Capítulo 34

8.6K 1.1K 922
                                    

Flashback

— Acho que o JJ vai gostar mamãe?— Perguntei a mais velha enquanto espalhava granulado pelo bolo de chocolate que havíamos feito hoje.

— É claro que ele vai gostar, é bolo — John B disse com a boca suja cheia de morangos molhados na calda de chocolate.

— Não come tudo — Estiquei a mão sujando a minha ao pegar o morango que ele segurava, o enfiei na boca antes que ele pudesse reclamar — Aí isso é muito bom.

— Eu disse, no meu aniversário podemos comer apenas morango com chocolate — John disse animado.

— Azar o seu, eu quero os dois assim como o JJ — Fiz o meu pedido.

— Se comermos tudo o JJ vai ter apenas bolo — John disse molhando mais um dos morangos.

— Pode ser — Fiz o mesmo movimento comendo aquele morango.

— Ei — Ele me repreendeu.

— Parem de comer, os morangos são para o bolo — Minha mãe disse tentando ficar seria — Podem ir lavar as mãos se quiserem colocá-los no bolo.

— Mas a gente já pois a mão em tudo mesmo — Tentei argumentar.

— Exatamente, mãos limpas, vamos lá — Reclamei enquanto descia da mesa e esperava John fazer o mesmo.

Depois de ajudarmos a mamãe a fazer uma carinha feliz com morangos de chocolate finalmente podíamos finalmente apenas esperar pelo JJ.

Mas ele não chegou feliz como esperávamos, ele estava chorando e minha mãe não nos deixou ficar na sala.

Então enchemos ainda mais balões na cozinha, até que ele apareceu na cozinha com os olhos e nariz vermelhos.

— Feliz aniversário — Tentamos ser animados o suficiente para animá-lo quando ele nos notou.

E ele sorriu.

De longe os cinco amigos podiam ver a garota de cabelos escuros dançar descalça na areia acompanhada de Kelce que sorria como nunca haviam o visto sorrir, como se agora ele pudesse ver a luz que sempre esteve do lado deles.

— Eu disse que a gente estava vacilando, foi uma ideia merda ter deixado ela de lado — JJ lamentou abrindo a sua latinha de cerveja.

— E o que a gente iria fazer?— Foi a vez de Pope falar — Dar um abraço de apoio no pai dela durante o velório?

— Eu odeio isso, mas se ele percebesse que nós o reconhecemos aí sim estaríamos mortos — John lamentou.

— Qual será a parte que vai fazer a Naya odiar a gente, deixar ela de lado do nada ou mentir?

A pergunta de Kiara deixou o ar um pouco mais pesado.

— Os dois se completam, não tem o que fazer agora — Sarah foi otimista — Na verdade tem sim, contar a verdade.

— E quem é que vai chegar nela e dizer que o pai dela invadiu a minha casa com outros homens armados e provavelmente ia matar a gente?

A pergunta de John B recebeu como resposta os olhares de todos, ele deveria dizer, ele precisa dizer, é o que todos acham.

— Você mora comigo agora, a Naya está sempre por lá com o Rafe — Sarah o abraçou de lado — Só escolhe o momento e joga a bomba.

— Ela vai me odiar, ela vai dar o soco que ela sempre quis dar no Topper em mim — John lamentou.

— Ela não me parece querer socar ele agora -— Kiara fez uma cara de nojo vendo a garota abraçada nesse enquanto eles sorriam — Espera, ela e o Topper estão?....

— O que? Não! Ela e o Rafe eu acho que sim, mas não tenho certeza — Sarah começou confiante, mas no fim não sabia Respondeu.

— Eu preciso beber, preciso beber muito — Os amigos olharam JJ se afastar voltando para a multidão lamentando pelos sentimentos que o amigo nunca teve a oportunidade ou coragem de assumir.

Opostos - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora