eu penso que deixei de ser o segundo plano já que aparentemente Rafe não olharia com os olhos brilhando para minha amiga lindíssima ele arruma outra pessoa para tomar esse lugar.

— Na verdade eu vou pra casa, você deveria falar com ela antes que alguém fale — Continuei sorrindo — Eu posso passar na sua casa amanhã pra pegar as minhas coisas?

— Pensei que você fosse ficar lá até seu pai voltar.

Eu meio que não vou em casa desde que minha mãe, bom, vocês sabem.

A sensação de chegar lá e não ter aquele sorriso, aquele perfume e aquele abraço quentinho me fazem querer chorar o tempo todo.

Então eu estava ficando na casa dos Cameron até meu pai voltar e aí então eu não estaria mais sozinha, mas isso meio que perdeu um pouco do sentido agora.

— Na verdade eu tenho outros planos para hoje — Menti — A gente se vê depois — Beijei sua bochecha — Vê se não perde a garota bonita.

O deixei sozinho logo em seguida, meu sorriso se desfez logo que virei de costas e meu corpo ficou um pouco tenso. A noite estava fria e eu sinceramente não gostaria de ir para casa, mas eu não queria ficar.

Opostos - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora