Capítulo 37

7.3K 1K 753
                                    

— Se divertindo?

— Eu não quero falar com você, JJ.

— Eu vacilei, eu concordo com você sentir raiva, mas você precisa falar comigo.

— Não preciso não.

— Precisa sim — Levantei às sobrancelhas com tamanho a confiança.

— E por que eu iria precisar?

— Porque eu amo você, Naya.

— Tudo bem, todo mundo me ama e isso não me faz ter a obrigação de falar.

— Não, eu te amo de uma forma diferente, de uma forma que eu sei que é recíproco.

— Do que você está falando JJ?

— Eu estou falando sobre todos os nossos momentos, sobre como os seus olhos brilham e como eu não consigo parar de pensar em você.

— Deve ser porque você fez merda, aí fica revivendo a cena — Procurei algum escape com os olhos, alguém que pudesse me tirar dali.

— Eu fiz merda sim, mas eu fiz porque eu não queria ver você magoada. Eu me quebraria mais uma vez se visse você magoada.

— Você deu muito azar JJ, eu já estou magoada.

— E com a intenção de magoar a gente você fica se esfregando com Topper Thornton.

Olhei para o céu respirando fundo.

— Era só o que me faltava, você está tendo uma crise de ciúmes? Você está tendo uma crise de ciúmes agora?

— Não é ciúmes — Abriu os braços confessando que era ciúmes.

— Você sempre deixou bem claro que era apenas sexo e agora quer ter uma crise de ciúmes?

— Eu, eu, eu não sei o que está acontecendo comigo — Os olhos dele se encheram de lágrimas e o meu coração se apertou — Eu tô sozinho, Naya. Eu tô sozinho e eu não pude me despedir dela, eu não só a perdi como eu perdi você.

— JJ — Estiquei a mão para toca-ló, mas recuei em dúvida.

— Tá tudo bem, você está certa. Foi mal — Se me deixou só.

Opostos - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora