Capítulo 39

8K 1K 1K
                                    

— E o que você está esperando?

Olhei na direção de Topper sem entender.

— O que?

— Ela acabou de ser bem clara ao dizer que não é apenas você interessado e ela também deixou bem claro que espera um pedido de namoro.

Quase dei risada da mente fértil do meu amigo.

— Ela só está brincando, não precisou se esforçar para dar uma desculpa e sair daqui.

— Não me pareceu brincadeira — Ele pareceu confuso, como se estivesse revendo as cenas em sua cabeça para poder melhor opinar.

— Eu estou dizendo, Naya não quer ser a minha namorada e mesmo se quiser eu não vou pedi-lá em namoro.

Ele deu de ombros.

— Só tenta não se arrepender depois, sabe, quando ela cansar de esperar e também se cansar desses joguinho de dormir agarradinho dar beijinhos e nada mais.

— Está dizendo que eu já deveria ter transado com ela?

Topper passou a mão pelo rosto como se tivesse ouvido um absurdo.

Eu nunca precisei conquistar alguém ou me preocupar com o que as pessoas querem, eu sou Rafe Cameron, tenho o que eu quero quando eu quero. Naya é uma amiga, por incrível que pareça eu não vou ser um babaca que força a barra pra transar com ela.

— Estou dizendo que você deveria conversar com ela, sabe, tipo com palavras e não com as línguas se enrolando.

— Você é um lixo, não vai me dar conselhos — Tentei escapar.

— Mas eu já tive uma namorada, quem é o lixo agora?

— Você só namorou ela porque ela é a minha irmã — O lembrei de como isso se iniciou.

— Você é tão insuportável.

— Por isso somos amigos.

— Eu vou buscar uma bebida, tenta não perder a única garota que sente atração por você enquanto isso — Topper deu dois tapinhas no meu ombro antes de sair.

Um pouco a frente meus olhos focaram na morena de cabelos soltos que voavam conforme ela girava em uma dança que mesmo esquisita ficava atraente quando feito por ela, o sorriso e as risadas que escapavam por seus lábios de forma escândalosa que fazia as pessoas a sua volta também sorrirem.

Naya era como a luz, como a luz que clareava o rosto de todos, como a luz que brilha em beleza e encanto.

Eu sempre estive sozinho.

Nunca me apaixonei.

Não conheço o que isso significa a mais que a teoria, eu não quero estar confuso pra ela.

Eu não quero que ela seja mais uma pessoa quebrada por mim, não quero que ela me odeia como todos os outros.

Não quero perdê-la quando eu fracassar.

De maneira alguma eu quero apagar o brilho que a rodeia.

Meu coração acelerou as batidas quando ela se virou na minha direção com aquele sorriso, com um gesto os os dedos ela me chamou para dançar, com um balançar de cabeça eu neguei o convite.

Uma verdade é que eu adoro estar aqui, podendo vê-la bem mesmo que de longe. Mesmo que longe de mim.








Espero que não se importam com tantas atualizações, eu estou meio desocupada e fico mais animada com histórias com tantas interações.

Posso não responder todos os comentários - a tímida- mas leio todos ♥️

Opostos - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora